O que seria da DC Comics sem uma crise? Graças aos deuses, essa é uma pergunta sem resposta. Todo leitor sabe que, de tempos em tempos, a editora adora causar um belo estrondo em seu multiverso. Recentemente tivemos a série Dark Nights: Metal, onde vimos os heróis enfrentarem versões corrompidas do Batman vindas das profundezas do multiverso sombrio. Há também os eventos mostrados em Doomsday Clock, os quais concluem os arcos de Rebirth, a última reinicialização da DC nos quadrinhos. Agora, Hal Jordan indica que o multiverso pode estar com os dias contados mais uma vez.

Há quem acredite que a editora tem lançado pistas em suas histórias sobre o possível fim desses universos. Em maio, a edição de Justice League: No Justice mostrou uma realidade despedaçada. Um mundo onde heróis e vilões precisaram unir forças para enfrentar um grupo conhecido como Omega Titans. Esses seres representam as forças cósmicas que compõem toda a realidade - algo introduzido em Doomsday Clock. Enquanto isso, arcos em The Flash e em Detective Comics também indicaram estranhos fenômenos ocorrendo no multiverso. Ao juntar as peças espalhas por todas essas histórias, se torna quase inevitável não pensar que outra mega crise está a caminho.

Publicidade
continue a leitura

Novos tempos

Publicidade
continue a leitura

Com o lançamento de Justice League #1, a DC mostrou as consequências de toda a energia caótica liberada em Dark Nights: Metal e a criação de uma entidade conhecida como The Totality. O novo ser tem tirado o sono dos integrantes da Liga da Justiça, que não sabem muito bem o que fazer a respeito dela. Na reunião para tentar chegar a algum consenso, Batman diz que o ser o faz lembrar de uma lenda do Novo Gênesis. Ela fala sobre a chegada de um mensageiro, portador de um código capaz de evoluir o universo na hora certa.

Publicidade
continue a leitura

Entretanto, não há tempo para reflexão. The Totality se aproxima cada vez mais da Terra e os heróis não sabem ao certo sua origem ou suas intenções. Assim, eles têm três minutos para decidir o que fazer. Enquanto isso, Caçador de Marte tenta estabelecer um elo psíquico com a entidade. Ele tem visões horríveis do passado e mais ainda do futuro. Quando sua ligação é cortada, ele fica sem acesso à sala de reuniões. O futuro do universo da DC Comics será decido nos próximos volumes de Justice League.

Publicado em: 13/06/18 16h30