• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Já existe ''carro voador'' no Japão, ele voa um minuto no ar

POR Arthur Porto    EM Inovação      08/08/19 às 19h03

Os japoneses sempre nos surpreendem, não é verdade? Sabe qual foi a última invenção dos caras? Um carro voador. Isso mesmo. Um carro que voa! Imagina que, em um futuro não tao distante, por causa deles, todos nós teremos que renovar nossas carteiras de motorista. Eu, sinceramente, não me importaria. 

No início da semana, a NEC Corp. revelou um protótipo de "carro voador". O modelo levou meses para ser concluído e, durante o teste, flutuou por cerca de três metros no ar, durante mais ou menos um minuto. O modelo apresentado é bem semelhante aos drones. No entanto, o protótipo é mais pesado, já que sua estrutura modular requer tecnologias que são utilizadas no setor industrial. 

O protótipo é movido por uma bateria, chegou a atingir uma altura de 3 metros e foi guiado por um controle remoto. A experiência aconteceu dentro de uma gaiola, em uma instalação da empresa em Abiko, na cidade de Tóquio, no Japão. 

De acordo com, Norihiko Ishiguro, vice-presidente da empresa de tecnologia, "os veículos aéreos serão uma forma popular de transporte. Quando chegar a hora, queremos fornecer tecnologia e serviços como uma base de gerenciamento".

O plano da empresa é introduzir no mercado carros voadores para uso logístico até 2023. Para isso, será preciso trabalhar algumas questões. Por ser um carro que voa, ainda é preciso desenvolver sistemas autônomos, que não interfiram em sistemas aeroportuários. 

Para Koji Okada, diretor do departamento de soluções de segurança nacional da NEC, o voo de teste é o mais recente avanço na corrida global para criar veículos voadores autônomos, que tem entre os competidores Uber, Airbus, Volocopter e Boeing.

Investimentos

O modelo mede 3,9 metros por 1,3 metros e pesa 148 quilos. O objetivo do teste era avaliar como uma aeronave tão pesada é capaz de manter seu equilíbrio no momento do voo. Além disso, a empresa pretende também descobrir como aumentar a vida útil da bateria. Por outro lado, uma certeza já existe. A tecnologia de decolagem e aterrissagem vertical elétrica é supostamente mais barata, mais silenciosa e mais acessível do que a dos helicópteros.

Outros testes já haviam sido realizados, mas esse foi o primeiro aberto ao público. O protótipo foi criado com o intuito minimizar o tráfego em cidades movimentadas. Além disso, a invenção pretende fazer com que pessoas, que vivam em locais mais afastados, tenham a possibilidade de se locomover sem dificuldades. 

O governo do Japão estabeleceu como meta ter transporte aéreo urbano, operando nas principais cidades em 2030, no entanto, a tecnologia pode ser adotada mais cedo. A Cartivator, que conta com outras apoiadoras de grande porte como Toyota e Panasonic, quer realizar demonstrações de carros voadores tripulados a partir das Olimpíadas de Tóquio, em 2020. O plano é massificar a produção dos veículos a partir de 2026.

O Brasil também tem planos para adotar carros aéreos no trânsito das grandes cidades. A Embraer desenvolve, em conjunto com a Uber, o veículo e já realiza estudos para a gestão do tráfego aéreo urbano.

O Japão criou o Fundo Drone, grupo de capitalistas de risco, que investe em aeronaves autônomas (o que inclui carros voadores). O governo já possui um campo de testes em Fukushima. Sim, exatamente, o local é conhecido pela catástrofe nuclear de sua usina. No momento, faz parte dos planos de infraestrutura do país usar a tecnologia para entregar mercadorias, a partir de 2023. Já para viagens diárias, somente na próxima década.

Próxima Matéria
Via   Japan Times  
Imagens Japan Times
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+