Compartilhando coisa boa

Vida de pintor que morava nas ruas muda após ganhar emprego de desconhecido

0

A todo momento, tudo o que vemos na mídia, na internet e ao nosso redor se resume em situações negativas. Muitas pessoas até preferem manter distância dos veículos que focam apenas na tragédia, já que isso realmente causa um imenso mal estar. Além disso, a sensação de falta de segurança só cresce.

É por isso que muitas pessoas estão tão desacreditadas no ser humano. Não é incomum encontrar pessoas que dizem não ter mais fé na humanidade, é um sentimento generalizado e que faz muito mal. É por conta desse sentimento que as pessoas se tornam menos empáticas com a dor do outro e ainda mais distantes, o que pode ser muito prejudicial em algumas situações.

Felizmente, ainda é possível sim ter fé na humanidade. Nem tudo está perdido e essa história vai te provar que ainda vale a pena acreditar no ser humano.

A procura de um cobertor

Edmilson é pintor, mas por conta de algumas adversidades estava em situação de rua na cidade de Belo Horizonte. Era meia-noite e o homem bateu na porta de uma casa em busca de um cobertor. O homem que atendeu a porta era Túlio Araújo, ele tinha acabado de se mudar para a região.

Obviamente, Túlio sentiu medo de abrir a porta, mas preferiu ouvir seu coração. Quando atendeu a Edmilson, o homem pediu um cobertor. Curioso sobre a história do homem, ele perguntou quem ele era e o que aconteceu. Foi quando descobriu que Edmilson tinha uma empresa no ramo de pinturas e que depois de se endividar, acabou indo morar na rua.

Um novo começo

A história tocou o coração de Túlio. Ele que é músico, estava há algum tempo a procura de alguém que pintasse seu estúdio. Ele então decidiu ajudar o homem, deu o cobertor e algum dinheiro. Pediu para que Edmilson voltasse na semana seguinte, que lhe daria um emprego.

Na semana seguinte, o pintor voltou, com a mesma roupa da semana passada, mas dessa vez limpa e super empolgado para o trabalho. Além disso, Túlio também publicou a história em sua rede social, também conseguiu um aparelho celular para o pintor e claro, divulgou seu serviço.

Agora já existe uma lista de pessoas ansiosas por ajudar o pintor Edmilson e também para lhe dar um trabalho.

Segundo esta teoria, o verdadeiro vilão de Vingadores: Ultimato é o Tribunal Vivo

Matéria anterior

7 coisas que são muito menores do que acreditávamos ser

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.