5 obras de arte macabras acusadas de serem amaldiçoadas

POR A redação    EM Mistérios & Horror      18/04/16 às 16h57

A história já registrou algumas obras de arte macabras acusadas de serem amaldiçoadas. Você já conheceu alguma delas?

Aqui no site do Ultra Curioso, nós já mostramos para você algumas pessoas "amaldiçoadas" que fizeram acordo com demônios e até estranhas coleções que celebridades fazem.

Mesmo antes de serem criadas, algumas obras de arte ficaram conhecidas por serem objetos amaldiçoados. Alguns quadros e obras chegaram a causar sensações estranhas em ambientes e pessoas que ninguém conseguia explicar o que acontecia.

Nossa redação separou para você uma listinha com algumas obras de arte macabras acusadas de serem amaldiçoadas. Confira:

1 - O "Homem angustiado"

a98684_theanguishedman

Um quadro chamado "The Anguished Man" (em português, "O homem angustiado") foi herdado de um cara chamado Sean Robinson pela sua avó e ficou guardado no sótão da casa da família dele por cerca de 25 anos.

Só que antes dele receber a pintura, ele foi alertado pelá avó de que o quadro guardava algo de maligno pois o artista que o pintou usou seu próprio sangue misturado com a tinta para fazer a pintura e antes de ter terminado a arte, ele havia se matado.

Depois que ele guardou a pintura em sua casa, a esposa dele sentiu algo estranho acariciando seus cabelos, o filho dele caiu da escada e um clima de medo começou a rondar a casa.

Daí então, o cara decidiu gravar os acontecimentos com uma câmera alojada em um quarto sem janelas pelo período de oito horas, durante três noites seguidas. Confira o vídeo:

2 - As cadeiras que fazem as pessoas se sentirem doentes

a98684_BelcourtBallroom

A cidade de Newport, localizada em Rhode Island, é considerada uma das mais antigas dos EUA e uma região que já protagonizou várias histórias de fantasmas.

E um local com fama de ser bastante medonho é o castelo fundado pelo político Oliver Hazard Perry Belmont, em 1894, chamado Castelo Belcourt.

Vários objetos dentro dele foram registrados como assombrados e um item que ganhou destaque foram suas cadeiras que eram tidas como portadoras de "espíritos aprisionados". Segundo os relatos, os visitantes que sentam nelas passam a sentir náuseas, frio e muito desconforto, além da sensação de estar sentando em algo ou algum tipo de corpo estranho. Alguns visitantes já chegaram a ser ejetados das cadeiras por conta de uma força invisível inexplicável.

3 - A pintura assombrada do eBay

a98684_thehandsresisthim

Essa pintura de um menino e uma boneca de pé na frente da porta de vidro foi considerada uma das obras mais assombradas do mundo da arte.

Ela foi criada pelo artista Bill Stoneham e foi chamada de "The Hands Resist Him". Segundo os antigos donos do quadro, as figuras na pintura pareciam se movimentar durante a noite e às vezes desapareciam inteiramente da tela. Os adultos chegavam a sentir uma sensação de explosão de ar quente e as crianças começavam a gritar quando fixavam o olhar para a pintura.

4 - O espírito maligno da caixa Dybbuk

lzxqcdmsocd6clixj4cl

Segundo contam as teorias, um possível sobrevivente do Holocausto convocou um demônio, enquanto usava um tabuleiro Ouija caseiro, e acabou conseguindo prendê-lo dentro do quadro do armário do vinho.

Tempos mais tarde, um homem chamado Kevin Mannis começou a ter pesadelos sobre uma bruxa má e acabou dando a obra para sua mãe, que sofreu um derrame no mesmo dia.

O dybbuk é conhecido no folclore judaico por ser um espírito maligno. O último proprietário da caixa foi o diretor do Museu de Medicina Osteopática, Jason Haxton, que desenvolveu uma doença estranha na pele e a tossir sangue. Haxton acabou convocando rabinos locais e selando o Dybbuk dentro da caixa.

5 - O vaso matador

eyicxeda6cetysnyoymm

Esse vaso de prata italiano do século XV foi uma obra encontrada em 1988 em um jardim, enquanto um homem fazia escavações. Dentro do artefato, foi encontrada uma mensagem dizendo: "Cuidado... este vaso traz a morte". Não ligando muito para a mensagem dentro da obra, o cara jogou o aviso fora e acabou vendendo-a para uma casa de leilões.

Assim que a casa vendeu o vaso, o primeiro comprador, um farmacêutico, veio a falecer três meses depois. Em seguida, o vaso foi parar nas mãos de um cirurgião de morreu logo após adquirir o vaso em dois meses.

Logo depois, o vaso foi adquirido por um arqueólogo que teve o mesmo fim do cirurgião. De tanta gente que morreu com a aquisição do vaso, a polícia acabou confiscando a obra e a enterrando em uma caixa de chumbo em um esconderijo desconhecido.

O que achou destas obras assombradas? Mande seu comentário para gente!

Via   oddee     1o9  
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+