Sem categoria

5 serial killers mais cruéis

0

Qual o limite da crueldade do ser humano? Será que existe? Esse é um tópico meio macabro e muitas vezes as pessoas até deixam de abordá-lo, mas aqui não. Somos sem amarras e nada é tabu. Tem pessoas no mundo que matam por uma súbita raiva, outros que matam por vingança e tem gente que é ruim só pelo prazer de ser ruim.

Hoje vamos trazer uma lista dos 5 serial killers mais crués deste planeta e seus crimes. Então prepara-se para dormir com as luzes acesas e a televisão ligada.

5. Gary Ridgway

26918053

Esse é um dos assassinos mais notórios dos Estados Unidos. Mais ou menos naquela pegada do Zodíaco – que cometeu crimes por vários anos e nunca souberam quem era – Gary foi preso em 2001 acusado por quatro assassinatos, mas confessou que matou mais de 70 mulheres nas décadas de 80 e 90, no estado de Washington. Ele evitou a pena de morte confessando seus crimes e mostrando onde escondeu as vítimas. Algumas foram despejadas no Rio Verde e por isso é conhecido como Assassino do Rio Verde. Gary foi sentenciado a prisão perpétua.

4. Pedro Rodrigues Filho

15-09-2011-19-17-20-pg-26-pedro-rodrigues

Olha o Brasil aí geeeeeeeente! Pedro Rodrigues Filho, conhecido como Pedrinho Matador, foi preso em 1973 e em 2003 foi considerado culpado por pelo menos 71 assassinatos e sentenciado a 128 anos de prisão. O brasileiro cometeu seu primeiro assassinato aos 14 anos de idade. Já na prisão matou o próprio pai e outros 47 presos, o que aumentou sua pena para 400 anos.

3. Daniel Barbosa Camargo

maxresdefault

Daniel Barbosa Camargo era colombiano e acredita-se que ele tenha estuprado e matado mais de 150 garotas na Colômbia e no Equador nas décadas de 70 e 80. Depois de fugir de uma prisão na Colômbia, Daniel confessou ter matado 71 meninas no Equador. Ele levou a polícia para o local onde escondia o resto dos corpos, já que após estuprar e matar, ele as cortava com um facão. Em 1989 foi sentenciado a 16 anos de prisão, que é a pena máxima no Equador. Em 1994 foi assassinado na prisão por um primo de uma de suas vítimas.

2. Dr. Harold Shipman

category_image_update_61cbc054d73e951e_img

O doutor britânico, Harold Frederick Shipman, é considerado um dos assassinos em série mais prolíferos da história. Harold tem mais de 250 assassinatos no currículo. Seu plano maligno era simples: Injetar doses letais de drogas em seus pacientes, alterar testamentos para fazer uma grana e cremar os corpos. O Doutor foi sentenciado a 15 prisões perpétuas consecutivas e em 2004 cometeu suicídio ao se enforcar em sua cela.

1. Pedro Alonso Lopez

lopez_007

O colombiano, Pedro Alonso Lopez, foi acusado de ter matado mais de 300 garotas na Colômbia, Equador e Peru. Ele atraía jovens para prédios abandonados, as estuprava e as matava por estrangulamento. Após ser pego, confessou os crimes. Em 1980 serviu 18 anos em uma prisão no Equador e depois foi deportado para a Colômbia, onde foi sentenciado a prisão perpétua.

As 30 tatuagens mais bizarras já vistas

Matéria anterior

Os 7 melhores táxis do mundo

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.