As 10 mais sinistras descobertas científicas premiadas em 2014

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      20/09/14 às 14h39

Quem disse que descobertas científicas precisam ser super complicadas e criativas para serem premiadas? Na paródia mais popular do Prêmio Nobel, o Ig Nobel, ninguém precisa ser Einstein (que também teve  seus momentos de bobeira na Ciência) para ganhar destaque. Isso porque testes e pesquisas bizarros, improváveis ou mesmo óbvios também são levados em conta nessa esfera do mundo científico, sem qualquer preconceito.

Para quem não sabe, o Ig Nobel existente desde 1991 e contempla 10 categorias com seus troféus, também nada convencionais. Esse ano, por exemplo, a cerimônia de premiação aconteceu na última quinta-feira (18), na Universidade Harvard, nos Estados Unidos; e deu crédito aos pesquisadores e às descobertas mais estranhos que você já viu no globo!

Confira, a seguir, quais foram os grandes estudos premiados do Ig Nobel 2014:

1. Cães defecam de acordo com o campo magnético da Terra

1

Não isso não é brincadeira. A pesquisa que tratava sobre esse tema foi a ganhadora desse ano na categoria Biologia. De acordo com o estudo, que foi desenvolvido na Universidade Tcheca de Ciências Naturais, os cachorros são sensíveis a pequenas variações no campo e, por isso, fazem cocô com o corpo alinhado ao eixo Norte-Sul Mas isso só quando há poucas variações no magnetismo. Além disso, os cientistas descobriram que esses bichos perdem o senso de direção quando tempestades solares atingem o planeta... o que resulta em fezes desalinhadas!

2. Linguiça de cocô de bebê

2

A boa notícia para o mercado de embutidos - e péssima novidade para você, que consome esses produtos - que descobriram a existência de um ingrediente que enriquece e deixa mais saudáveis esse tipo de alimentos: cocô de bebê. Sério mesmo!

As cientistas espanholas que fizeram essa descoberta - Raquel Rubio, Anna Jofré, Belén Martín, Teresa Aymerich e Margarita Garriga - garantem que as bactérias encontradas em fezes de crianças bem pequenas podem ser usadas na fermentação do alimento. Assim, o material rico em probióticos, pode ajudar a tratar a depressão, além de ter ação anti-inflamatória, prevenir infecções urinárias e combater doenças gastrointestinais infantis.

E aí, você encararia experimentar essa descoberta que levou o prêmio de "Nutrição"?

3. Carne de porco no nariz

3

Médicos americanos e indianos colocaram tiras de carne de porco no nariz de um paciente para conter uma hemorragia nasal "incontrolável". Segundo ele, o caso era tão sério que a criança, de apenas 4 anos, poderia ter falecido devido à perda exagerada de sangue, uma vez.

Foi então que a ideia bizarra surgiu. O pior (ou melhor) de tudo é que duas aplicações do método foram feitas - em circunstância diferentes - e o sangramento nasal foi estancado em 24 horas. O pequeno paciente recebeu altar 72 horas depois do tratamento. O estudo levou o prêmio da categoria "Medicina".

4. A psicopatia de quem dorme tarde

4

Em Psicologia, quem levou o troféu foram os cientistas Peter Jonason (Austrália), Amy Jones (Reino Unido) e Minna Lyons (EUA). Eles conseguiram fazer ligações, por meio de evidências "incontestáveis", entre pessoas que normalmente ficam acordadas até tarde e algumas características de personalidade. Segundo eles, quem faz parte desse grupo, por exemplo, tende a ser mais narcisista, manipulador e a apresentar mais traços psicopáticos do que as pessoas que costumam levantar cedo".

5. Jesus Cristo na torrada

5

Já, na categoria "Neurociência", foi premiada a pesquisa que tentou compreender o que acontece no cérebro das pessoas que veem o rosto de Jesus em uma fatia de torrada. A conclusão dos pesquisadores - canadenses e chineses - é que o fenômeno chamado pareidolia é "perfeitamente normal" e acontece porque o cérebro procura faces humanas e outras figuras conhecidas em quais objetos.

6. O coeficiente da casca de banana

6

Foi para pesquisadores do Japão o prêmio de Física desse ano. A pesquisa premiada testou se as cascas de bananas são tão escorregadias no chão quanto nos desenhos animados.Para isso, claro, os cientistas mediram a quantidade de fricção entre o sapato e a casca de banana e entre esta e o chão, quando uma pessoa pisa. (Quanta utilidade!)

7. Humanos vestidos de urso polar

7

Na categoria "Ciência Ártica" (oi?), o prêmio foi levado para casa por dois cientistas, um da Noruega e outro da Alemanha. Eles analisaram o comportamento de renas da região de Svalbard para saber se esses animais se assustavam com humanos vestidos de urso polar.

Conforme explicaram, há um aumento da população de ursos polares na região, por causa da diminuição da cobertura de gelo marinho no Ártico durante o verão, o que provavelmente resulta em interações mais frequentes entre as espécies. Eles queriam estudar essa interferência entre elas, para evitar que hajam perturbações nos ecossistemas.

8. Os perigos de viver com um gato

8

Essa é polêmica! Pesquisadores de República Tcheca, Japão, Estados Unidos e Índia - que levaram o prêmio de Saúde Pública - estudaram qual se ter um gato em caso representa algum tipo de "perigo" para a mente do ser humano. Ele analisaram também os riscos de contaminação por toxoplasmose e as relações da doença com a mudança de personalidade dos donos de gatos.

9. A dor de olhar para um quadro feio

9

Bom, que dói a gente já sabia, não é mesmo? Mas parece que agora está comprovado pela "Ciência". Isso porque os italianos, que ganharam na categoria "Arte", fizeram um estudo em que mediram o sofrimento das pessoas que olhavam para uma pintura sendo feita, enquanto eram atingidos por um laser. Segundo eles, o valor estético de uma das obras tem poder de afetar o limiar da dor.

10. A prostituição e o tráfico de drogas na economia

10

Os italianos também ganharam na categoria "Economia". Eles conseguiram incluir prostituição e tráfico de drogas no cálculo do crescimento do país. O prêmio foi para o Instituto Nacional de Estatística italiano por "assumir a liderança e cumprir com a instrução da União Europeia para que cada país aumente o tamanho oficial da economia nacional incluindo a renda proveniente da prostituição, da venda de drogas ilegais, do contrabando e de outras transações financeiras ilícitas". Vish!

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+