Notícias

Jovem faz a própria rinoplastia após assistir vídeos na internet

0

Um jovem, de 25 anos, procurou ajuda médica após tentar fazer a própria rinoplastia na quarta-feira, 20. Segundo o perfil no Instagram, @esteticaderisco, no dia após a tentativa, ele procurou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em São Paulo, por medo de infecção.

De acordo com o próprio jovem, ele usou álcool 70% durante todo o procedimento. Porém, não usou luvas e evitou limpar o sangue acumulado para não abrir os pontos. Além disso, ele revelou que usou anestésico veterinário e finalizou o procedimento realizando sutura com fio absorvível e cola super-bonder.

O jovem, que não teve a idade revelada, contou que já fez outros dois procedimentos em si mesmo.

Mulher denuncia que perdeu parte do nariz após cirurgia com dentista

Elielma Carvalho/Arquivo Pessoal

Um outro procedimento que não deu certo foi o de uma mulher de 37 anos que entrou em contato com um dentista para fazer uma rinoplastia. Ela denunciou que teve parte do nariz necrosado e ficou com sequelas após uma cirurgia estética em junho de 2020.

A mulher é Elielma Carvalho Braga e ela fez uma alectomia, cirurgia estética que afina o nariz. Porém, ela fez o procedimento não com um cirurgião plástico, mas sim com uma dentista de Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana de Goiânia. De acordo com ela, após perder parte da pele, precisou fazer mais 10 cirurgias e ainda ficou com cicatrizes chamativas, o que abalou sua autoestima.

“Eu tenho vergonha, porque a gente faz uma coisa para melhorar um pouco e a pessoa faz isso. Ele destruiu minha autoestima. Eu choro, não é fácil o que eu vivo hoje”, disse.

Sendo assim, vale ressaltar que qualquer profissional que não seja médico é proibido de realizar cirurgias no nariz. Portanto, dentistas podem fazer algumas cirurgias na face, mas o Conselho Federal de Odontologia proíbe expressamente a realização de alectomias por parte dos dentistas.

O dentista Igor Leonardo afirmou que o problema de Elielma não foi decorrente da cirurgia estética, e sim de uma síndrome desenvolvida após o uso de medicamentos, o que causou a necrose. Além disso, ele explicou que prestou suporte à paciente.

Alectomia

Elielma relata que pesquisou sobre a alectomia, que é o procedimento em que se diminui as narinas, e encontrou o dentista Igor Leonardo Soares Nascimento. Assim, ela viu que ele fazia vários procedimentos estéticos e contratou um pacote para fazer algumas cirurgias com ele.

A paciente relata que achou que a cirurgia estética tinha dado certo. No entanto, depois de alguns dias, ela começou a sentir fortes dores e alterações no rosto. Dessa forma, ela manteve contato com o dentista, pedindo e recebendo orientações sobre o que fazer no pós-operatório.

Então, quando a situação se agravou, ela foi até o consultório do dentista, que a acompanhou até uma unidade de saúde para que ela recebesse o atendimento necessário.

“Meu rosto começou a queimar. No outro dia ficou cheio de bolha, como se fosse queimadura”, disse Elielma. Como a paciente não tem plano de saúde, ela tentou diversos atendimentos na rede pública até que achou um cirurgião plástico que conseguisse fazer o tratamento necessário – e de maneira voluntária.

Sequelas

Até agora, foram 14 cirurgias de reparação, incluindo enxerto de pele e gordura, além da reconstrução de uma das narinas. Hoje, Elielma precisa usar alargadores nas narinas para conseguir respirar. Sem o uso, uma das narinas se fecha. Desse modo, ela ainda precisa passar por mais cirurgias para melhorar as lesões.

“É tanta agulhada que eu tenho até trauma. Em uma cirurgia [de reparação], tinha que dilatar meu nariz. Não pegou anestesia e eu gritava de dor”, disse a paciente. Por conta do sofrimento que a cirurgia estética causou, ela se afastou das pessoas, faz uso de máscara constantemente e não compartilhou sua história a quase ninguém. Além disso, formada como esteticista recentemente, ela desistiu de trabalhar na área.

“Fique com medo de fazer algo errado e causar um dano, assim como eu sofri”, desabafou.

Fonte: Ricmais

Por que no ocidente se escreve da esquerda para a direita?

Artigo anterior

Baleia jubarte salta e cai em cima de barco nos Estados Unidos

Próximo artigo