Entretenimento

Por onde anda o ”bruxo do hexa” quatro anos depois?

0

De quatro em quatro anos o futebol se torna o centro das atenções. 32 seleções jogam disputando a taça de campeã do mundo e torcedores mostram total comprometimento com suas seleções tanto nos estádios quanto nas redes sociais. Por isso, não é de se espantar que vários memes surjam durante o torneio. Um deles foi o chamado “bruxo do hexa”.

O russo Yuri Torsky foi uma verdadeira sensação nas arquibancadas da Copa da Rússia em 2018. O jovem viralizou quando apareceu segurando uma bandeira do Brasil em uma transmissão de uma partida da nossa seleção.

Logo depois disso, o jovem se tornou um verdadeiro xodó dos brasileiros e foi apelidado de “bruxo do hexa”. Como ele surgiu durante a última Copa e fez um enorme sucesso, é natural as pessoas se perguntarem por onde ele está quatro anos depois.

Bruxo do hexa

Instagram

Mesmo com quatro anos se passando, o “bruxo” ainda mantém laços com o Brasil, e eles parecem ficar cada vez mais estreitos. Isso porque Yuri eternizou nosso país em sua pele e acompanhou a campanha da seleção e do Flamengo em 2019.

A paixão do “bruxo” pela seleção também parece continuar. Tanto é que, nesses últimos quatro anos, o jovem tentou um convite para assistir à seleção brasileira jogar. No entanto, de acordo com ele, houve dificuldades em conseguir um visto de entrada e de comprar ingressos.

Mas isso não abalou Yuri, que mesmo de longe acompanhou tudo e sempre uniformizado, seja com uma camisa da Canarinho ou com a bandeira verde e amarela.

Instagram

Mesmo com toda a polarização política que acontece em nosso país, o “bruxo” não desistiu da sua recém-descoberta paixão e leva a camisa e a bandeira do nosso país para vários lugares, tanto dentro quanto fora da Rússia.

Até mesmo quando Yuri vai acompanhar seu time local, o Samara, da Rússia, ele faz questão de usar a camisa da seleção para representar o seu amor pelo país.

Futebol brasileiro

Instagram

O amor pelo futebol brasileiro não se restringe à seleção brasileira. O “bruxo” também encontrou um time para torcer: o Flamengo. A campanha de 2019 feita pelo time impressionou até do outro lado do mundo. O jovem russo postou uma foto com uma placa de “Segue o líder”, bordão da torcida rubro-negra no ano em que conquistou o Brasileirão e o bicampeonato da Libertadores.

Em seu post, o “bruxo” ainda cobrou os jogadores. “Cadê a minha cerveja, Gabigol? Flamengo?”, escreveu. Além disso, Yuri agradeceu o torcedor que lhe entregou a placa. Mas a identidade desse rubro-negro ainda permanece um mistério.

Em seu Instagram, Yuri fala muito sobre cerveja. Isso porque ele tira uma onda como mestre cervejeiro nas horas vagas, no caso, ele produz a sua própria cerveja artesanal.

Quando surgiu

Extra

Falamos o que o “bruxo do hexa” está fazendo atualmente, mas você se lembra de como todo o meme o envolvendo surgiu? Desde o jogo entre Brasil e México uma dúvida surgiu entre os torcedores: quem seria o torcedor misterioso, que tinha um olhar intimidador, que estava com uma bandeira brasileira na arquibancada? Na época, demorou um pouco, mas logo a identidade do homem que sugou a alma dos jogadores mexicanos foi revelada.

Ele era o nosso já conhecido Yuri Torsky. Originário da Rússia, ele nasceu na cidade de Mirny e na época do campeonato estava morando em Samara, onde aconteceu a partida entre Brasil e México.

De acordo com ele, comprou a bandeira brasileira em 2011 em Cayenne, na Guiana Francesa. E o único jogo que o “bruxo” assistiu no estádio foi o do Brasil contra o México. “Fiquei muito feliz de ver o Brasil na minha cidade”, disse ele na época.

Fonte: Extra

Imagens: Instagram, Extra

171, o GTA brasileiro. Conheça o jogo que está fazendo sucesso

Artigo anterior

Criatura conhecida apenas por fósseis é encontrada nos EUA

Próximo artigo