• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

O que existe no 'lado escuro da Lua'?

POR Mateus Graff    EM Curiosidades      28/08/18 às 17h27

O lado escuro da Lua (ou lado oculto da Lua) é o hemisfério lunar que não pode ser visto aqui da Terra por causa da rotação sincronizada do satélite com o nosso planeta. Toda a superfície do nosso satélite natural recebe iluminação do Sol durante duas semanas e o lado escuro da Lua recebe a luz durante a fase da lua nova.

Pois bem, há um tempo surgiu dúvidas do que realmente existe nesse lado da Lua que nós não podemos ver aqui da Terra. A Forbes então foi perguntar para quem entende do assunto. Eles entrevistaram Robert Frost, que trabalha na NASA. A resposta de Robert Frost e outras curiosidades sobre o lado oculto da Lua, a gente mostra para vocês nessa matéria.

O termo "lado obscuro da Lua"

Robert Frost começa brincando, dizendo que na verdade "o lado escuro da Lua" é apenas um disco da banda Pink Floyd (Dark Side of the Moon), gravado em 1973. Ele afirma que nunca ouviu ninguém dizer o termo na indústria espacial ou mesmo no campo da astronomia.

Na verdade essa é uma frase usada de forma errada pelos pessoas que querem se referir ao "outro lado da Lua". Como citamos na introdução, não existe lado escuro da Lua pois todo o satélite recebe luz solar. Como a Lua está "presa" à Terra, nós só podemos ver um lado do satélite do ponto de vista terrestre.

Mas a primeira vez que o homem avistou tal lado foi em 1959, quando uma sonda soviética passou cerca de 64 mil km de altitude desse lado da Lua. Durante essa passagem, o satélite fez cerca de 29 fotos que foram reveladas dentro de um laboratório.

O que realmente existe no "lado mais distante da Lua"?

Bom, caso vocês nunca tenham visto uma imagem do lado oculto da Lua, a Fatos Desconhecidos mostra para vocês. Esta imagem mostra o lado mais distante da lua, iluminado pelo sol, enquanto cruza entre a câmera e o telescópio da Câmera de Imagem Policromática da Terra (EPIC) da nave espacial DSCOVR, e a Terra - a um milhão de quilômetros de distância.

Uma das grandes diferenças entre o lado visível e o oculto são as presenças de mares lunares. Na parte visível, os mares cobrem cerca de 31% da superfície. Do outro lado eles não chegam nem a 2% da superfície. Dentro das poucas características que se destacam, uma delas é o Mar de Moscou (277 km de diâmetro) e a cratera de impacto Jackson, com 71 km de diâmetro.

Esse lado abriga uma região acidentada chamada bacia do Polo Sul-Aitken, resultado de um dos maiores e mais antigos impactos conhecidos no Sistema Solar.

A verdade é que não existe nada demais nesse lado mais distante, mas como algumas pessoas deram esse nome curioso, nos parece que existe algo muito impressionante nessa parte do satélite natural da Terra.

Mas e você, sabia o que existia no lado mais distante da Lua? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+