7 contos da Transilvânia que vão te deixar extremamente assustado

POR Magno Oliver    EM Mundo Afora      08/06/15 às 19h31

É difícil não lembrar do famoso vampiro condenado à sede eterna, o Conde Drácula, quando alguém pronuncia a palavra Transilvânia. A região, cujo significado do nome traduzido em latim significa "além da floresta", se tornou famosa por conta do escritor irlandês Bram Stoker Dracula.

E a repercussão acabou deixando os habitantes da região romena muito irritados com o fato de que o mundo só tinha olhos para a obra do vampiro e não despertaram o interesse em outros contos que o país tem para mostrar. Para quem não sabe, a região tem uma cultura que é considerada encantadora, possui uma das melhores universidades do país, natureza exuberante e um mix cultural único. A região da Transilvânia é também a moradia de muitos ambientes cheios de lendas e mistérios por todos os lados que poderiam inspirar outros escritores a escreverem outros romances.

Mas isso não é tudo. Separamos uma listinha para você com os contos fantásticos da Transilvânia que você não conhecia. Confira aqui algumas delas.

1 -A lenda do Pid Piper, o encantador de ratos

Pied-Piper

O conto de Pid Piper é um dos mais famosos pelo mundo graças à série Silicon Valley. Muitos discutem por aí que ele foi criado provavelmente para assustar as crianças em suas noites antes de irem dormir. Segundo a lenda, os moradores da cidade de Hamelin tinham uma dificuldade enorme de acabar com a infestação de ratos por todos os cantos. Daí aparece Pid Piper.

Munido de uma flauta , o rapaz se livra de todos os roedores da região com sua música mágica, mas o extermínio não é de 100%. Com exceção de um que ele sempre deixa sobrar, e como resultado não acabou sendo de eliminação em 100%, os moradores acabaram se recusando  a pagar o jovem. Em estado de revolta, Piper toca uma música diferente, faz lavagem cerebral em todas as crianças e as induzem a segui-lo. Alguns contos afirmam que as pequenas inocentes foram mortas afogadas ou pulando de um penhasco, seduzidas e conduzidas pela música. Algumas que mais condizem com a realidade alegam que elas habitam uma caverna na Transilvânia e por lá ficaram até hoje.

2 - O Castelo Hunyad

Hunyad-Castelo

Ele fica em Hunedoara, na Romênia, e sua fama é grande. 0 Castelo Hunyad é uma construção impressionante que era parte do Principado da Transilvânia, e, segundo as lendas,  acredita-se que é o lugar onde Vlad III da Valáquia, o famoso Conde Drácula, foi mantido prisioneiro por 7 anos depois que ele foi deposto em 1462. O monumento é uma relíquia em estilo gótico levantada em telhados altos e coloridos, pertencentes à dinastia Hunyadi.

O castelo foi alvo de turismo de pessoas que passaram quase uma semana por lá à procura do Drácula. O monumento tem uma reputação de ambiente de tormento e dor. Os líderes da fortaleza Iancu de Hunedoara prometeram liberdade a três prisioneiros turcos se caso eles encontrassem água escavando na rocha. Eles cavaram por 28 anos antes de alcançarem seu objetivo. Antes de serem decapitados a mando de seus superiores, eles escreveram para o patrão: "Agora você tem água, mas você não tem coração" junto com seus nomes para mostrar a falta de honra pelo castigo. As escritas em turco estão em exposição, atualmente.

3 - A ponte das mentiras

Bridge-of-Lies

Ela tem aparência inofensiva e de um ambiente bonito para fotografias em suas redes sociais. A ponte fica em Sibiu, uma cidade medieval da Romênia. Segundo a lenda, a ponte das mentiras pode emitir ruídos particulares  e até mesmo entrar em uma espécie de "colapso" sempre que uma pessoa dizer alguma mentira. Ela funciona como uma espécie de detector de mentiras. Segundo as variações deste conto, os comerciantes que enganaram seus clientes foram jogados para fora da ponte, atribuindo, assim, um traço de honestidade a ela. Já uma outra variação afirma que as moças que mentiram sobre suas virgindades antes do casamento foram jogadas lá.

 

4 - O fantasma matador de russos

141202120335_teleki_castle_transilvania_624x351_telekicastle_nocredit
A mansão Teleki, na pequena cidade de Ocna Mures, é uma ruína em estado avançado de destruição e objeto de disputa entre vários descendentes. Ao contrário da maioria das lendas contadas, a mansão conta uma história assustadora, durante a Segunda Guerra Mundial, quando os moradores começaram a falar sobre um fantasma que habita o local. Alguns soldados do Exército Vermelho decidiram entrar na mansão para apreciar o vinho que havia no porão. Após alguns porres, começaram a disparar suas armas até que os barris estourassem. Alguns deles morreram afogados na bebida e os moradores começaram a culpar o fantasma e a fama de estar assombrando as redondezas tomou corpo e repercussão.

5 - Os Lagos que exigem sacrifícios humanos

a33

Os anciãos das aldeias da região de Maramures acreditavam que a água possuía vida e que, quando esse estado se manifestava, pedia a cabeça de um homem morto. E uma das histórias mais famosas se refere a uma igreja afundada. A chuva inundou uma igreja e algumas casas durante alguns anos e devido ao fato, as pessoas na aldeia de Tisa começaram a afirmar que muitas vezes já ouviram os sinos da igreja durante a noite, na Páscoa. Outra versão de conto é sobre os lagos escuros sem fundo que tinham a capacidade de engolir as pessoas e nunca devolvê-las para a superfície. Há também outro conto sobre um lago na Transilvânia que engoliu todos os convidados em um casamento logo depois que eles tentaram atravessar as águas durante o inverno.

 

6 - A julieta da Transilvânia

romeo-juliet-image-35
Quase todas as culturas criaram uma história de amor proibido com um final trágico. E uma dessas histórias é a da noiva de Garbova, transmitida de uma geração a outra pela pequena comunidade alemã que vive na Transilvânia. A história narra sobre um homem rico e bastante autoritário que passou a ter a mais bela filha na aldeia. Como ela era desejada pelos rapazes, o pai decidiu que ela só  iria se casar com alguém que também tivesse uma fortuna considerável.

Mas a intenção da moça era outra, pois ela estava apaixonada por um servo que era pobre e percebendo que não poderiam ficar juntos o rapaz fugiu da aldeia para tentar ganhar a vida. Logo o pai arranjou um pretendente para ela e a moça acabou sendo obrigada a casar na igreja. Só que algo curioso acontece, ela morre na frente do altar e o buquê de flores em suas mãos se transforma em uma cruz de pedra.

7 - A Fonte Musical

Musical-Fountain
Na cidade de Targu Mures, uma das mais importantes da Transilvânia, uma fonte que funciona como uma mistura de órgão e flauta, feita de tubos conectados começou a ganhar destaque e tornou-se o centro das atenções. A fonte foi criada por um artista e inventor muito hábil, chamado Peter Bodor. Com o cantarolar da obra-prima, os moradores começaram a apreciar o fluxo da água que produzia um canto. A lenda diz que seu próprio criador decidiu silenciar sua música para sempre usando um truque engenhoso. Ele havia sido preso por ter criado dinheiro falsificado, mas antes de ser levado para a cadeia pediu que os policiais o levassem até a fonte para se despedir dela. Usando o artifício da visita à sua criação, ele retirou um pedaço pequeno de sua estrutura e, imediatamente, ela parou de cantarolar pelo som das águas e ninguém nunca mais conseguiu fazer com que o som fosse reproduzido.

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+