Curiosidades

Até 2500 a Terra pode se tornar um ambiente inóspito para os humanos, alertam os cientistas

0

A Terra já tem seu longo período de existência e já passou por várias mudanças. Os pesquisadores acreditam que uma das maiores é a mudança climática. Ela afeta o mundo de várias maneiras e talvez caminhe para um ponto, onde se torne cada vez mais difícil a nossa existência.

Tanto que existem vários relatórios baseados em pesquisas científicas que mostram os impactos de longo prazo dessa transformação até 2100. Como por exemplo, o aumento do nível dos gases de efeito estufa e a elevação da temperatura e do nível do mar.

Desde 1990, o progresso da humanidade é analisado através de relatório de avaliação científica e documentos especiais relacionados com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Esses relatórios do IPCC avaliam as pesquisas que existem para mostrar em que ponto a humanidade está e o que se precisa fazer antes de 2100 para que os objetivos sejam cumpridos. Além de mostrar o que pode acontecer caso isso não seja feito.

Mudança

De acordo com a avaliação recente das Nações Unidas de Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs), as promessas atuais dos governos colocam a população em um aquecimento de perigosos 2,7° Celsius até 2100. Essa temperatura significa mais  tempestades, secas, inundações, incêndios, calor nunca visto antes e mudanças nos ecossistemas aquáticos.

O pior de tudo é que essas projeções não estão sendo levadas em consideração na adaptação climática predominante e nem na tomada de decisões ambientais. Isso parece impossível de se pensar, visto que quem nasceu por agora terá 70 anos em 2100.

Então, para se compreender, planejar e comunicar todos os possíveis impactos climáticos, os pesquisadores e tomadores de decisões políticas tem que olhar bem além de 2100.

Relatórios

Para saber o que acontecerá depois de 2100, os estudiosos fizeram projeções de modelos climáticos globais se baseando nas Vias de Concentração Representativa (RCP), que são “projeções dependentes do tempo de concentrações atmosféricas de gases de efeito estufa (GEE)”.

Feito isso, descobriram que as temperaturas médias globais irão continuar aumentando depois de 2100. E nesse cenário, a vegetação e melhores áreas para cultivo migram para a direção dos polos. Além disso, se reduzirá as áreas adequadas para determinadas culturas. E lugares como a bacia Amazônica, que um dia já foi o lar de uma grande riqueza de biodiversidade, pode se tornar estéril.

Como se isso já não fosse o bastante, também se descobriu que o estresse por conta do calor pode chegar a níveis fatais para os humanos nas regiões tropicais. Essas localidades altamente povoadas podem se tornar inabitáveis.

Possível futuro

Até mesmo nos cenários com uma mitigação alta se descobriu que o nível do mar também continuará subindo. Por conta da expansão e da mistura de água no aquecimento dos oceanos. E as imagens de como o planeta pode se parecer em 2500 são assustadoras.

Em conclusão, os cientistas mostram que se os humanos não conseguirem deter o aquecimento global, pelo menos nos próximos 500 anos, estarão mudando o planeta de tal forma que desafiará a sua própria capacidade de se manter elementos que são essenciais para sua sobrevivência.

Fonte:  https://www.sciencealert.com/by-2500-earth-will-be-alien-to-humans-if-we-don-t-act-now-scientists-warn

NASA anunciou novo lugar sinistro de pouso para sua próxima missão na lua

Matéria anterior

Engenheiros inventaram um método novo para reciclar plástico

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos