• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O dia em que americanos e nazistas lutaram lado a lado

POR Toni Nascimento    EM História      15/02/19 às 16h59

A guerra da Europa estava quase chegando ao fim em maio de 1945, com Hitler prestes a tirar a própria vida. Ainda assim, ainda existia uma batalha, no mínimo inusitada, em plena ocorrência: a batalha de Castle Itter. Nas montanhas da Áustria estava acontecendo o que as pessoas chamam de "a mais estranha batalha da Segunda Guerra Mundial".

Esse confronto acontecia em torno de uma pequena fortaleza, um castelo localizado nas alturas que circundavam a aldeia austríaca de Itter. É bom ressaltar que, durante boa parte da guerra, esse castelo funcionou como uma prisão sob a Gestapo para vários prisioneiros de guerra de primeira linha.

Quem ia preso nesse castelo, eram os grande figurões da guerra, como os ex-primeiros-ministros franceses tipo Édourad Daladier e Paul Reynaud, o comandante e chefe do exército francês, Maxime Weyand, o tenista francês, Jean Borotra, e a irmã mais velha de Charles de Gaulle, Marie-Agnès Cailliau. Foi nesse lugar que os soldados americanos e nazistas lutaram lado a lado

A batalha de Castle Itter

Com o fim da guerra evidente, os Aliados se aproximavam cada vez mais da região, e por lá nenhum sinal dos soldados germânicos abrirem mão do local. Mas no meio dessa situação, os prisioneiros não aguentaram mais esperar pela salvação, e começaram a atacar seus algozes. Em 3 de maio, eles começaram matando um dos principais líderes alemães na prisão. Era o ex-comandante do campo de concentração de Dachau, Eduard Weiter.

Observando essa reação, o comandante da prisão deu a ordem para seus soldados se retirarem e se reunirem para pensar em um contra-ataque. Esse foi o momento em que os prisioneiros se armaram, porém, eles estavam em menor número. Para cada prisioneiro, havia uma média de cinco soldados.

Para a sorte dos prisioneiros, havia soldados americanos em volta do castelo, prontos para ajudar. Além disso, eles também iriam contar com a ajuda de soldados nazistas, que estavam contra os soldados nazistas.

Nazistas contra nazistas

Você deve estar confuso: como assim alemães contra nazistas? Acontece que, após a anexação alemã da Áustria no final da década de 1940, o castelo foi tirado do proprietário e, sob as ordens de Heinrich Himmler, se transformou. Ou seja, mesmo os nazistas daquela região, estavam do lado do seu povo. Eles lutariam contra os nazistas que subjugaram os locais.

A batalha em si começou no dia 4 de maio. O capitão Jack Lee Jr., um americano, que estava nas imediações do castelo com a intenção de resgatar seus prisioneiros e o major Josef Gangl, que era alemão, comandante de uma unidade de soldados da Wehrmacht e desertor, estava fazendo planos semelhantes. Acenando com uma grande bandeira branca, Gangl aproximou-se do capitão Jack Lee e os dois decidiram em conjunto lançar uma missão de resgate.

No dia 5 de maio, quando os nazistas voltaram para tomar o castelo, a tropa de Lee se fundiu com os soldados alemães anti-nazistas e os VIPs franceses para lutar contra os nazistas. Ao longo do dia, as tropas de Lee conseguiram sobreviver ao ataque da tropa até que chegassem os reforços aliados. Foi a única batalha na história em que americanos, franceses e alemães lutaram juntos.

E aí, você conhecia essa história? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que adora essas histórias pouco difundidas, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   ati  
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+