• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 animais incríveis que foram caçados até sua extinção

POR Nelyne Mota    EM Natureza      27/05/19 às 16h49

Cuidar do planeta, do meio ambiente, de animais e dos ecossistemas se tornou essencial na rotina de muitos países. Educação e responsabilidade ambiental são assuntos em alta nos últimos 20 anos. Mesmo assim, existem vertentes que alegam que aproximadamente 10 mil espécies animais entram em extinção anualmente, em consequência da atividade humana. Além dessas, já fomos responsáveis por inúmeras outras extinções dos reinos animal e vegetal.

Afora casos de extinção de espécies em consequência humana, poderíamos citar também outras formas de catástrofe ou acontecimentos naturais que resultaram na dizimação de populações inteiras da mesma ou de várias espécies. Vamos conferir agora, uma pequena lista de ocorridos que geraram extinções no planeta Terra.

1 - Ursos Atlas

Historicamente, o Atlas já foi o único urso nativo da África. Mas ao contrário da maior parte das extinções da região, que foram causadas pela expansão do Império Britânico, os atlas entraram em extinção graças ao Império Romano.

Quando romanos se expandiram pelos territórios, alcançando o norte da África, começaram a usar o urso atlas como pivô de execuções punitivas. E os meios que encontravam para isso, não eram nada convencionais.

Eles capturavam os animais, mantinham-nos em cativeiro, passando fome e muitas vezes sofrendo maus-tratos. E quando finalmente os libertavam, o faziam em arenas no meio de criminosos. O resultado disso tudo era um show de horrores com homens sendo devorados pelo animal faminto. Enquanto governantes, elite e o restante da população assistia das arquibancadas.

Nesse período, os ursos atlas tiveram uma queda significativa em sua população. Mas a extinção só veio de fato na década de 1870, quando os últimos da espécie foram mortos por caçadores.

2 - Meiolania

Como um parente distante da tartaruga, com aparência pré-histórica e carcaça rígida e resistente, os meiolanias também sofreram com a predação humana.

Arqueólogos descobriram restos de ossadas do animal em um monturo, uma espécie de depósito de lixo usado por seres humanos da nossa pré-história. O achado data de aproximadamente 3 mil anos de idade. E através de análises dos estratos, do solo e dos artefatos encontrados, os estudiosos conseguiram determinar que essas tartarugas gigantes viveram cerca de 300 anos antes de serem mortas por humanos.

3 - Peixe-boi Gigante

Com aparência bem próxima do peixe-boi de tempos atuais, o peixe-boi gigante se diferenciava de seus descendentes de hoje pela visível diferença no tamanho. Como o próprio nome sugere.

Mesmo com o mesmo aspecto fofo e amigável, o tamanho assustava. Já que, falando de proporções e comparativos, o animal só perderia em dimensões para a grande baleia azul. Alcançando pesos de até 10 toneladas.

Vale dizer que gigante fofo só durou 27 anos após ser descoberto pelo homem. Os europeus o caçavam incessantemente em busca de sua pele e gordura, até que o bicho simplesmente desapareceu dos oceanos do mundo.

4 - Mamute

Uma pesquisa da Universidade de Wisconsin analisou o conteúdo e os componentes de excrementos e fósseis de animais da antiguidade. O estudo tinha o intuito de definir como algumas espécies se tornaram extintas. A pesquisa descobriu que 50% dos animais pesando mais de 30 quilos e 100% dos animais com mais de 100 quilos foram completamente eliminados da face da Terra após o contato com humanos.

Exemplos dessas vítimas do homem pré-histórico são a "preguiça do chão gigante", o "mastodonte" e o "mamute. Soa curioso imaginar que nossos antepassados conseguiram acabar com a existência de animais tão grandes.

5 - Moa

Uma espécie de ave sem a capacidade de voar. Os - também - gigantes Moa, percorriam as florestas da Nova Zelândia. Com algo em torno de 12 metros de altura, esses animais travavam verdadeiros embates contra águias gigantes. Eles permaneceram com uma população de número estável por cerca de 40 mil anos.

No entanto, os colonos polinésios perseguiam essas aves gigantes em busca da carne e das penas para tecer abrigos. Com cerca de 300 anos de predação, os moa desapareceram completamente.

6 - Coruja Risonha

Nativa da Nova Zelândia, essa coruja recebeu esse nome porque emitia um barulho que se assemelhava à uma risada maníaca. Ave de pequeno porte, porém considerada grande se comparada às suas descendentes atuais. E não diferente dos outros animais de nossa lista, a coruja risonha entrou em extinção absoluta dentro de 50 anos de caça dos humanos.

As últimas aves da espécie têm registro de desaparecimento por volta do ano de 1914.

7 - Cianobactéria

Um dos maiores eventos de extinção que atingiu o planeta foi causado por uma bactéria chamada Cianobactéria. Há aproximadamente 2,3 bilhões de anos, o planeta Terra possuía colônias de bactérias anaeróbicas. Até que a cianobactéria passou por um processo de fotossíntese que se espalhou pelo ar de todo o globo.

O resultado disso foi a poluição total da atmosfera com um gás mortal, além de gases também de efeito estufa. Tudo fez com que o planeta mergulhasse em uma era do gelo absoluta.

Com o tempo, a vida por respiração de oxigênio foi evoluindo até que houvesse condições de sobrevivência para seres como nós.

Próxima Matéria
Nelyne Mota
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+