HistóriaTerror e Sobrenatural

22 imagens que mostram a realidade de pacientes com doenças mentais no século XIX

0

A Era Vitoriana teve várias mudanças significativas com relação a medicina e o tratamento de doentes mentais, que acabou deslocando maiores investimentos em instituições públicas de saúde, que incluía manicômios. Embora na época fosse um “refúgio” para doentes mentais, os manicômios também eram instituições correcionais, e isso fez com que os manicômios ficassem superlotados, com muitos criminosos pagando suas sentenças nesses lugares. Já leu nossa matéria com as 7 coisas bobas que te levariam a um manicômio no passado?

Com a necessidade de gerar fundos a fim de manter as instituições médicas em expansão, alguns asilos usavam seus moradores como fontes de receitas, criando um ambiente circense para as pessoas que estavam em tratamento. Pensando nisso, nós trouxemos para vocês algumas imagens da realidade das pessoas com doenças mentais no século XIX da Inglaterra Vitoriana, confiram:

1 – Harriet Jordan foi diagnosticada em 1858 com mania aguda

1

2 – O Capitão George Johnston foi diagnosticado em 1846 com problemas mentais depois de ser acusado de um homicídio

1

3 – Pessoa desconhecida em um asilo

1

4 – Esther Hannah foi diagnosticada em 1858 com distúrbios mentais e delírios

1

5 – John Bailey e seu filho Thomas Bailey, os dois diagnosticados com melancolia aguda no ano de 1858

1

6 – Mais uma paciente de um asilo como nome desconhecido

1

7 – Eliza Camplin em 1857 foi diagnosticada com mania aguda

1

8 – Willian Thomas Green tinha distúrbios mentais em foi para um asilo em 1857

1

9 – Um detendo desconhecido em West Riding Asylum sendo contido enquanto era fotografado

1

10 – Paciente do sexo feminino não identificada diagnosticada com distúrbios mentais

1

11 – Mulher não identificada diagnosticada com mania crônica

1

12 – Paciente de um asilo com nome desconhecido

1

13 – Mulher do West Riding Asylum diagnosticada com mania crônica

1

14 – Eliza Josolyne foi diagnosticada em 1856 com melancolia aguda

1

15 – Eliza Josolyne fotografada novamente em 1857 enquanto estava em tratamento

1

16 – Esse paciente do West Riding Asylum foi diagnosticado com “monomania de orgulho”, uma condição que o paciente sofria de insanidade parcial devido a uma ocupação patológica singular

1

17 – Mulher não identificada internada no West Riding Asylum com paralisia geral

1

18 – Um criminoso alojado no West Riding Asylum é segurado por um guarda enquanto o fotografam

1

19 – Mais um presidiário sendo segurado por agentes penitenciários enquanto era fotografado

1

20 – Fotografia do Museum Of The Mind, mulher desconhecida

1

21 – Fanny Barret diagnosticada com mania intermitente em 1858

1

22 – Eliza Griffin, diagnosticada em 1855 com mania aguda

1

E aí amigos, já conheciam essas fotografias? Comentem!

Isso é o que acontece com quem tenta entrar na Área 51 sem permissão

Matéria anterior

Veja como está o elenco de “Doze é demais” atualmente

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar