• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 histórias totalmente loucas envolvendo Isaac Newton

POR Mateus Graff    EM História      26/07/18 às 15h53

Você sabe quem foi Isaac Newton, certo? O currículo do cara era grande, ele foi astrônomo, alquimista, filósofo natural, teólogo e cientista inglês, mais reconhecido como físico e matemático. Ele acreditava em coisas como a pedra filosofal e fez vários estudos para tentar descobrir os segredos do elixir da vida. Loucura, né!?

Ah, por falar em loucura, muitos achavam que ele não batia muito bem da cabeça por causa das ideias que Isaac expressava. Bom, resolvemos trazer para os nossos leitores algumas histórias envolvendo esse físico e matemático incrível e provavelmente você também vai achar que ele era um pouco maluco. Confiram e tirem suas próprias conclusões:

1 - Isaac Newton ameaçou queimar sua mãe viva

Isaac Newton era muito religioso e um de seus hobbies era estudar a Bíblia. Quando ele tinha 20 anos de idade, Isaac escreveu uma lista com 57 dos piores pecados que ele havia cometido. Alguns dos pecados era coisas muito simples, mas que para ele ainda assim eram errados.

Ele pediu perdão também por alguns pecados graves, como agredir sua irmã e socar um cara chamado Arthur Storer. Na lista também tinham coisas como desejar a morte de alguns. Mas o mais chocante dos pecados envolvia sua mãe e padrasto. Ele confessou nessa lista que ameaçou queimar o padrasto, sua mãe e a casa deles.

2 - Isaac Newton e a Pedra Filosofal

Nos últimos anos de sua vida, Isaac Newton começou uma busca maluca pela pedra filosofal. Isso, como algumas pessoas acreditavam em seu tempo, era uma substância mística que podia transformar metais básicos em ouro e poderia conceder a vida eterna que quem a bebesse.

Ele achava que isso era uma ciência genuína e real. Ele estudou muitos trabalhos sobre alquimia, tudo atrás do elixir da vida eterna. Isaac pensava que a chave para a pedra filosofal era o mercúrio. Em suas anotações, ele tinha uma receita escrita por outros alquimistas que pediam "sophick mercury" (um ingrediente-chave), e ele parece ter criado alguns. O cara ficou anos enfiado em um laboratório fazendo experiências com mercúrio.

Ele até bebeu mercúrio. É bem provável que Newton tenha experimentado uma de suas receitas, pois ele tinha uma anotação reclamando que o sabor do mercúrio era "forte e azedo".

Muitos afirmam que foi nessa época que começou sua loucura e que o mercúrio em seu corpo contaminou seu cérebro. De fato o mercúrio estava espalhado pelo seu corpo, pois na década de 1970 uma amostra de seu cabelo tinha níveis altíssimos da substância.

3 - Isaac Newton disse que o mundo vai terminar em 2060

Esse seria o ano em que um anjo voaria pelos céus declarando o Evangelho, que o império da Babilônia cairia e que Cristo retornaria para trazer uma nova era de paz.

Ele escreveu algo que se apoiava nos livros de Daniel e Apocalipse, mas que para muitas pessoas é incompreensível. Abaixo vocês podem ver uma pequena parte do que ele escreveu:

"Os tempos e meia hora são 42 meses ou 1260 dias ou três anos e meio, recondicionados doze meses para um ano e 30 dias a um mês, como foi feito no calendário do ano primitivo."

Qualquer que seja sua lógica, ele concluiu que o mundo terminaria no ano de 2060.

4 - A Igreja Católica e a Besta do Apocalipse

Para Isaac Newton, o começo do fim já tinha chegado. Em um longo trabalho sobre o apocalipse, ele disse que algumas profecias de Daniel já tinham se tornado realidade.

A Besta do Dia do Juízo Final, que, de acordo com o Livro de Daniel, se erguerá e proferirá blasfêmias contra o Senhor e forçará os reis do mundo a curvarem-se diante dele, era a Igreja Católica.

Ele afirmou que a Igreja Católica "dá leis a reis e nações como um oráculo; e finge infalibilidade, e que seus ditames são vinculantes para o mundo inteiro." Isaac chegou a acusar a Igreja Católica de blasfêmias apoiando a invocação dos mortos e a veneração de suas imagens", referindo a veneração dos santos.

Sendo assim, na cabeça de Isaac Newton o fim dos tempos já tinha chegado e a Besta já estava no poder.

5 - As mágicas que o "sangue menstrual" podia fazer

Como citamos, Isaac Newton ficou muito tempo tentando descobrir os segredos da pedra filosofal. Algumas de suas receitas incluíam coisas estranhas, como por exemplo o "sangue menstrual da prostitua sórdida".

Os alquimistas mantinham muitos segredos e por isso até escreviam suas receitas em códigos. Acredita-se que "o sangue menstrual da prostituta sórdida" era um código que se referia a outra coisa. Outras receitas tinham coisas como "o leão verde", por exemplo.

Segundo o professor Bill Newman, "o sangue menstrual" era provavelmente o código de Newton para o antimônio metálico.

6 - Isaac Newton e o mistério da Tábua de Esmeralda

Nas anotações de Isaac Newton foram encontradas coisas falando sobre A Tábua de Esmeralda (um texto místico que deveria dar a chave para a força da vida). A Tábua de Esmeralda é o texto escrito por Hermes Trismegisto que deu origem à Alquimia.

Isso pode soar como uma bobagem para várias pessoas, mas para Isaac Newton isso era coisa séria. Ele acreditava que havia uma mensagem escondida dentro desse livro que permitia que ele controlasse a matéria prima e a transformasse qualquer elemento em outra coisa.

7 - Os segredos do Templo de Salomão

Outro dos projetos favoritos de Newton foi fazer uma análise extremamente longa e detalhada do Templo de Salomão. É um trabalho incrivelmente minucioso, no qual Newton tentou medir as dimensões exatas e os usos de todas as salas do templo bíblico do rei Salomão.

Não foi apenas um fascínio pela arquitetura que o levou a assumir um projeto tão grande. Newton estava convencido de que o Templo de Salomão tinha a chave para o projeto de Deus do universo. Ele acreditava que a Bíblia estava cheia de pistas codificadas que só os sábios poderiam achá-las, e se ele pudesse descobrir como era o templo de Salomão, ele descobriria a natureza de todo o universo.

Este não foi um passatempo casual para Newton. Ele aprendeu hebraico e latim para que pudesse ler as traduções originais da Bíblia e de textos judaicos antigos, apenas para ter certeza de que ele não tinha um único detalhe errado. Descobrir a gravidade era algo importante, mas a verdadeira chave para entender o universo, para Newton, estava na quebra de uma mensagem codificada escondida na Bíblia.

E aí, caro leitor, você já conhecida todas essas histórias malucas envolvendo Isaac Newton?

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+