NASA anunciou novo lugar sinistro de pouso para sua próxima missão na lua
Tempo de leitura:2 Minutos, 54 Segundos

NASA anunciou novo lugar sinistro de pouso para sua próxima missão na lua

O espaço fascina as pessoas. Assim como as coisas que tem nele. A lua é um dos corpos celestes mais pesquisados. Ela tem uma função importante para Terra. Ela influencia marés, movimenta os oceanos e é responsável pela vida nos mares. E mais, também faz com que a Terra mantenha seu eixo, sem titubear.

Esse nosso vizinho cósmico é o único corpo do sistema solar em que os humanos já pisaram. Ela está a uma distância sedutoramente “perto” do nosso planeta e cosmicamente longe. E mesmo depois de décadas da época da corrida espacial ainda é bem caro e difícil chegar até o nosso satélite natural.

Mesmo assim, os esforços para pesquisar mais sobre ela ou até mesmo colonizá-la não param. Por exemplo, a NASA está embarcando em uma viagem para a lua com o objetivo de no futuro construir uma estação permanente com uma tripulação.

Missão

Contudo, antes de que qualquer pessoa possa ser enviada, a agência espacial vai lançar um robô do tamanho de um carrinho de golfe para o polo sul gelado do nosso satélite natural.

O chamado chamado de Volatiles Investigating Polar Exploration Rover (VIPER) irá passar 100 dias mapeando as fontes de água. O trabalho desse rover será o primeiro levantamento do polo sul lunar.

A NASA tem planos de estabelecer uma base permanente nessa região da lua e, em seguida, usá-la para lançar as primeiras missões humanas para Marte em 2030. Por conta disso que é importante saber onde a água está. Até porque, ela pode ser decomposta em seu elementos componentes, no caso hidrogênio e oxigênio, e os dois podem ser transformados em combustível de foguete.

E para que os humanos cheguem até Marte é necessário uma grande quantidade de propelente. Isso é bastante pesado para um foguete carregar em sua decolagem. Então, ter essa possibilidade de abastecer na lua é uma necessidade.

“Onde há água, há combustível. Isso poderia muito bem ser um posto de gasolina para nós no futuro”, disse Bill Nelson, administrador da NASA.

Pouso

A NASA também anunciou que se escolheu o local de pouso do VIPER para que o rover procure esse “posto de gasolina” em uma região montanhosa perto da cratera Moon’s Nobile. Essa área fica no alto de uma cordilheira. O que irá ajudar na comunicação da NASA com o rover. Além disso, essa região pode ter uma variedade de ambientes. Indo desde crateras sombreadas permanentemente, até regiões ensolaradas.

Outras espaçonaves que orbitam a lua já identificaram alguns sinais de água no polo sul. Mas a NASA não sabe exatamente onde ou como a composição química dessa água é.

“Quando estamos lá na Lua, trabalhando com escalas com as quais você e eu estamos mais familiarizados do que escalas orbitais, realmente não sabemos onde está essa água. Queríamos compreender amplamente uma variedade de ambientes na Lua. A região de Nobile oferece isso”, disse Anthony Colaprete, cientista-chefe do projeto VIPER

Rover

O previsto é que a agência envie o rover para lá em 2023. Ele irá ser o primeiro rover lunar da NASA em 50 anos. E se for bem sucedido, também fará história sendo a primeira máquina a pousar no polo sul da lua sem bater deliberadamente.

Nessa missão, a NASA espera que VIPER cubra uma área entre 16 a 25 quilômetros e visite seis lugares distintos com diferentes temperaturas.

Fonte: https://www.sciencealert.com/nasa-is-sending-a-lunar-rover-to-a-shadowy-south-pole-crater