Curiosidades

5 dicas para controlar um desequilíbrio súbito de crise de ansiedade

0

Dentre os males da atualidade, as crises de ansiedade com certeza são um deles. É quase impossível uma pessoa não fazer parte da estatística ou, pelo menos, conhecer alguém que tenha esse problema. Justamente por isso é preciso que as pessoas tenham mais conhecimento sobre ele e como ajudar as pessoas que estão passando pela crise.

A primeira coisa a se fazer é entender o que é uma crise de ansiedade. O primeiro ponto a se ter claro é que o sentimento de ansiedade é completamente normal. Sentir-se ansioso em momentos que se tem expectativa é uma reação normal do organismo ao ambiente em que está.

Contudo, a crise de ansiedade é totalmente diferente. O que faz com que a pessoa tenha uma crise de ansiedade ou ataque de pânico é o fato de ela ter os sintomas de ansiedade de repente e intensamente sem nenhum motivo aparente. Essa reação é bastante forte e, em sua maioria, é caracterizada por uma sensação inexplicada de medo, junto com uma respiração irregular, taquicardia e tremores no corpo.

Ansiedade

Lauton

Essas crises podem vir de maneira completamente aleatória e sem que a pessoa queira, sem nenhum gatilho. Por conta disso, elas acabam atrapalhando o dia a dia da pessoa. Justamente quando isso acontece é que a ansiedade passa a ser considerada um transtorno.

Um ponto que faz esse quadro piorar é que, muitas das vezes, quem tem transtornos de ansiedade também tem quadros associados ao descontrole de emoções por conta de trauma ou estresse. Tudo isso acaba comprometendo a saúde física e emocional da pessoa.

Quando alguém está passando por uma crise de ansiedade é como se desse um curto-circuito corporal e mental, que tem como resultado uma descarga de adrenalina e noradrenalina no organismo. É isso que gera sintomas físicos intensos.

Os sintomas mais comuns dessas crises são palpitação ou desconforto no peito; pulso e respiração acelerados; sensação de falta de ar; sufocamento ou desmaio; tremor; suor; formigamento; náuseas; calafrios e medo de perder o autocontrole, de enlouquecer ou então de morrer.

Controlando crises

Sanativa

Muitas pessoas podem achar que as crises de ansiedade afetam apenas as pessoas que sofrem com elas, mas isso é uma visão errada. Até porque quem já viu alguém sofrer com esse problema sabe como é ruim se sentir impotente e não saber o que fazer para ajudar. Por isso é importante saber algumas dicas para lidar com essas crises.

1 – Desviar atenção dos sintomas

É comum que a pessoa que sofre com crise de ansiedade já reconheça os sintomas quando eles começam a se manifestar por conta da frequência que ela sofre com as crises. Contudo, justamente por saber quais são os sintomas, a pessoa acaba focando neles sem querer e isso intensifica o quadro.

Por conta disso, o recomendável é tentar desviar a atenção dos sintomas e tentar focar em alguma coisa específica, como por exemplo, no controle da respiração.

2 – Diminuir o ritmo da respiração

Quando a pessoa sentir que uma crise está se aproximando é bom tentar focar em fazer com que a respiração fique mais lenta. Isso porque, uma das piores partes da crise é a hiperventilação, que acaba causando uma sensação de sufocamento.

Portanto, é importantíssimo tentar controlar isso, idealmente, antes que a crise se estabeleça.

3 – Relaxar os músculos

Durante a crise de ansiedade, a pessoa tem uma tendência de contrair os músculos como se estivesse defendendo a própria vida. Então, um passo importante, logo depois de controlar a respiração, é relaxar os músculos aos poucos. Normalmente, as áreas mais afetadas do corpo na crise são a cabeça, pescoço, maxilar, boca, nuca e ombros.

4 – Se distrair

Outro ponto comum durante uma crise de ansiedade é que passe pela cabeça da pessoa vários pensamentos simultaneamente e isso a sobrecarrega emocionalmente. Por conta disso, uma das maneiras de lidar com isso é se distrair com coisas externas, como por exemplo, conversar com alguém e focar na pessoa, cantar uma música, contar até 10 várias vezes, desenhar, ou fazer qualquer coisa que ocupe a mente e tire o foco do problema.

5 – Usar imaginação guiada

Uma outra dica para controlar as crises é usar visualizações guiadas. Elas são ótimas para que a pessoa recupere o autocontrole. Imaginar um lugar tranquilo e ir colocando coisas nele mentalmente pode ajudar no controle do estresse e, consequentemente, diminuir a ansiedade.

Fonte: Marcelo Parazzi

Imagens: Lauton, Sanativa

Cara Delevingne admite vício em pornografia: ‘Fiquei completamente insensível’

Artigo anterior

As misses dos países concorrentes da Copa

Próximo artigo