• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

NASA planeja enviar astronautas para o Polo Sul da Lua em 2024

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      10/05/19 às 16h10

A primeira vez que o homem pisou na superfície da Lua foi durante a missão do Apollo 11, em 1969. E hoje, 50 anos depois do pouso histórico, os planos incluem voltar até lá. A Agência Espacial Americana (NASA) vem trabalhando para enviar astronautas americanos até a Lua. Dessa vez, o intuito é pousar no Polo Sul lunar em até cinco anos. De acordo com a NASA, a missão espacial está prevista para acontecer em 2024.

O diferencial dessa missão é a região em que ocorrerá o pouso. Até agora, todas as missões não tripuladas à lua foram em regiões próximas ao equador. O Polo Sul da Lua é um lugar onde ninguém foi, o que faz da missão ainda mais desafiadora.

"Sabemos que a região do Polo Sul contém gelo e pode ser rica em outros recursos com base em nossas observações orbitais, mas, por outro lado, é um mundo completamente inexplorado", disse Steven Clarke, vice-administrador associado da Diretoria de Missão Científica da NASA.

Voo tripulado à Lua

Inicialmente, os planos de voltar à Lua estavam programados para acontecer em 2028. No começo do ano, o governo dos Estados Unidos pressionou a NASA quanto à missão. Depois disso, os planos foram antecipados, e agora o retorno do homem à Lua está previsto para 2024. No entanto, segundo Bill Gerstenmaier, administrador associado da NASA, nesse primeiro pouso de 2024 o homem não ficará muito tempo na superfície. Mas a missão servirá para reabrir a "porta" da Lua com missões futuras mais duradouras.

O Polo Sul lunar foi a região escolhida para receber a missão espacial tripulada à lua justamente por ser uma área até então inexplorada. "O Polo Sul está longe dos locais de pouso da Apollo, agrupados em torno do equador, por isso nos oferecerá um novo desafio e um novo ambiente para explorar, enquanto construímos nossa capacidade de viajar para o espaço", afirma Clarke.

Através de milhares de órbitas analisadas na última década, o Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) reuniu um grande número de informações precisas sobre a região. Com essas informações, os cientistas conseguiram mapear a região. Eles reuniram dados sobre a topografia, temperatura e localização da provável água congelada, algo que será muito útil aos astronautas.

Mas antes de enviar os astronautas na missão, a NASA planeja enviar novos instrumentos científicos e cargas úteis para preparar a região para a sua chegada.

Polo Sul lunar

O extremo sul da Lua já vem sendo cotado como local de pouso de novas missões há algum tempo. Segundo informações da própria NASA, o solo nessa região é muito mais montanhoso do que se imaginava. Usando um radar instalado no deserto do Mojave, na Califórnia, a NASA conseguiu fazer o mapa mais detalhado do Polo Sul lunar e descobriu enormes picos e crateras. Os cientistas já haviam conseguido imagens daquela região, mas nunca com tanta definição.

De acordo com a agência, essas crateras sombreadas apresentam algumas das mais baixas temperaturas do sistema solar, algo em torno de -248 graus Celsius. Acredita-se que o gelo de água esteja estável nessas temperaturas e que essas crateras armazenem quantidades significativas de água. Alguns sinais anteriores já mostravam a possibilidade de existir gelo nas áreas mais escuras da cratera. No entanto, isso não passa de especulação, já que nunca foi confirmado.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+