• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

5 mentiras arrepiantes que a indústria alimentícia te contou para lucrar

POR Magno Oliver    EM Curiosidades      02/07/15 às 19h03

Se tem uma coisa que a indústria alimentícia não tem é decência na forma como veiculam suas propagandas e até preparam seus alimentos.

A visão dos donos desses segmentos é apenas de lucro e, pelo que parece, estão dispostos a sacrificarem até a saúde de crianças e adultos em nome do dinheiro e a conquista própria de bens. Muitas das indústrias alimentares se baseiam quase que inteiramente em muitas mentiras e rotulagens para a venda de seus produtos que as pessoas costumam acreditar.

Grande parte do foco dos consumidores nos supermercados e grandes centros é, sem dúvidas, o setor de alimentos. Mesmo com a febre dos fast foods e a baixa nas atividades físicas das pessoas, muita gente que tenta ter uma vida com mais qualidade, em termos de alimentação, acabam caindo nos truques que a indústria de alimentos usa para esconder ingredientes que aparentam ser saudáveis mas na verdade não possuem nada de benefício ao organismo.

Na matéria de que iremos mostrar a você, serão exibidas arrepiantes mentiras que a indústria alimentícia sustenta para que elaconsiga vender mais, não importando com sua saúde ou mesmo restrição alimentícia. Confira:

1 - O truque com o frango que você ingere nos açougues e centros de distribuição

processamento-carne-de-frango

Ah, o bom e velho franguinho. Gostoso, suculento e foco de muita gente que curte praticar exercícios na hora de se alimentar. É preciso ter cuidado com esse alimento. Por volta dos anos 70, uma prática padrão na produção dos galináceos era muito comum, a chamada plumping. A técnica consiste no bombardeio da carne com caldo de galinha, salmoura e intensificadores de sabor, segundo o site blossary.
A ação acontece para adicionar suculência à galinha por ser muito magra. Existem indústrias que até maltratam as aves ou exageram no tipo de alimentação. Para tentar enganar os consumidores, as indústrias lançaram os conceitos de "frangos criados em liberdade" e "livres de gaiolas" para visarem mais lucro. Então não se engane e tenha cuidado com as carnes de frango que for consumir.

2 - O truque das informações nutricionais

photo

As indústrias de alimentos fazem de tudo para tornar os alimentos que produzem mais atraentes para você consumidor que está reocupado com sua circunferência abdominal ou quantidade de calorias que um alimento possui. Uma prática comum é a veiculação de informações enganosas sobre teor de gordura dos produtos, carboidratos, proteínas e calorias.
Segundo dados da Associação Americana do Coração, os adultos consomem uma média de 300 calorias a mais, por dia, do que a mesma faixa etária consumia na década de 80. E o motivo disso seria por fatores desproporcionais nas porções.

3 - Os mistérios envolta da carne e sua produção

halal-meat1-600x424

Mesmo que as carnes são classificadas por críticos como não prejudiciais, é preciso que o consumidor saiba o que está comendo.
Em lugares como a Europa e até o Brasil, já tiveram casos como o escândalo da adulteração da carne, onde várias peças eram trocadas por membros de cavalo. Mesmo sendo uma opção para se alimentar, o cavalo é tido como um instrumento para o trabalho e não para o consumo próprio.

Além da troca por peças mais baratas de outros animais, no saco de truques das indústrias de alimentos há um outro recurso para garantir o lucro com seus produtos, a famosa cola da carne. A finalidade é juntar pedaços de outros tipos de carne para a fabricação de alimentos, visando o custo baixo na produção. Um exemplo muito comum é feito com salsichas, linguiças, carnes moídas, hambúrguers entre outras peças. O cuidado com essa malícia deve ser alto na hora de comprar sua carne.

4 - O hábito da alimentação de 3 a 5 vezes por dia

28673b9b6f3972670fa1ea35a6c37fde

Um dos slogans mais famosos na alimentação é o da comida no cronograma de 5 vezes ao dia. É o mantra de pessoas saudáveis e que é bom você se atentar para isso. Essa sacada de marketing nada mais é que um slogan para te fazer consumir. Comer nessa quantidade deriva do plano "comer 5 vezes ao dia para melhorar a saúde", que foi criado na Califórnia, em 1991, pelo Instituto Nacional do Câncer.

A ideia do plano era o incentivo nas pessoas a comerem cinco porções de frutas e vegetais por dia, com o intuito de prevenção do câncer. O fato da alimentação de 3 a 5 vezes ao dia não é baseado em qualquer fato científico e não passa apenas de slogan de marketing.

5 - A farsa do Salmão

fresh-680x300

Há uma diferença entre a cor do salmão na hora de você se servir dessa delícia, seja no sushi, seja no assado no forno, onde você preferir. Os salmões criados em viveiros, geralmente aqueles encontrados no supermercado, são alimentados com rações que contêm pigmentos para que possam ficar mais rosados. Já a cor natural devida do peixe é a rosada, devido ao seu consumo de pequenos crustáceos chamados Krills, aqueles bichinho semelhantes ao camarão.
Existe até uma escala de tons para os criadores de salmões em viveiros escolherem a tonalidade de suas crias, a famosa SalmonFan. É semelhante ao processo de escolha de pintura da sua unha, na manicure, ou da parede da sua casa, na hora da reforma. Fique atento, heim!

Salmofan-salmon-dyed-pink-530x358

Próxima Matéria
Via   Blossary     Oceucho  
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+