Curiosidades

O que é a Quaresma?

0

Na religião católica, a Quaresma corresponde a um período muito importante. O nome condiz com os 40 dias que antecedem a principal celebração do cristianismo: a Páscoa, ou seja, a ressurreição de Jesus Cristo, que é sempre comemorada no domingo. Essa é uma prática presente na vida dos cristãos desde o século IV.

Tradicionalmente, esse período se estende por 40 dias, iniciando-se na Quarta-Feira de Cinzas e se encerrando no Domingo de Ramos, ou seja, uma semana antes do Domingo de Páscoa. No entanto, desde que o papa Paulo VI esteve no comando da igreja católica, a Quaresma tem duração de 44 dias, pois só se encerra na Quinta-Feira Santa, com a Missa Lava-pés.

quaresma

Canção Nova

Neste ano, a Quaresma começou no dia 2 de março e terminará no dia 14 de abril. Mas o período não é apenas representativo, já que, durante os quarenta dias que precedem a Semana Santa e a Páscoa, os cristãos dedicam-se à reflexão e à conversão espiritual.

Como a Quaresma surgiu?

A celebração da Quaresma teve início cerca de 200 anos após o nascimento de Cristo. Na época, os cristãos começaram a preparar a festa da Páscoa com três dias de oração, meditação e jejum. Por volta do ano 350, a igreja aumentou o tempo de preparação para 40 dias e foi assim que surgiu o período tão importante na religião católica.

A palavra “Quaresma” vem do termo “Quadragesima”, que em latim significa “quarenta dias”. Essa associação do termo com os quarenta dias também está presente em outros idiomas, como no espanhol, que se refere ao período como “Cuaresma”; no italiano, “Quaresima”, e no francês, “Carême”.


Características do período

Normalmente, os adeptos à religião se mantêm em oração e penitência para lembrar os 40 dias passados por Jesus no deserto e os sofrimentos que ele suportou na cruz. Na igreja, até mesmo as cores das vestimentas dos padres são modificadas de acordo com as fases da Quaresma.

A cor roxa usada nas vestes daquele que celebra a missa representa tristeza, dor e luto. Esse é mais um símbolo usado como forma de indicar as dificuldades que Jesus passou durante o período em que esteve no deserto e, depois, a morte na cruz. Além disso, o roxo significa que se busca uma concentração na reflexão, nas atitudes penitenciais e na disposição de conversão.

Pixabay

Outro ponto importante é o fato de que alguns “sacrifícios” são realizados pelos cristãos durante o período, como o ato de ficar sem ingerir carne vermelha nas quartas-feiras. Essa característica representa uma forma de abdicação de algo que é prazeroso para quem o pratica, já que tem-se a intenção de passar por algumas penitências no período.

As abdicações envolvem diversos tipos de atos. Alguns católicos optam por fazê-las de outra maneira, mantendo o consumo de carne e retirando algum outro item da rotina, como as bebidas alcóolicas ou o refrigerante, por exemplo.

Na Quarta-Feira de Cinzas, que marca o início de toda a Quaresma, é costume serem realizadas missas em que os fiéis são marcados na testa com cinzas. Esse simbolismo faz parte da tradição demonstrada na Bíblia, em que vários personagens jogavam cinzas nas suas cabeças como prova de arrependimento.

Outra característica importante da Quaresma, que acontece em 40 dias, é que, na Bíblia, o número 40 é frequentemente citado, para representar períodos de 40 dias ou 40 anos, que antecedem ou marcam fatos importantes. Alguns exemplos mais conhecidos são: os 40 dias de dilúvio da Arca de Noé; 40 dias de Moisés no Monte Sinai; 40 dias de Jesus no deserto, antes do início do seu ministério; e 40 anos de peregrinação do povo de Israel no deserto.

Fontes: Significados e Brasil Escola

Atores que mudaram o corpo para um filme

Matéria anterior

Antonov An-225 Mriya: veja os destroços do maior avião do mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos