Fatos Nerd

Número de episódios da série de Senhor dos Anéis pode ter sido revelado

0

Desde que a Amazon Prime Video adquiriu os direitos de Senhor dos Anéis, para fazer a série live action, o programa tem sido o mais aguardado do serviço de streaming. Apesar de ter conteúdos originais, esta será a produção mais cara do estúdio. Muito provável, a mais cara da história da televisão. Porém, deixemos os cálculos financeiros para depois. O projeto encontra-se em pré-produção e conta com uma equipe de especialista na obra de J.R.R. Tolkien para desenvolvê-lo. Os olhos do mundo do entretenimento estão voltados para essa série, por isso, cada informação vale ouro.

O professor inglês Tom Shippy é especialista em Literatura Média, Literatura Anglo-Saxã e Medieval, Literatura de Fantasia Moderna e Ficção Científica. E para colocar o pingo no “i” em forma de coração, ele também é uma das maiores autoridades do trabalho de Tolkien. Não por menos, faz parte da equipe criativa da série do Senhor dos Anéis. Durante uma entrevista ao site alemão Deutsche Tolkien, Shippy comentou sobre a quantidade de episódios para a primeira temporada.

“Supostamente é para ter 20 episódios na primeira temporada. Então, até eles decidirem qual será o final, eles não podem começar a filmar”, revelou. A quantidade indicada foge do padrão atual das séries no geral, inclusive das originais da própria Prime Video. Talvez, o estúdio decida gravar duas temporadas ao mesmo tempo, dividindo os episódios em dez para cada.

Liberdade criativa

Na entrevista, Tom Shippy também falou sobre a liberdade fornecida pela Amazon Prime Video, no desenvolvimento do projeto. A história da série será ambientada na Segunda Era da Terra-Média, cerca de três milênios antes de Isildur cortar os dedos de Sauron e conseguir retirar o Um Anel de seu poder. Esse é um período que não foi muito explorado nos romances. As informações a respeito estão mais concentradas nos apêndices de Silmarilion. Em tese, haveria muitas lacunas para o estúdio preencher, mas não de qualquer maneira.

De acordo com Shippy, o Tolkien Estate – órgão legal responsável por administrar a propriedade de Tolkien – “insistirá para que a principal forma da Segunda Era não seja alterada”. Ele reforça que “Sauron invade Eriador e é forçado a voltar a Númenor por uma expedição Númenoreana. Lá, ele corrompe os Númenoreanos e os seduz a violar as ordens dos Valar. Tudo isso, o curso da história, deve permanecer o mesmo”, disse.

Apesar disso, Shippy, óbvio, é bastante consciente sobre como as adaptações funcionam. “Mas você pode adicionar novos personagens e fazer muitas perguntas. Como: o que Sauron fez nesse meio tempo? Onde ele estava depois que Morgoth foi derrotado? Teoricamente, a Amazon pode responder a essas perguntas inventando respostas, já que Tolkien não as descreveu. Mas isso não deve contradizer qualquer coisa que o autor tenha dito. É nisso que a Amazon precisa se atentar. Deve ser canônico. É impossível mudar os limites que Tolkien criou. É necessário permanecer ‘tolkieniano’”, explicou.

Se já não estivéssemos animados suficiente!

7 perguntas sobre o nosso sistema solar respondidas

Matéria anterior

Museu alemão exibe lápide real da Branca de Neve

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications