6 métodos brutais de tortura que ainda são utilizados

POR A redação    EM Curiosidades      05/08/15 às 16h51

Nós temos muita sorte de nascermos nessa era. Mesmo que ainda exista muitas punições que nos fazem pensar que estamos na "idade da pedra", nós evoluímos bastante com relação aos direitos humanos. Entretanto, parece que em alguns lugares, a tortura brutal e desmedida ainda é uma grande problema.

Muitas pessoas se perguntam porque em certas localidades ainda existe técnicas brutais de tortura que remetem aos tempos da idade média. Os métodos listados a seguir, vão te causar um frio na espinha de tão chocantes que eles são. Confira:

Cegueira Química

1

O nome já diz tudo. A pessoa que era vítima desse ato, era cegada por inúmeros métodos dolorosos e agoniantes. O que mais se usava era pingar gotas de ácido clorídrico nos olhos da vítima. Os olhos "cozinhavam" na hora e causava uma dor inimaginável.

Amputação

????????????????????????????????????

Amputação geralmente é uma forma de punição em regiões árabes. Por exemplo: se você for acusado de furto, seus braços ou mãos serão cortados.

Mutilação

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Mutilação geralmente envolve uma série de técnicas brutais. Geralmente a mutilação é um método utilizado para fazer com que a pessoa morra lenta e dolorosamente.

Chicoteamento

4

Chicotear envolve longas horas de tortura e um sofrimento terrível após a prática. O objeto mais usado é o "chicote de caçador". Existem casos de pessoas que são chicoteadas até a morte.

Decapitação

5

Atualmente, muitas pessoas são decapitadas pelo Estado Islâmico. É a punição para aqueles que estão envolvidos em assassinatos, estupro, tráfico de drogas e até mesmo roubo.

Morte por fuzilamento

6

Afeganistão, Nigéria, Iêmen, Vietnã e partes da China ainda matam seus presos por  fuzilamento. Os braços dos condenados são amarrados e uma arma é posta na testa da pessoa que recebe o tiro fatal.

 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+