Fatos Nerd

7 filmes que mudaram graças às reclamações dos fãs

0

Reclamar sempre fez parte da natureza humana, uma caraterística impulsionada pelo avanço da internet. No meio da cultura pop, a situação fica cada vez pior. Opiniões contrárias se transformam em ódio gratuito e diversas brigas são geradas por detalhes. No atual cenário, as reclamações dos fãs são exageradas, sem nexo e feitas com intenção de atender puramente a um capricho.

Alguma roupa não ficou de acordo com os quadrinhos. O verde era melhor que o azul. Tal personagem não existe na obra original. Deveriam fazer assim. Tinha que ter acabado de outro jeito. Enfim. Mesmo assim, certas reclamações dos fãs podem ter lá suas razões. Tudo depende, claro, do contexto. Na lista abaixo, reunimos alguns exemplos de filmes que sofreram modificações em decorrência dos inúmeros protestos da internet. Confira a seguir!

1 – Wifi Ralph: Quebrando a Internet

O segundo filme de Ralph fez algo inédito e incrível. A história reuniu no mesmo lugar todas as princesas clássicas e modernas da Disney. E o mais legal da cena é que elas são apresentadas com roupas contemporâneas, cada uma ao seu estilo e todas em trajes confortáveis. Quando o primeiro trailer foi liberado, porém, muitas pessoas observaram certas mudanças no visual da Tiana.

A personagem é negra e teve alteração no tom de pele, estava mais claro do que visto em A Princesa e o Sapo. Suas feições também foram retocadas, como seu nariz. O membro ficou mais fino do que na sua versão original. Os detalhes chamaram atenção da audiência e as observações chegaram até a produção. Os diretores Phil Johnton e Rich Moore ouviram o feedback e mexeram em Tiana antes de lançarem o filme.

2 – Star Trek: Sem Fronteiras

Star Trek é uma obra que está no alto patamar na cultura pop. Com milhares de fãs pelo mundo, nem é preciso dizer o quanto é querida. São diversos de filmes e séries que integram essa grande saga. No entanto, ela ficou adormecida por muito tempo, até 2009, quando J.J Abrams a colocou de volta nas telonas. Star Trek ganhou novo fôlego e também continuação.

O problema veio no longa de 2016, que basicamente reescreveu os acontecimentos de Stark Trek II: A Ira de Khan. Apenas o filme mais sagrado para os fãs. Simon Pegg e Doug Jung, os roteiristas de Sem Fronteiras, absorveram todas as críticas que encontraram. Eles aprenderam com o erro e quiseram proporcionar aos admiradores da saga momentos de nostalgia com a nova obra.

3 – Quarteto Fantástico (2015)

No geral, as lamentações vieram após o lançamento do filme. Antes, alguns fãs ainda tinham esperança de ver uma bela reinvenção da franquia no cinema. Até porque quem estava à frente do projeto era Josh Trank, diretor responsável pelo incrível Poder Sem Limite. Mas as coisas começaram a estranhar quando quiseram alterar o nome de Victor Von Doom, vulgo Doutor Destino. O personagem é um dos melhores vilões da Marvel Comics. Porém, a produção desejava um nome menos bobo, mais real, algo como Victor Domashev. Resultado, no filme, Toby Kebbell interpreta Victor Von Doom.

4 – Alien: Covenant

A 21st Century Fox teve dificuldades de desenvolver a franquia Alien após o término da quadrilogia clássica. Em tese, Prometheus era para dar continuidade a história e os fãs aguardavam animados pela sequência. O filme, contudo, deixou a comunidade dividida e houve bastante revolta pela obra não conter seu principal personagem, o Xenomorph. A criatura passou longe na narrativa e irritou geral.

Em uma entrevista ao Yahoo! Moovies, o próprio Ridley Scott admitiu ter errado ao remover os Xenomorph do filme. Por isso, ele fez questão de trazê-los de volta na sequência de Prometheus.

5 – Hellboy (2019)

O reboot de Hellboy no cinema talvez tenha acontecido cedo demais. Os dois filmes de Guillermo Del Toro são adorados pelo público, o qual boa parte aguardava esperançosa pela conclusão da trilogia. Ao invés disso, tivemos a tentativa de reinicialização lançada em meados de abril. A produção do filme começou com problemas e permaneceu com eles até o fim. A primeira polêmica foi a escalação o Ben Daimio.

De início, Ed Skrein foi escolhido para viver o personagem. Entretanto, nos quadrinhos, Ben Daimio tem descendência asiática. A produção foi acusada de whitewashing e as críticas não pararam. Skrein então, decidiu deixar o trabalho. Se desculpou e informou que não sabia sobre a origem do personagem. Em seu lugar ficou Daniel Dae Kim, mais conhecido por seu trabalho em Lost.

6 – As Caças-Fantasmas

O filme foi centro de polêmica desde o anúncio do projeto. A maioria das reclamações foram feitas por homens que não se sentiam à vontade com uma versão feminina do clássico filme. Mesmo com tanto ódio direcionado a ele, o filme saiu do papel, com um acréscimo de última hora. No começo da história, as mulheres leem comentários maldosos no YouTube sobre seus trabalhos. O detalhe foi adicionado justamente por causa da vida real.

7 – Sonic: O Filme

Chegamos a polêmica mais recente. Após a divulgação do primeiro trailer de Sonic: O filme, os fãs não pararam de reclamar a respeito do design. O pequeno ouriço azul não se parece tanto com sua versão dos games clássicos, o que chateou o público. As mudanças levaram artistas a tentarem “corrigir” o personagem, a fim de provar que era possível colocá-lo mais próximo do original. Assim, após tanta contestação, o diretor do filme agradeceu as críticas e informou que modificará Sonic antes da estreia do filme.

NASA planeja enviar astronautas para o Polo Sul da Lua em 2024

Matéria anterior

7 formas que pessoas com diferentes problemas enxergam o mundo

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar