7 Comportamentos do ser humano explicados biologicamente

POR Rafael Miranda    EM Ciência e Tecnologia      13/02/15 às 18h56

Os seres humanos tem uma série de reações ou comportamentos que são muito próprios de nossa espécie. Entretanto, poucas vezes paramos para pensar como esses comportamentos surgem.

Enquanto algumas atitudes são mais bem culturais, outros comportamentos têm uma origem biológica e nesta matéria vamos falar sobre alguns dos mais comuns. Como poderemos notar, nosso cérebro e corpo são mais complexos do que nós sabemos e ações que achavamos que eram próprias de seres menos evoluídos, continuam presentes em nós.

7. Por que algumas pessoas tem desejos sexuais fora do comum?

30

Pedofilia não é, naturalmente, uma característica comum ou aceitável nos seres humanos, mas em alguns casos pode ser explicada fisicamente. Em 2000, um homem casado de repente desenvolveu um vício grave em pornografia e pensamentos pedófilos acompanhados por terríveis dores de cabeça.

Ele procurou ajuda e logo descobriu que tinha um tumor do tamanho de um ovo em seu cérebro, pressionando seu córtex pré-frontal, que regula nossos impulsos. Quando o tumor foi removido, o comportamento do homem retornou ao normal e os seus desejos sexuais desapareceram.

Esse tipo de caso é raro no entanto é possível de serem desenvolvidos. Enquanto nós normalmente não experimentamos tais oscilações severas, isso pode nos ajudar a entender alguns desvios e levantar a seguinte questão: você controla seus atos ou eles são produtos de reações no seu cérebro?

6. Por que damos abraços?

31

Os humanos não são os únicos seres vivos que se abraçam, mas o nosso ato de colocar os braços sobre outros e aproximar o corpo também tem uma explicação científica. Quando duas pessoas estão bem perto, o cérebro liberta oxitocina, o chamado hormônio do amor, que não se refere exclusivamente ao "amor romântico" mas também ao que existem entre pais e filhos e amigos. A presença deste hormônio ajuda a criar fortes laços.

5. Por que nos "arranhamos" quando estamos com uma coceira ou ardência na pele?

32

Quando alguma parte do corpo coça ou sentimos que algo estranho está sobre nossa pele, inconscientemente levamos nossa mão sobre ela e passamos nossas unhas. Saiba que isso não é somente uma forma de aliviar a coceira, senão também uma resposta do corpo ante possíveis contaminantes ou substâncias irritantes que podem ou não ter atingido sua pele.

4. Por que rimos?

33

Uma boa gargalhada de vez em quando faz com que a gente se sinta melhor e isso tem uma explicação. O riso é uma forma de comunicar a o outras pessoas que confiamos nela. Por isso também o riso é contagioso e sentimos menos vontade ou propensão de rir quando estamos sozinhos.

3. Por que nos sentimos cansados a noite?

34

Quando chega a noite nosso ciclo circadiano sabe que é o momento de descansar e não é só porque trabalhamos o dia todos. Quando chega a escuridão da noite, o corpo liberta o hormônio melatonina, que nos ajuda a conciliar e manter o sono. Uma vez que aparece a luz da manhã, a quantidade de melatonina diminui.

2. Por que agredimos outras pessoas?

35

Os seres humanos não tem uma natureza muito pacífica e há ocasiões em que sentimos um desejo irracional de agredir ou atacar outra pessoa. Nosso cérebro é o culpado. A urgência por atacar ou agredir vem desde a amígdala, uma área do cérebro que praticamente não evoluiu e que envia o "impulso" ao córtex pré-frontal, onde a informação é processada e aí decidimos se vamos agir ou não.

1. Por que falamos sozinhos?

36

Mais de uma vez você já se pegou falando sozinho, sobretudo à hora de tomar uma decisão. Não é que você tenha perdido a sensatez mas uma forma do cérebro de tomar decisões mais claras. Durante esses "conflitos mentais" uma parte de nosso cérebro age como seu "eu atual" e outra como sua pessoa "futura"; assim, são gerados dois argumentos na hora de optar por algo.

 

Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+