Curiosidades

Microsoft vai desabilitar Internet Explorer em fevereiro

0

O que ninguém pensava que aconteceria está prestes a acontecer. Depois de 27 anos, outro navegador irá deixar de existir. A Microsoft confirmou que em fevereiro de 2023 a atualização do Edge vai desabilitar o Internet Explorer. A sua primeira versão foi lançada em 1995, e ele acabou fazendo com que o Netscape Navigator, líder na época, fosse deixado de lado. Nesse tempo, a Microsoft já tinha clientes fiéis que usavam o sistema operacional da empresa, o Windows 95.

Agora, vários anos depois, uma era chegou ao fim. Essa confirmação veio depois de um aviso no dia 15 de junho. Nesse dia o suporte para o Internet Explorer foi desativado.

“O aplicativo de desktop Internet Explorer 11 (IE11) fora de suporte está programado para ser desativado permanentemente em determinadas versões de dispositivos Windows 10 em 14 de fevereiro de 2023, por meio de uma atualização do Microsoft Edge, não uma atualização do Windows conforme comunicado anteriormente”, disse a empresa.

“Todos os dispositivos restantes que ainda não foram redirecionados do IE11 para o Microsoft Edge estão programados para serem redirecionados com a atualização do Microsoft Edge agendada para 14 de fevereiro de 2023″, continuou.

Fim do Internet Explorer

Olhar digital

Os administradores de empresas já sabem dessa mudança do IE11 para o Edge e que o modo Internet Explorer também removerá as referências visuais a ele do menu Iniciar e também da barra de tarefas do Windows. Isso irá acontecer com a política de desativá-lo antes do dia 14 de fevereiro para evitar “interrupção dos negócios em grande escala quando os usuários perderem o acesso aos aplicativos dependentes do IE11”.

Contudo, a versão prévia do ano que vem e a própria atualização de segurança mensal do Windows, ainda em junho, também estão projetadas para remover as referências e o Internet Explorer em lugares onde não serão administradores que farão isso.

A mudança começou em outubro de 2020, quando o IE11 começou, de forma automática, o Microsoft Edge, quando sites incompatíveis eram visitados. No entanto, a lista dos sites incompatíveis são muitos, com 7.562 domínios. Eles pertencem a plataformas e serviços online de alto nível, como por exemplo Facebook, Instagram, Google Drive, Microsoft Teams, Twitter e vários outros.

Nesse processo de redirecionamento, os dados dos usuários, como configurações, senhas e favoritos, vão ser importados para o Microsoft Edge para que essa troca seja a mais facilitada possível.

Ainda existente em alguns lugares

El litoral

Mesmo que o Internet Explorer tenha sido tirado oficialmente de várias versões do Windows 10 em seu canal de manutenção e não virá com o Windows 11, o IE11 ainda vai estar disponível em algumas versões. São elas: Windows 7 ESU, Windows 8.1 e versões de cliente Windows 10 LTSC, IoT e Server.

Além disso, o navegador também irá continuar recebendo suporte técnico e atualizações de segurança naqueles sistemas que ainda rodam as versões do Windows em que ele está disponível.

Desapego

Tecmundo

Durante muitos anos, a Microsoft vem incentivando seus usuários a migrarem do IE11 para o Edge. A vantagem é que ele permite a compatibilidade com versões anteriores, além de ser suportado, pelo menos, até 2029.

Se você quiser fazer essa habilitação do modo Internet Explorer no Microsoft Edge basta ir em edge://settings/defaultbrowser e clicar na opção “permitir que sites sejam recarregados no Internet Explorer”. Depois disso feito, reinicie o navegador.

Esses planos de abandonar o suporte para IE11 no Windows 10 e Microsoft 365 foram anunciados pela empresa em agosto de 2020, sendo que o anúncio oficial de que o Internet Explorer realmente iria acabar veio em maio de 2021.

Em novembro de 2020, a Microsoft parou com o suporte do Internet Explorer no Teams. Já em agosto de 2021 ela também acabou com o suporte nos aplicativos e serviços do Microsoft 365.

Além da própria empresa, outros aplicativos e serviços da Microsoft também acabaram com o suporte para o Internet Explorer nesses últimos anos. Exemplo disso é a Azure DevOps, Azure Portal web, Microsoft Dynamics 365 e Microsoft Power Platform.

Fonte: Olhar digital

Imagens: Olhar digital, Tecmundo, El litoral

Qual a ordem dos planetas no sistema solar?

Previous article

Ex mata atriz de filmes adultos e alega ter perdido o controle enquanto faziam vídeo

Next article

Comments

Comments are closed.