15 Destinos mágicos para se visitar antes de morrer

POR Rafael Miranda    EM Mundo Afora      12/01/15 às 21h01

A beleza da natureza é realmente surpreendente, você já viu isso em inúmeras das nossas matérias incluindo a dos 11 lugares uncríveis que você jamais poderá conhecer, apesar disso a lista que você verá a seguir é ainda mais incrível, parece ter saído de um livro de ficção científica ou melhor de outro planeta.

Por isso, dê uma relaxada na cadeira e prepare bem os olhos, porque o que você verá a seguir são 15 lugares mágicos que você tem que conhecer antes de morrer.

1. Machu Picchu, Peru

1

Machu Picchu é a atração número um do Peru, com suas misteriosas ruínas e dramática localização. Machu Picchu é o sítio arqueológico mais conhecido da América do Sul. Fica a aproximadamente 150 km de Cuzco no Peru. As ruínas ficam em uma montanha a 2500 metros de altura acima do nível do mar e recebem a visita de aproximadamente 500 mil turistas por ano.

2. Praga, República Checa

2

Conhecida como Pérola do Oriente, a cidade de Praga, capital da República Checa, tem a fama de seduzir pessoas de todos os lugares. Cada bairro é um atrativo e cada rua é uma obra de arte.  A cidade permaneceu pouco visitada, pois a Checo Eslováquia, como integrante do bloco comunista liderado pela União Soviética, não era um país muito receptivo ao turismo.

3. Baía Glacial, Alasca

3

O Parque Nacional e Reserva da Baía dos Glaciais está localizado no Alasca e consiste em uma formação montanhosa de tundra e floresta alpina. No decorrer dos anos, o degelo vem aumentando progressivamente, o que resulta na exposição de formações rochosas que estão abaixo do gelo.

Esta importante reserva foi considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO em 1992, e abriga várias espécies animais e vegetais, com destaque aos ursos marrom e preto, coníferas, a baleia Megaptera novaeangliae, leões-marinhos, entre outras.

4. O Rio Encantado em Surigao, Filipinas

4

Nas Filipinas, mais precisamente em meio a densa vegetação das Ilha de Mindanao, em Surigao del Sur, há um rio de água salgada como nenhum outro no mundo. O Rio Encantado, como é conhecido o Hinatuan River pelos habitantes, surge de uma nascente subterrânea a partir de um buraco de 15 metros e deságua no oceano.

O rio, que é umas das atrações turísticas mais populares do país, ganhou esse nome devido o fato de nunca ninguém ter conseguido chegar até sua profundidade total, com isso os moradores passaram a acreditar que ele possui propriedades milagrosas.

Além desse fato, todo dia centenas de peixes surgem do nada após os funcionários de um resort jogarem comida nas águas e os mesmos desaparecem lentamente da superfície azul das águas como se nada tivesse acontecido depois de se alimentarem.

5. O Mundo Mágico de Harry Potter, Universal Studios, Flórida

5

O famoso Mundo de Harry Potter é uma área exclusiva do filme que dentro do Parque Islands Of Adventure da Universal em Orlando. Todas suas atrações são baseadas nos livros e filmes do Harry Potter e foi inaugurado em junho de 2010.

O Parque Mundo de Harry Potter está sendo ultimamente a atração mais procurada de todos os  Parques de Orlando e está transformando o sonho de milhões de pessoas em realidade.




6. Deserto de Namib em Sossusvlei, Namíbia

6

Além de ser o maior do mundo, o deserto da Namíbia abriga as dunas Sossusvlei, as mais altas do planeta. Rica em contrastes de cores e formas, a região oferece uma das vistas mais belas de toda a África, em que a vastidão do deserto é quebrada pelas montanhas de pedra e areia. Durante o pôr do sol, as enormes dunas variam dos tons mais claros ao laranja vibrante e o vermelho vivo, num espetáculo único.

7. Cataratas do Iguaçu, Argentina

7

 

Cataratas do Iguaçu é um conjunto de cerca de 275 quedas de água no Rio Iguaçu, localizada entre o Parque Nacional do Iguaçu, Paraná, no Brasil 20%, e o Parque Nacional Iguazú em Misiones, na Argentina 80%, fronteira entre os dois países. A área total de ambos os parques nacionais, correspondem a 250 mil hectares de floresta subtropical e é considerada Patrimônio Natural da Humanidade.

As quedas podem ser alcançadas a partir das duas principais cidades dos dois lados das cataratas, Foz do Iguaçu, no estado do Paraná, no Brasil, e Puerto Iguazú, na província de Misiones, Argentina, bem como a partir de Ciudad del Este, no Paraguai, do outro lado do rio Paraná.

8. Yangshuo, China

9

Yangshuo é uma cidadezinha considerada das mais belas da China por onde passa o Rio Li, inclusive uma de suas paisagens ilustra as notas de 20 Yuans. A cidade não possui aeroporto, então o jeito mais fácil de chegar é descendo na vizinha Guilin, ou encarar um trem.

9. A basílica do Sagrado Coração, Paris

10

É um templo da Igreja Católica Romana em Paris, sendo, também, o símbolo do bairro de Monte Martre. A basílica está localizada no topo do monte Martre, o ponto mais alto da cidade. A basílica do Sagrado Coração foi construída com mármore travertino extraído da região de Seine-et-Marne, o que lhe proporciona uma tonalidade branca.

Um dos monumentos mais visitados da França, a basílica tem o formato de cruz grega adornada por quatro cúpulas, incluindo a cúpula central de oitenta metros de altura. Na abside, uma torre serve de campanário a um sino de três metros de diâmetro e de mais de 26 toneladas.

10. Kauai, Hawaii

11

Kauai é conhecida como a The Garden Island (ilha jardim), pois ela tem muito verde. Para onde se olha se vê verde. É considerada como a ilha do descobrimento, pois foi nela que os polinésios desembarcaram.

A ilha possui lindas praias, trilhas incríveis e o Grand Canyon do Pacífico. A ilha toda é muito bem cuidada, com estradas em boas condições.

11. Cenote Dzitnup, Yucatan, México

12

Perto da cidade de Valladolid um quilômetro na cidade de Dzitnup é o Cenote Samula. É uma caverna subterrânea bonita que irá surpreendê-lo com sua beleza natural e a amplitude do local.

Suas águas cristalinas azul turquesa são iluminadas por um buraco no topo da caverna onde se pode admirar as raízes pendurado de uma árvore que foi cortada na superfície, mas que ainda está viva graças a água.

12. Vulcão Thrihnukagigur, Islândia

13

Vulcão Thrihnukagigur, localizado a cerca de 30km de Reykjavik, capital da Islândia, tornou-se o mais recente destino de turismo de aventura, porque é o vulcão só que permite o acesso regular à sua câmara magmática.

A câmara magmática permaneceu exposto e intactas, tornando este um fenômeno totalmente exclusivo para Thrihnukagigur. O vulcão entrou em última erupção há 4.000 anos, deixando uma abertura de aproximadamente 4 × 4 metros de diâmetro, levando a uma abóbada vulcânica em forma de garrafa.

A câmara magmática é cerca de 120 metros de profundidade e medidas 50x70m na parte inferior. Um operador turístico Islandês agora fornece curiosos aventureiros a oportunidade de explorar este antigo vulcão de dentro para fora.

13. Basílica de São Pedro, Vaticano

A Basílica de São Pedro é a maior igreja do cristianismo. A Bíblia diz que um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, Simão Pedro, assumiu a liderança do grupo após a crucificação do mestre. De acordo com esse relado, Pedro teria dado início a uma igreja quando viajou para Roma e evangelizou grande parte da população local.

Entretanto Pedro também padeceu da mesma sentença de seu mestre Jesus Cristo, foi crucificado no ano 64 durante o governo do imperador Nero. Seus restos mortais foram enterrados na Colina do Vaticano e seu túmulo recebeu a simples marcação de uma pedra vermelha.

14. Salzburg, Áustria

14

Salzburg é uma cidade da Áustria e local de nascimento de Mozart, um dos maiores compositores da história. Tudo na cidade está relacionado a este ilustre habitante. Mozart dá nome a museus, hotel, perfume, chocolates, cafés e até mesmo, ao aeroporto da cidade.

15. Delphi, Grécia

15

Conhecido como o mais famoso oráculo da antiguidade, pouca gente sabe, no entanto, que a cidade de Delphos (Delphi) atual fica, na verdade, a 2 km de distância da cidade original. Isso porque com o passar dos séculos, a cidade foi reconstruída muitas vezes, seja por causa de desastres naturais ou por guerras.

No final do século 19 os moradores foram removidos para a nova cidade, deixando assim o local livre para os trabalhos dos arqueólogos franceses e alemães que retiraram as diversas camadas de terra e construções, expondo então as ruínas incríveis da cidade grega, berço do famoso oráculo, aos pés do monte Parnasso.

Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+