Notícias

Brasileiro ganha sorteio para viajar ao espaço

0

O engenheiro de produção Victor Hespanha, de 28 anos, passou a infância assistindo a filmes de astronautas, espaço, foguetes e olhando para o céu de Belo Horizonte, Minas Gerais. Recentemente, ele foi sorteado para o voo da Blue Origin, empresa de turismo espacial, pela Crypto Space Agency (CSA), após comprar pela primeira vez um NFT usando criptomoedas.

“Estou ansioso para realizar este sonho de infância, vai ser um marco na minha vida. Parece que estou vivendo em um filme, a ficha não caiu”, afirmou o homem que será um dos seis passageiros da viagem ao espaço.

Hespanha mora no bairro Santo Antônio, na Região Centro-Sul da capital mineira, e poderá participar da missão NS-21. Com isso, ele será o segundo brasileiro a viajar ao espaço. Antes dele, apenas o astronauta profissional Marcos Pontes foi à Estação Espacial Internacional (ISS) em 2006.

“Sei de poucos detalhes, mas é uma viagem de 11 minutos, 5 deles na gravidade zero. A gente vai sair da linha da atmosfera e flutuar por 5 minutos em uma cápsula em altíssima velocidade. Pelos vídeos que vi, a “janela” é grande, vai dar para ver muita coisa”, disse o engenheiro ao G1.

O brasileiro investiu cerca de R$ 4 mil em NFT. O engenheiro brinca que conseguiu uma oportunidade que antes achava que seria só “para bilionários“:

“É assustador também, nunca pensei [que conseguiria], sou pessoa comum, mas estou tendo essa oportunidade incrível. Isso é para mostrar que viagem ao espaço não é só coisa de bilionário.”

Victor também afirmou que a família e os amigos estão incrédulos. Além disso, relatou que a sua mãe chorou quando soube da notícia. 

“Quando meus pais souberam ficaram incrédulos, meus amigos também. Minha mãe chorou achando que eu ia morrer, depois achou que eu ia para a lua, mas expliquei para ela que não era nada disso e rimos. Todos ficaram felizes pela oportunidade que vou ter”, disse o engenheiro.

Entenda o sorteio para conhecer o espaço

Foto: Arquivo pessoal

A CSA, empresa que pagou pela passagem, afirma ter a missão de unir a tecnologia da indústria espacial com o mercado de criptomoedas.

No dia 25 de abril de 2022, ela colocou 5.555 NFTs à disposição do público e declarou que um dos donos poderia viajar ao espaço. Em 30 de abril, a empresa realizou um sorteio que escolheu o brasileiro, que havia comprado o item para diversificar seus investimentos.

“Eu comprei pensando no potencial de valorização”, disse Hespanha.

A Blue Origin ainda não divulgou a data da viagem.

Outros passageiros da NS-21

Foto: Divulgação/Blue Origin

Além do brasileiro, uma das passageiras é a mexicana Katya Echazarreta. A mulher tem um canal no YouTube e apresenta séries de televisão que busca inspirar mulheres e outras minorias interessadas em ciências. Katya será a primeira mulher mexicana a ir ao espaço.

Já o engenheiro e investidor Evan Dick fará o trajeto pela segunda vez. Ele estava na missão NS-19, que também levou ao espaço Laura Shepard, filha do astronauta Alan Shepard, o profissional homenageado no nome do foguete.

A próxima viagem da Blue Origin ainda terá como passageiros Hamish Harding, presidente da empresa de jatos executivos Action Aviation; Jaison Robinson, fundador da empresa imobiliária JJM Investments; e Victor Vescovo, cofundador da empresa de investimentos Insight Equity.

Voos tripulados da Blue Origin

Foto: Divulgação/Blue Origin

A empresa de turismo espacial de Jeff Bezos já fez 20 viagens ao espaço, no entanto, apenas quatro tiveram passageiros. Em julho de 2021, o empresário participou da primeira missão tripulada com outras três pessoas.

Em outubro do ano passado, o ator William Shatner, que interpretou Capitão Kirk da série “Jornada nas estrelas”, foi para o espaço com mais três pessoas. Dois meses depois, em dezembro, a Blue Origin fez um terceiro voo tripulado, desta vez com seis pessoas. Entre elas estava Laura Shepard, filha de Alan Shepard, que 60 anos antes se tornou o primeiro americano a ir ao espaço.

A quarta missão tripulada ocorreu em março de 2022. Nela, mais seis pessoas visitaram o espaço.

Fonte: G1

Tenente japonês fica 30 anos escondido no mato após fim da 2ª Guerra

Matéria anterior

Pai doa órgãos de estudante que morreu durante racha em Goiânia

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications