Curiosidades

Pedrinho Matador mudou de carreira e agora é youtuber

0

Pedrinho Matador ou Pedro Rodrigues Filho é um dos maiores serial killers brasileiro. O homem é responsável pela morte de mais de 100 pessoas que, segundo ele eram classificadas como “más”. Pedro tinha um código de conduta que definia quem era bom ou ruim e era de acordo com isso que ele decidia também quem viveria e quem morreria.

Não apenas decidia, como o fazia com suas próprias mãos. Em seu corpo, ele tatuou inúmeras palavras de ódio, como por exemplo “mato por prazer”, “vingança” e “ódio”. Se definia como assassino sem nenhum remorso e acreditava que, na verdade, estava fazendo algo de bom para a humanidade.

Mesmo depois de preso, o serial killer continuou a cometer crimes. Ele assassinou cerca de 40 pessoas dentro da prisão e por isso teve de passar boa parte de sua sentença separado dos outros prisioneiros.

Condenação e soltura

Por todos os crimes, Pedro foi condenado a 128 anos de prisão. Apesar da extensa sentença, o máximo que ele poderia cumprir seriam 30 anos. Já que a lei brasileira proíbe que alguém passe mais de 30 anos atrás das grades. O homem foi libertado em 2007, no entanto, os numerosos crimes que cometeu dentro da cadeia adiaram também a sua soltura.

Pedro foi condenado novamente, dessas vez pelos crimes que cometeu dentro da cadeia. Só em 2011, o serial killer foi recapturado. Foram mais 7 anos de prisão, até este ano, 2018. Há cerca de 7 meses livre, Pedro está solto e agora trabalha como YouTuber.

Pedrinho matador no YouTube

Logo após sair da prisão, Pedro abriu um canal no YouTube, seguindo os conselhos de um amigo. Atualmente, o canal já tem mais de 29 mil inscritos. Todos os vídeos do canal somam mais de 2 milhões de visualizações. No canal, Pedro mostra sua nova vida e passa uma mensagem muito diferente da que pregava antigamente. Agora o homem afirma que só quer paz.

Dá conselhos para que os jovens não se envolvam com drogas ou com o crime. Afirmou em entrevista à Folha de São Paulo, que seu sonho é viver em um local afastado, cuidando de alguma chácara. Ele contraditoriamente diz que não se arrepende de ter cometido todos os crimes, e sim que se arrepende de ter entrado na vida do crime.

Além disso, o homem também está produzindo um documentário sobre sua vida, que deve ficar pronto até fevereiro do próximo ano. Uma biografia também tem sido pensada. As produções trarão fatos sobre os crimes que cometeu e que ainda são desconhecidos do público em geral.

7 prisioneiros que são totalmente insanos

Matéria anterior

Esse garoto de 12 anos está usando o quintal da sua casa para dar aulas de graça

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.