Curiosidades

Mini casas de 9 m² oferecem experiência minimalista no interior de SP

0

Poucos lugares são mais seguros do que as nossas casas. O conforto do lar faz com que não nos preocupemos com o mundo lá fora e muitas vezes nos guarda melhor do que qualquer lugar. Por esse motivo, as pessoas costumam investir bastante em suas casas.

E quando o assunto é moradia, o que você precisa para ter uma vida completa no lugar onde mora? Será que realmente precisamos de uma casa grande e cheia de coisas? Na visão do empreendedor Cesar de Souza Barroso, basta uma casa compacta, transportável, resistente e forte o suficiente para suportar o peso de vários andares.

Com essa lista de coisas em mente, nasceu o projeto das mini casas brasileiras. Essas casas têm entre nove e 12 metros quadrados. As quatro mini cassas foram instaladas no local chamado “Bosque Encantado”, uma área de três mil metros quadrados situada no bairro Caputera, em Sorocaba.

Mini casas

G1

Cada uma das mini casas tem um nome. São elas: a “Brasileira”, a “Holandesa”, a “Amarelinha” e a “Carioca”. Além disso, todas elas foram construídas com matérias-primas, projetos arquitetônicos e decorações diferentes. E tirando a “Carioca”, que é duplex e tem 12 metros quadrados, as outras três têm somente nove metros quadrados.

A inauguração da primeira residência desse projeto aconteceu em setembro de 2019. Depois de um ano, a segunda mini casa foi implantada. As últimas duas unidades entraram em funcionamento no fim do ano passado.

“Sempre me incomodei com a triste realidade brasileira: o déficit habitacional chegará a 30 milhões de moradias nos próximos dez anos. Então, passei a pesquisar a casa ideal. Ela precisava ter absolutamente tudo o que uma pessoa comum necessita para viver. Por isso, o projeto surgiu como uma proposta para o futuro”, explicou Cesar.

Inicialmente, as mini casas foram construídas para serem alugadas, mas somente para contratos longos. “Mas logo a fama se espalhou e ganhamos destaque como ‘local único’ em aplicativos de hospedagem. Desde então, sempre temos hóspedes nos finais de semana”, pontuou Cesar.

Quem quiser ficar em alguma delas terá que desembolsar entre 350 e 600 reais, dependendo da data escolhida. Em cada casa cabe de duas a quatro pessoas, também dependendo da residência que for escolhida. Um dos pontos que pode atrair muita gente é que as casas permitem animais. O empreendedor ressalta que os pets adoram o espaço ao ar livre do “Bosque Encantado”.

O aluguel pode ser feito diretamente com o anfitrião ou então através de aplicativos de hotelaria.

“Somos procurados por casais e famílias de todas as classes. Eles vêm geralmente de São Paulo. Outros turistas muito comuns são os moradores do interior paulista. Eles comentam ter encontrado uma experiência nova e estimulante sem ter que passar por São Paulo rumo ao litoral”, contou.

Experiência

G1

Um desses casais que se hospedou nas mini casas foram os enfermeiros Julia Gabrieli Marques de Almeida e Fernando Henrique Carriel Fernandes, de 25 e 28 anos. Mesmo eles sendo de Sorocaba, o casal só ficou sabendo das hospedagens por conta de um canal do YouTube. Depois que as descobriram, eles decidiram se hospedar um dia no local.

“Nos hospedamos no dia 12 de maio, com o propósito de curtir um tempo juntos, comemorar o aniversário do meu noivo e ficar longe do estresse da cidade um pouco. Faltando uma semana para o nosso casamento, com muitas coisas para serem resolvidas, precisávamos de um momento só nosso”, contou Julia.

Segundo ela, o “Bosque Encantado” proporciona um contato com a natureza de uma maneira diferente, além de o tamanho da casa não ser um problema pois, como ela diz, traz uma “sensação de aconchego”.

“Compramos itens para preparar uma tábua de frios com um bom vinho, curtindo o pôr do sol da varanda, que é sensacional. Curtimos a hidromassagem, tentamos fazer fogueira com o acendedor disponível na propriedade e assistimos filme. No dia seguinte, ganhamos comidinhas surpresa, inclusive um bolo desejando feliz aniversário para o meu noivo”, continuou ela.

Estrutura

G1

Por mais que as mini casas tenham uma metragem pequena, em termos de estrutura, elas oferecem praticamente tudo o que os hóspedes precisam para passar um ou vários dias descansando e aproveitando o local.

A cozinha delas é equipada com cooktop, geladeira, micro-ondas, forninho elétrico, chaleira elétrica, sanduicheira, mixer, liquidificador e máquina de café, além de terem pratos, copos, taças de vinho, kit de comida japonesa, talheres, pegadores, abridor de garrafa e saca rolhas, amolador de faca e peneira de arroz, panela de pressão e jogo de panelas.

“Oferecemos um pequeno estoque de café, açúcar, sal e óleo para cozinhar. O hóspede também vai encontrar temperos especiais como orégano, manjericão, curry, pimenta do reino e tandoor”, ressaltou Cesar. 

Para dormir, as mini casas têm uma cama de casal confortável, lençóis e travesseiros macios, e cobertor. O banheiro tem chuveiro elétrico e ducha higiênica, toalhas, shampoo, condicionador, e papel higiênico.

G1

Além da área toda, as casas têm TV smart, ar-condicionado, rede de balanço, kit de facas para churrasco, sal grosso importado, tábua de corte, mini churrasqueira e um deck com piscina exclusiva, feita com uma simples caixa d’água.

“Os hóspedes se contentam com a proposta minimalista. Estar na menor casa do Brasil e ter tudo ao alcance da mão é o nosso diferencial”, concluiu Cesar.

Fonte: G1

Imagens: G1

Show de rock vira pregação e fãs ficam confusos

Matéria anterior

Rocha atinge Júpiter e provoca maior clarão já visto desde 1994

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos