Você já pensou que todas as histórias do mundo já foram contadas? De acordo com essa teoria, isso é verdade, pelo menos no que diz respeito à sétima arte, o cinema. Assim, há 100 anos, Hollywood conta as mesmas 6 histórias e você nem notou.

Especialmente nos últimos anos, Hollywood, em especial, acaba sendo acusada de usar e reciclar os padrões básicos de como contar uma história. De acordo com Vladimir Propp, existem 31 funções narrativas básicas que são usadas para contar as tramas que conhecemos. Mas, de forma superficial, características podem ser reduzidas a seis histórias. Dessa forma, pelo menos na cultura ocidental, existiria uma série de tramas básicas que se repetiram nos últimos 100 anos incontáveis vezes e hoje, separamos essas histórias.

1 - Histórias de Ícaro

Nesse tipo de filme, temos a ascensão e queda de um personagem bastante evidentes. Bem como Ícaro no mito grego, o filho de Dédalo se aproxima mais do que deveria do sol e suas asas se derretem. Em outras palavras, aqui, o herói esquece de suas virtudes e deve ser castigado com uma queda metafórica. Podemos ver esses elementos em filmes como 'Touro Indomável' e 'Scarface'.

2 - Histórias de Orfeu

Publicidade
continue a leitura

Nas 'Histórias de Orfeu', temos personagens que vão e voltam do inferno, assim como Orfeu. Dessa forma, diferentemente de Ícaro, essas histórias não acabam com derrota do herói. Mas, ao invés disso, apresentam finais melancólicos. Nesse sentido, o herói, esmagado pelo peso da experiência vivida, volta para casa mais triste ou com uma grande perda. Aqui, podemos citar filmes como 'O Silêncio dos Inocentes', 'Taxi Driver' e 'Apocalypse Now'.

3 - Histórias de Cinderela

Nessas histórias, temos um herói ou heroína que deixa suas origens humildes em busca da grandeza. Mas, ao contrário das 'Histórias de Ícaro', nosso protagonista não se deixa levar pelos excessos ou pela vaidade. Desse modo, ao não comprometer sua pureza que trazia consigo, o personagem recebeu uma recompensa ou um final feliz. Esse final pode ser o sucesso, o amor ou a felicidade. Aqui, podemos citar filmes como 'Quem Quer Ser Um Milionário?', 'Encontro de Amor', 'Jogos Vorazes' e 'À Procura da Felicidade'.

Publicidade
continue a leitura

4 - Viagens iniciáticas (ou a forja do herói)

Nesse tipo de história, temos jornadas que são um trânsito para a maturidade ou a própria realização pessoal. Assim, esses são filmes que se passam no período da juventude ou em uma crise de identidade. E claro, nem sempre isso termina em final feliz. Para esse amadurecimento acontecer, muitas das vezes, é necessário um final trágico. Por exemplo, podemos citar filmes como 'Na Natureza Selvagem', 'Juventude Transviada', 'Conta Comigo' e 'Thelma e Louise'.

5 - O objeto mágico (ou a busca do herói)

Publicidade
continue a leitura

Também podendo ser interpretada como a jornada do herói, aqui, temos um herói que sai do ordinário e segue em busca do extraordinário. Assim, para isso, ele encontra um objeto mágico e parte em sua aventura em busca de algo maior. Como exemplos, podemos citar 'O Mágico de Oz', 'Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida', 'Star Wars' e 'Senhor dos Anéis'.

6 - Rapaz conhece moça (ou ‘sujeito’ mágico)

Por fim, temos as histórias em que há um encontro casual entre dois personagens, mas que são separados por um terceiro elemento. Dessa forma, esse elemento pode ser algo mágico ou mesmo, uma terceira pessoa. Essa separação faz com que o protagonista parta em busca de finalmente encontrar seu objeto de amor ou desejo. Aqui, podemos citar filmes como 'Amizade Colorida', 'O Lado Bom da Vida' e 'Amor a Toda Prova'.

Publicado em: 14/07/20 10h08