6 comportamentos humanos bizarros que a ciência explica

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      09/07/15 às 18h15

O ser humano é uma espécie que possui os mais diversos tipos de comportamentos bizarros e anormais. O seu cérebro não consegue controlar muitos deles por conta de vários fatores.

Os transtornos de comportamento e mentais são distúrbios que afetam milhões de pessoas no mundo e aqui na Fatos Desconhecidos já mostramos para você 5 transtornos mentais mais bizarros que existem.

Embora eles sejam considerados comuns, existem alguns comportamentos humanos bizarros que nos deixam constrangidos ou nos transmitem sensações engraçadas ou meio vergonha alheia. Separamos para você alguns comportamentos humanos bizarros do seu dia a dia que a ciência dá explicações.

Veja aí:

1 - Fazer fofoca

tumblr_lswz0xgt3u1qefjl9

Segundo estudos científicos, fazer fofoca gera um sentimento de confiança, além de ser responsável pelo desenvolvimento de nossos cérebros ao longo dos milênios. De acordo com o antropólogo Robin Dunbar, a língua só se desenvolveu devido à vontade natural do ser humano de fofocar.

2 - Chorar e gostar de filmes e livros tristes

20394480

Segundo estudos da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, esse tipo de comportamento humano é bastante bizarro. A empatia é uma das responsáveis por nos fazer chorar em filmes e novelas. Esse sentimento faz parte da capacidade de sentir as emoções e sentimentos dos outros como se fossem nossos, graças à região do nosso cérebro chamada insula, a responsável pelas emoções e prazeres.

3 -  Ficar sem graça em momentos de silêncio

_MG_0858

Outro comportamento humano bizarro é ficar em silêncio com um estranho ou quando está com alguém conhecido. O comportamento humano do silêncio constrangedor, segundo a ciência, é explicado que nossas origens primitivas são acionadas e como sempre fomos seres que vivem em grupo e o silêncio e a falta de entusiasmos dizem para gente que fomos aceitos. No Japão, ficar calado enquanto alguém está refletindo sobre algo é visto como de bom tom.

4 - Não repor o papel higiênico

sem-papel-getty-hg-20111112

Segundo pesquisadores da Universidade de Rochester, em Nova York, o que explica um desses comportamentos bizarros que ninguém entende é que para acharmos uma tarefa merecedora de nossos esforços, você precisa satisfazer algumas necessidades psicológicas que todo mundo tem: como competência, autonomia e correlação. Quando o papel higiênico acaba, repor o rolinho não causa um desafio a ninguém e não vai beneficiar a própria pessoa, por isso que as pessoas ignoram essa simples tarefa que não toma mais de 30 segundos.

5 - O carinho e a vontade de apertar ou morder coisas bonitas

Bebe-lindo-erguendo-as-mãozinhas

Segundo pesquisadores, a vontade de morder, apertar, querer ficar junto e abraçar pode ser uma herança de nossos antepassados, já que brincar de morder é um comportamento comum entre as espécies. A sensação e vontade de morder, apertar coisas fofas como objetos, bebês, cachorros e felinos, por exemplo, pode ser uma herança dos nossos ancestrais, uma vez que brincar de morder é um comportamento comum entre os mamíferos. Daí então, morder, apertar, querer agarrar é uma forma de estreitar os laços sociais e de reforçar a ligação com pessoas e coisas nas quais temos afeição.

6 - Empatia por psicopatas

psicopatas filmes top 10 filmes de psicopatas

Outro comportamento humano bizarro que deixa as pessoas intrigadas. O fascínio por psicopatas é um fenômeno que encanta várias pessoas. Segundo a ciência, existem três teorias que podem explicar isso. A primeira diz que esse tipo de empatia acontece porque o ser humano gosta da sensação de susto e do medo de si.

Já a segunda afirma que nosso interesse por mentes criminosas acontece porque você acaba se conectando com a mente de um ser humano egoísta, que só pensa em si e não esboça nenhum tipo de preocupação com ninguém. Já a última afirma que temos a tendência de gostar desse tipo de filme e personagem exatamente por exalarem um perfil de predador. Logo, os instintos mais primitivos de caça e caçador são atiçados e acabam entrando em estado de alerta.

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+