Curiosidades

Helicóptero da NASA faz seu 50° voo em Marte

0

Dominar o espaço e descobrir tudo que ele guarda ainda é um dos maiores desejos do homem. E desde que Marte foi descoberto ele é uma grande fonte de mistérios. Por isso que, em 2021, a NASA lançou o rover Perseverance, que tinha em sua “barriga” o helicóptero Ingenuity. Desde então, eles fazem várias descobertas sobre o planeta.

Agora, o helicóptero atingiu um grande marco na quinta-feira dessa semana. O Ingenuity foi a primeira aeronave na história a voar pela 50ª vez em um outro planeta, voando bem mais do que as 10 vezes que eram planejadas no começo da missão.

Feito histórico

Esse voo histórico do helicóptero aconteceu alguns dias antes do aniversário de dois anos do seu primeiro voo, feito no dia 19 de abril de 2021. Em seu 50° voo, o Ingenuity viajou 322,2 metros, em 145,7 segundos. Como se a quantidade de voos já não fosse surpreendente, ele fez outro recorde alcançando a maior altitude já ida, de 18 metros do solo marciano.

O objetivo do Ingenuity é provar que a exploração aérea de Marte é sim possível, mesmo com a atmosfera fina do planeta. O começo da sua missão aconteceu no dia 18 de fevereiro de 2021 quando o helicóptero e seu parceiro de missão, o rover Perseverance, pousaram na Cratera de Jezero.

No começo da missão, os planos dos cientistas eram que o helicóptero fizesse somente cinco sobrevoos como uma demonstração da tecnologia. Contudo, conforme o Ingenuity foi sendo bem sucedido em seus voos, seu trabalho foi estendido. E até o momento, ele já voou mais de 89 minutos e cobriu uma área de cerca de 11,6 quilômetros.

“Superamos nosso tempo de voo acumulado esperado desde nossa demonstração de tecnologia em 1.250% e a distância esperada voada em 2.214%”, disse Teddy Tzanetos, líder da equipe Ingenuity no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA.

Helicóptero

Olhar digital

Por conta de todos seus feitos, esse helicóptero movido a energia solar deixa sua marca na história da aviação, além de cumprir com louvor a sua missão que custou 85 milhões de dólares. E ao que tudo indica ele está longe de parar.

O Ingenuity também está trabalhando na exploração para o rover Perseverance fazer passeios mais longos. Isso porque ele ajuda a equipe da missão nos planos das rotas e o que seria um potencial científico a ser explorado. Um exemplo disso foi que a equipe acabou não enviando o rover para um local conhecido como Raised Ridges graças ao que eles viram através de helicóptero.

“Isso não quer dizer que a equipe não tenha grandes debates sobre que a região ainda tenha valor científico real. Mas, pelo menos com o Ingenuity, pudemos dar uma olhada mais de perto e ver que não havia nada tremendamente diferente do que observamos em outros lugares”, concluiu Kevin Hand, do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, codiretor da primeira campanha científica da missão Perseverance.

Missão

Olhar digital

Na missão original, o Ingenuity faria somente cinco voos. Mas ele não parou por aí, sendo cada voo mais ousado do que o anterior. Agora, completou a sua 22ª decolagem.

Justamente por esses voos bem sucedidos, a NASA estendeu a missão do Ingenuity indefinidamente. O helicóptero acabou se tornando companheiro de viagem do rover Perseverance, que tem a missão de procurar sinais de vida no Planeta Vermelho.

O primeiro voo do helicóptero foi em 19 de abril. Essa data e feito foram históricos por ser a primeira nave motorizada a voar em outro planeta. Superando todas as expectativas, o pequeno helicóptero voou várias vezes mais.

“Quando tive a oportunidade de trabalhar no projeto do helicóptero, acho que tive a mesma reação de qualquer outra pessoa: ‘Isso é possível?’. Tudo está funcionando tão bem. Estamos nos saindo melhor na superfície do que esperávamos”, disse Josh Ravich, chefe da equipe de engenharia mecânica da Ingenuity.

“Na verdade, fomos capazes de lidar com ventos maiores do que esperávamos. Acho que no voo três havíamos realmente cumprido todos os nossos objetivos de engenharia e obtido todas as informações que esperávamos obter”, continuou.

Fonte: Olhar digital,Canaltech

Imagens: Twitter, Olhar digital

Carro elétrico dessa marca chinesa pode ser carregado em segundos

Artigo anterior

Além de Dungeons & Dragons, 5 filmes para os amantes de fantasia

Próximo artigo