5 notícias falsas que você pensou que fossem reais

POR Ultra Curioso    EM Curiosidades      23/06/15 às 15h29

A internet, desde que foi criada, sempre serviu como uma útil ferramenta de compartilhamento de informações e notícias. O que acontece no Japão, por exemplo, em poucos minutos é divulgado no Paraná. Entretanto, quase sempre essa maravilhosa ferramenta acaba sendo usada de forma muito errada, espalhando "aos 4 ventos" fatos falsos e notícias de caráter duvidoso.

Virou quase uma febre, principalmente nas redes sociais como o Facebook e Twitter, compartilhar notícias falsas sobre diversos assuntos, sabendo ou não que são inverídicas. Essas informações passam a ser veiculadas como se fossem verdades, e até os mais informados acabam caindo na ilusão. Um a um vai compartilhando, quando de repente se percebe que todos estão tomando aquela mentira como um fato absoluto.

Veja nessa matéria do Ultra Curioso 5 notícias falsas que você pensou que fossem reais. Informações mentirosas que foram divulgadas e compartilhadas recentemente, sem confirmação de fonte ou origem, e que acabaram sendo acreditadas pela maioria.

1. Jean Wyllys propôs emenda para retirar trechos homofóbicos da Bíblia

face_jean_wylys

Recentemente a notícia de que o deputado federal Jean Wyllys teria proposto uma emenda para retirar trechos homofóbicos da Bíblia viralizou as redes sociais, causando a revolta de muitos, principalmente daqueles que não gostam nenhum pouco do deputado. A manchete da notícia trazia até citações de Jean quanto à proposta. Pois é uma grande mentira.

A notícia foi produzida pelo blog humorístico Joselito Muller, e logo se espalhou como uma praga por quase todos os sites gospel e de tabloide, e por milhares de feed no Facebook.

Jean Wyllys achou engraçada a notícia, e até brincou com o fato. Depois de ficar sabendo que tal notícia estava sendo veiculada, o deputado postou em sua página uma brincadeira "zoando" aqueles que acreditaram na mentira.

2. Dilma Rousseff aprovou "chip da besta"

Novo-chip-acaba-de-ser-aprovado-no-Brasil

No início de abril desse ano, começou a circular na internet a notícia de que a presidenta da República, Dilma Rousseff, havia aprovado o uso de um chip de identificação no Brasil, mais conhecido como 'chip da besta' (que seria implantado sob a pele). A informação rapidamente ficou famosa, sendo compartilhada até pelo Whatsapp, e fora baseada num vídeo em que a presidenta fala de um "chip único". É mentira.

O vídeo em que Dilma fala do "chip único" existe, mas este se refere a um que vai ser usado nas novas carteiras de RG, e vai unificar a identificação do usuário, dispensando a utilização de outros cartões. Mas rapidamente tal informação foi distorcida e transformou-se nesse post:

"Chegou a vez do Brasil usar o novo chip, onde a Bíblia já fala e isso já era esperado, agora a presidente Dilma acaba de aprovar e em breve começará a ser colocado nos brasileiros. Na realidade se sabia que isso iria chegar, mas através de partidos como o PT, que contraria a palavra de Deus defendendo abominações como homossexualismo, aborto e outras coisas.

Agora quem usar o chip só vai poder comprar e vender usando o chip, onde constará todas a informações do usuário. Compartilhe essa notícia!"

3. Bolsonaro criou projeto que separa sangue doado por homossexuais?

bolsonaro

A manchete surgiu na internet em março de 2015 e logo se espalhou pelas redes sociais. Segundo a reportagem, o deputado Jair Bolsonaro, teria apresentado uma proposta à Câmara dos Deputados que visa possibilitar às pessoas que necessitarem de transfusão de sangue escolher se desejam receber apenas sangue doado por heterossexuais. Mentira.

Não há nenhum Projeto de Lei que visa a separação o sangue doado por homossexuais, e nenhuma linha referente a essa ideia entre os 765 projetos enviados pelo deputado Jair Bolsonaro. Também não existe nenhum nenhum discurso do deputado ao afirmação relacionada a esse tipo de coisa, a "separação do sangue de homossexuais e heterossexuais".

Em entrevista ao jornal carioca O dia, Bolsonaro disse não se recordar de ter feito tais afirmações, mas garantiu ser favorável à ideia.

4. A brincadeira de invocar espíritos 'Charlie, Charlie' foi inventada como uma estratégia de marketing para o filme A forca?

281184649-charlie

A brincadeira de invocar um espírito mexicano chamado Charlie (espírito mexicano com nome americano?) viralizou na internet, fazendo milhares de pessoas experimentarem o ritual. No jogo, cruzava-se dois lápis ou canetas sobre um papel com as respostas "yes" e "no", e se invocava dizendo "Charlie, Charlie: are you there?" (Charlie, Charlie: você está aí?). Mas logo começou a correr a notícia de que isso fora apenas uma estratégia de marketing para divulgar o novo filme de terror "A Forca". Bem, isso é 50% verdade e 50% mentira.

Os produtores por trás do filme "A Forca" (que estreou aqui no Brasil no dia 10 de junho de 2015), com certeza se apoiaram no sucesso do meme sobre a brincadeira dos lápis possuídos para alavancar a divulgação de seu filme, mas não partiu deles toda a campanha de marketing.

Na história do filme (que não tem nenhum demônio mexicano), um rapaz morre enforcado em uma escola e o local passa a ser assombrado por ele. Uma história longe de ser original, mas que ainda atrai bastante publico. Mas em nenhum momento esse espírito é invocado no filme usando o meio da brincadeira.  Não há menção do desafio Charlie Charlie nos materiais de marketing oficiais da Warner Brothers antes do meme ter se tornado popular.

Além disso, conforme constatado pelo jornal Washington Post, essa brincadeira do lápis possuído surgiu em países de língua espanhola há vários, como podemos ver no Yahoo!Respostas, em 2007. Esta versão com os lápis cruzados foi chamado de "Juego de la lapicera" e o "Charlie Charlie" é uma derivação desse jogo, jogado com lápis de cor. Em algum momento, há pelo menos 3 anos atrás, os dois jogos se fundiram, virando o desafio do lápis possuído que fez sucesso em maio de 2015.

5. Homer e Marge vão se separar e Bart vai morrer na nova temporada de Os Simpsons?

Os_Simpsons

A notícia foi divulgada em junho de 2015 em diversos sites e blogs. De acordo com o artigo, um porta-voz do seriado norte-americano de "Os Simpsons" teria revelado que o personagem principal da família mais querida de todos os tempos, Homer Simpson, iria se separar definitivamente da sua esposa de 26 temporadas, Marge, e que um dos filhos do casal, Bart, iria morrer. Mentira.

Um dos produtores do desenho animado mais duradouro da TV mundial, Al Jean, teria dito em entrevista ao site Variety que a família de Homer irá mesmo se separar nessa temporada, mas a revelação (o ou spoiler) foi rapidamente desmentida no perfil oficial do desenho.

Em entrevista ao The New York Times, Al Jean explicou que, na verdade, Homer e Marge se separam, mas não se divorciam de fato e que logo no terceiro episódio dessa temporada tudo se resolverá e voltará ao normal na série criada por Matt Groening.

Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+