Curiosidades

Cientistas sugerem uma criação de peixes na lua

0

O espaço fascina as pessoas. Assim como as coisas que tem nele. A lua é um dos corpos celestes mais pesquisados. Ela tem uma função importante para Terra. Ela influencia marés, movimenta os oceanos e é responsável pela vida nos mares. E mais, também faz com que a Terra mantenha seu eixo, sem titubear.

Esse nosso vizinho cósmico é o único corpo do sistema solar em que os humanos já pisaram. Por isso é bem conhecido. Em 1969, os Estados Unidos fizeram a primeira viagem até a lua. A missão Apollo 11 fez com que Neil Armstrong e Buzz Aldrin pisassem no solo lunar junto com a bandeira da nação americana. Entre 1969 e 1972, houve cinco pousos na lua, mas nenhuma pessoa mais foi mandada depois.

A lua está a uma distância sedutoramente do nosso planeta e cosmicamente longe. E mesmo depois de décadas da época da corrida espacial ainda é bem caro e difícil chegar até o nosso satélite natural. Mas isso não impede que a NASA e agências espaciais de outros países planejem explorá-la.

Lua

Mesmo com esse satélite sendo tão conhecido, ainda existem algumas questões sem respostas. Por exemplo, como apontou uma equipe de cientistas franceses, quando a Agência Espacial Europeia construir a planejada Vila na lua o que os astronautas vão comer?

Eles mesmo tiveram uma ideia para responder essa pergunta. O plano deles é criar peixes na lua usando ovos vivos que serão enviados da Terra e água colhida da superfície lunar. Os peixes são animais que acabam atraindo a atenção de muita gente. Pesquisadores estão sempre descobrindo novas espécies ou características surpreendentes nesses animais.

A priori essa criação de animais na lua, em um futuro próximo, soa estranho. Mas, pelo menos, os cientistas descobriram que os peixes podem sobreviver à viagem. Isso dá uma esperança de que os astronautas possam comer refeições mais apetitosas do que os alimentos pré-embalados que são mandados da Terra.

Teste

Para testar essa ideia de criação de peixes na lua, os cientistas do Centro Espacial da Universidade de Montpellier e do Instituto Francês de Pesquisa para a Exploração do Mar (IFREMER) embalaram ovos de robalo e corvina-legítima. Eles escolheram esses peixes em particular porque sentiram ser mais resistentes do que outros.

Então eles foram colocados em instrumentos que vibraram e os sacudiram na tentativa de recriara a experiência de decolagem do foguete russo Soyuz. De forma surpreendente, 76% dos ovos de robalo e 95% dos de corvina-legítima ainda eclodiram depois desse “lançamento”.

“Foi completamente louco. O ambiente era muito difícil para esses ovos”, ressaltou Cyrille Przybyla, cientista e pesquisador principal do IFREMER.

Benefícios

Os benefícios dessa pesquisa para tentar levar peixes para serem criados na lua são vários. Além dos claros benefícios dietéticos, os pesquisadores acreditam que essa criação de peixes na lua possa fazer com que a vida na planejada Vila da lua seja mais agradável. Até porque, pelo menos, no momento das refeições os astronautas iriam se lembrar de casa.

“Do ponto de vista psicológico, é melhor ter uma lembrança da Terra. E você tem um jardim, você tem um tanque com peixes”, disse Przybyla.

 

Maior espécie de tubarão luminoso do mundo foi encontrada

Matéria anterior

Aventureiro explora a parte mais profunda do oceano

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.