Super-heróis estão presentes no imaginário ocidental há um bom tempo. A ideia de ser especial e fazer coisas que ninguém mais consegue é tentadora e está presente nos sonhos de todo mundo que cresceu acompanhando a vida dos heróis clássicos da Marvel e da DC Comics.

Não há uma pessoa que nunca tenha desejado ter a habilidade de voltar no tempo para impedir que algo trágico acontecesse, ou poder voar a uma velocidade incrível, ficar invisível, ter super força, escalar paredes, respirar debaixo da água, ler mentes, soltar raios pelas mãos... qualquer habilidade já seria incrível.

Mas não são só grandes responsabilidades que vem com grandes poderes; também há algumas limitações que podem vir de bônus. E uma dessas limitações pode incomodar muita gente. Já pensou ter super-força, poder voar, disparar raios pelas mãos e não poder fazer sexo?

Parece ser algo tão básico, tão trivial, mas para muitos heróis, é algo simplesmente impossível - ou, no mínimo, arriscado. Se você é um herói, não vai querer arriscar a vida de sua pessoa amada, não é verdade? Veja treze exemplos destes (pobres?) heróis que não podem fazer sexo.

Beauty (Astro City)

Beautie

Para começar, uma heroína ainda pouco conhecida pelos brasileiros. Beauty é uma personagem dos quadrinhos da editora Wildstorm (de Stormwatch The Authority). Membro da Guarda de Honra, um dos mais poderosos grupos de super-heróis da HQ, Beauty vive em Astro City, uma cidade ficcional cheia de poderes, criada pelo quadrinista Kurt Busiek. Este também é o nome da revista em que a super-heroína aparece desde 1995.

Porque ela não pode fazer sexo? Bom, porque ela é uma boneca. Isto mesmo, Beauty foi criada para se parecer com uma boneca Barbie em tamanho real. Ela é feita de ferro de estireno modelado acima de uma estrutura de omnitânio e, como acontece com toda boneca, não possui genitálias. Vai encarar?

Deathlok

Deathlok

Anti-heróis também entram na lista? Sim! Definitivamente. Deathlok é um mercenário dos quadrinhos da Marvel criado na década de 70. Ele veio de um futuro alternativo pós-apocalíptico, onde teve seu corpo seriamente ferido em uma explosão. A partir deste evento, o major Simon Ryker utilizou seu corpo mutilado em um projeto de pesquisa cujo objetivo era criar ciborgues de combate.

Deathlok acordou da cirurgia em um corpo quase todo feito de metal, motivo pelo qual ele certamente não pode mais fazer sexo. Em diversas histórias ele foi retratado de forma anatomicamente incorreta na região das partes íntimas. Nem mesmo o supercomputador que lhe foi implantado no cérebro resolveu seu problema. Bom, talvez fizeram isto de propósito pra tirar as distrações dele.

Hancock

Hancock

No filme de 2008, dirigido por Peter Berg, o astro de Esquadrão Suicida, Will Smith, interpretou Hancock, um super-herói nada convencional com sérios problemas com o álcool e uma imagem pública desastrosa.  Os poderes do herói incluem a habilidade de voar, uma forma a nível de Superman, velocidade supersônica e total invulnerabilidade corporal aos mais variados ferimentos.

Mas isto não é tudo. De acordo com o próprio herói, em uma cena deletada do filme, Hancock também possui uma peculiar habilidade: distúrbio de ejaculação. Sim, você leu certo. Não é nem uma questão de velocidade, mas de potência - superpotência, para ser mais exato. Hancock precisa avisar a garota quando a hora está chegando, para que ela possa se afastar o máximo possível, ou os resultados poderiam ser fatais.

Hulk

Hulk

Bom... o Hulk é um caso mais complicado. Todo mundo conhece o herói da Marvel, criado por Stan Lee em 1962, né? Então vamos pular as apresentações e ir ao problema. Bruce Banner tem um sério problema para controlar o temperamento. Você sabe. Isto deixa as coisas um pouco arriscadas na hora de o herói ter um momento mais romântico. No filme de 2008, com Edward Norton no papel principal, Bruce e a doutora Betty Ross até tentam, mas os batimentos cardíacos do herói aceleram e ele tem que parar abruptamente para que algo terrível não aconteça.

Mas nem sempre foi assim. Na época do Hulk Cinza, por exemplo, o herói tinha total controle sobre suas emoções, e conseguiu se envolver com muitas mulheres em Las Vegas, cidade em que morava. Quando ele se casou com a doutora Betty, após ter finalmente conseguido se separar fisicamente do alter-ego raivoso (não por muito tempo), Bruce também conseguiu se relacionar com a nova esposa. Mesmo assim, estas foram exceções, e fazer sexo é um risco que ele prefere não correr. Triste.

Ciborgue

Ciborgue

O herói da DC Comics, que você provavelmente conhece da animação dos Jovens Titans, por motivos bastante parecidos ao Deathlok, também não pode fazer sexo. Victor Stone, na versão mais recente dos Novos 52, era um estudante comum que se viu acidentalmente no meio de um acidente catastrófico. O laboratório S.T.A.R., onde seu pai trabalhava, foi cenário de uma explosão que destruiu o corpo de Victor.

O doutor Silas Stone, então, correu contra o tempo para salvar a vida do filho mutilado. Seu corpo foi quase todo coberto com partes mecânicas, e um super computador com acesso a todas as máquinas do mundo foi inserido em seu cérebro. Isso, claro, acabou com sua possibilidade de fazer sexo; pouco restou de seu corpo biológico. Deathlok e Ciborgue não são os únicos androides que passam pelo mesmo problema. Só mesmo o Visão, da Marvel, foi capaz de, não apenas casar, como também ter dois filhos. Como? Bom, nunca saberemos.

Capitão Átomo

Atomo

O herói da DC Comics criado em 1960 costumava ser um funcionário militar como qualquer outro, até ser pego por um experimento científico e ser "atomizado". O herói é capaz de disparar poderosas rajadas de energia quântica, tem invulnerabilidade graças à pele metálica, manipulação do campo de energia, pode voar e possuí super-força. É quase um Dr. Manhattan (Watchmen), mas sem o sexo.

Isto porque o Capitão Átomo é todo constituído de energia nuclear. Isto faz com que ele precise de um traje de contenção poderosíssimo, que não pode rasgar de forma alguma, ou a "vida" de Nathaniel correria risco. Com um traje destes, como ele poderia se envolver com alguém? Capitão é pura energia e metal; não tem a menor chance.

Desafiador

Deadman

O nome original do Desafiador é Deadman. Precisa falar mais? O herói não é o único personagem das HQs a estar morto; pelo contrário. Mortos-vivos e fantasmas são bastante comuns, e nenhum deles é, obviamente, capaz de fazer sexo. O Desafiador, por exemplo, é o espírito de um trapezista morto que fica em uma forma insubstancial na maior parte do tempo,  a menos que possua o corpo de alguém para combater o mal.

Mas claro, apesar da aparência assustadora, o Desafiador é um mocinho, e isto o impede de utilizar o corpo alheio para fazer sexo. Isto vai contra seu código de ética e honra, e está fora de questão. Na versão mais recente do herói, dos Novos 52, ele tem até uma namorada, por mais bizarro que isto possa parecer.

Johann Krauss

Johann

Se você ainda não conhece, Johann Kraus é um personagem recorrente das HQs do Hellboy, publicadas pela editora Dark Horse. Sua falta de capacidade de fazer sexo é bastante clara apenas pela foto. Olhe bem para ele. Conseguiu entender uma coisa? Não, Johann não é uma roupa vazia. Ele é um espírito ectoplásmico com habilidades psíquicas. O que isto significa? Bom, que ele não pode transar pelo simples fato de não ter corpo.

Homem-Negativo

Negative Men

O herói da DC Comics faz parte da super-equipe Patrulha do Destino e, tal como o Capitão Átomo, tem problemas por causa da radiação. Larry Trainor foi fortemente exposto a uma quantidade alta de radiação estratosférica. Como consequência, ele teve que se submeter a bandagens para conter a radiação, afastando-se do mundo no processo. Ele é capaz de manifestar uma identidade negativa por alguns segundos, que Larry controla a distância. As razões pelas quais ele não pode fazer sexo são bem evidentes. Qualquer contato de sua pele com outro ser-humano, sem a proteção das bandanas, seria fatal.

Superman

Superman

Ser o Superman também tem suas desvantagens. Imagine poder voar, ter super-força, atirar raios lasers pelos olhos e ter uma resistência absurda em um mundo onde todo mundo é quase "feito de papelão"? Clark Kent precisa se conter para não fazer seus inimigos humanos virarem pó sem querer, e o mesmo esforço deve ser feito quando ele está com uma mulher.

Tal como Hancock, o esperma do herói seria lançado a uma velocidade tão alta que provavelmente atravessaria o corpo da pobre coitada. Fora que, se não se controlasse, os movimentos pélvicos já seriam o bastante para acabar com a vida da parceira. Como um herói, Clark precisa ter bastante cuidado, e não deve achar que o risco valha a pena. Nunca se sabe como estarão os ânimos em um momento como este.

Homem-Aranha

Homem Aranha

A maior estrela da Marvel Comics, apesar de não parecer, também já teve seus problemas com relação ao sexo. Bom, isto só aconteceu uma vez, mas vale a pena ser lembrado para o caso de a editora resolver resgatar essa peculiar característica de Peter Parker. Na HQ "Homem-Aranha: Potestade", descobrimos que Mary Jane, a eterna paixão do amigão da vizinhança, morreu de câncer devido ao esperma do herói.

Isto mesmo: em anos de convívio com os fluídos corporais contaminados de Peter Parker, a ruiva foi lentamente contaminada e envenenada pela radiação latente no organismo dele. Uma história um tanto quanto dramática e bizarra, mas, quando paramos para pensar, até que faz sentido.

Coisa

Coisa

O Coisa teve uma das transformações mais dramáticas das HQs. Ben Grimm nunca pediu pelos seus poderes, que são mais um fardo do que qualquer outra coisa. Imagine ter os mesmos problemas que o Superman, de uma forma ainda mais difícil de controlar e com uma aparência nada agradável como bônus.

Ele ainda por cima tem um nome bastante irônico, uma vez que não tem "coisa" nenhuma abaixo das calças além de mais pedras, como ficou claro no mais recente filme do Quarteto Fantástico, de Josh Trank. Uma das namoradas do herói até o trocou pelo companheiro de equipe, Johnny Storm, alegando que finalmente teria alguma ação. Coitado. Podia dormir sem esta.

Vampira

Vampira

Anna Marie Raven é uma das personagens mais queridas pelos fãs dos X-Men e da Marvel no geral.  Ela tem carisma, um visual interessante e os poderes mais perigosos de toda a equipe. Imagine poder roubar qualquer outro poder com apenas um toque de pele? Isto faz dela uma ameaça poderosa para qualquer inimigo da equipe. Seria perfeito, não fosse um detalhe.

Vampira não só absorve os poderes, como também as memórias e a energia vital. Um contato prolongado com a pessoa, especialmente se for um ser humano comum, faz com que ela perca, literalmente, a essência da vida. Isto faz com que a atividade sexual seja completamente colocada de lado. Quem assistiu aos filmes da trilogia original deve se lembrar o que acontece com um simples beijo da mutante. Imagina sexo?

Fontes: io9 | Guia dos Quadrinhos

Publicado em: 15/09/17 12h14