Curiosidades

7 maneiras que estamos sendo espionados diariamente sem percebermos

0

Nós estamos sendo vigiados o tempo todo. Por mais que a gente sinta que tenha privacidade ou está escondido, o aumento de tecnologias como câmeras, rastreamento por meio de GPS e incríveis formas de conexão entre usuários em redes públicas, como a internet, facilitam ainda mais o monitoramento de cada ser humano.

Por causa disso, nós vivemos num mundo em que é praticamente impossível estar escondido. Teóricos da conspiração diriam que isso já foi avisado há anos, não só pelas teorias, mas pela ficção, em obras como 1984 e outras distopias. Fora da ficção, personagens da vida real, como Edward Snowden, já alertaram o mundo sobre as espionagens de governo e falta de privacidade de civis em grande parte de seus hábitos comuns.

Em lugares públicos, como bancos, praças e aeroportos, sabemos que estamos sim sendo vigiados. Por outro lado, nem sempre o monitoramento é feito com avisos e com a intenção de manter a segurança. Veja algumas das formas mais comuns que os governos, autoridades e empresas utilizam para manter controle sobre você.

1 – Câmeras de Segurança

1

Atualmente, o Reino Unido é o país mais vigiado do mundo, com uma câmera de segurança instalada para cada 11 cidadãos. O hábito, porém, não é uma tendência só da terra da rainha. Segundo uma publicação da BBC, de 2013, o aumento do número de câmeras de segurança de circuito interno tem sido uma tendência ao redor de todo o mundo. Entre os maiores motivos estão as frequentes ameaças terroristas. A decisão no entanto, aquece a discussão sobre o limite da vigilância e invasão de privacidade.

2 – Smart TVs

2

Se você tem um equipamento de TV moderno, conectado à internet, provavelmente está sendo vigiado. Alguns modelos são capazes de manter registros do que você assiste, enquanto outros permitem até uma verdadeira espionagem, por meio de câmeras. Equipamentos que possuem microfones e câmeras podem sofrer com falhas de segurança e invasões de sistema que permitem que outras te assistam por meio de sua televisão, por mais contraditório que isso seja.

3 – Cartões

3

Governos e agências de inteligência possuem sistemas de monitoramento em tempo real de transações realizados por meio de cartões de crédito ou débito, em máquinas físicas ou pela internet. A justificativa é que é preciso a vigilância para buscar gastos suspeitos ou que seguem um padrão sendo investigado. Apesar disso, é impossível para o civil comum saber quem poderá ter acesso a essa lista, reacendendo o debate da privacidade mais uma vez.

4 – Histórico da Internet

4

A essa altura, certamente você já sabe que está sendo vigiado na internet. Os históricos de sites e buscas que você realiza no seu navegador ficam disponíveis nos servidores dos provedores para autoridades que possam requisitá-los. Nesses casos, você pode pensar em utilizar a consagrada janela anônima dos navegadores, escondendo os seus registros, mas diferente do que você vê nos programas, mesmo os passos que você dá em abas secretas, são registrados.

5 – Smartphones

5

Quase sempre conectados à internet e utilizados para manter uma porção de dados e informações sobre as nossas vidas, os smartphones são poderosas ferramentas de registro de suas ações. As empresas são capazes de rastrear movimentos, por meio GPS, padrões de busca ou hábitos em redes sociais e outros aplicativos instalados. Na maioria das vezes em que você instala um novo aplicativo está autorizando o fabricante a fazer isso, então não é nem como se fosse invasão de privacidade, é apenas uma doação.

6 – Redes Sociais

6

Tudo o que você publica e visualiza por meio das redes sociais pode ser vigiado. Talvez com algumas mudanças de configurações de privacidade você pode até escapar de uma ou outra monitoração, mas o certo é que as empresas sabem o que você gosta de fazer no site, quando gosta e porquê. Por meio de seus hábitos nesses sites ou aplicativos, é possível determinar interesses e preferências durante a navegação da internet e até mesmo a sua localização. Você já se surpreendeu quando o Facebook te sugeriu adicionar uma pessoa que estava no mesmo lugar que você depois de algumas horas? Não foi por coincidência.

7 – Drones

7

O método é um pouco mais recente na história da humanidade que alguns dos outros, que já fazem parte das rotinas a algum tempo, mas nos últimos anos os drones tem sido utilizados também para fins não militares. Em 2016, o governo dos Estados Unidos confirmou que utilizava as máquinas voadores para ações de espionagem envolvendo buscas e resgates. É claro que é compreensível a colaboração da tecnologia em situações de crise, no entanto, a população americana não ficou tão satisfeita e especialistas propuseram revisão das leis sobre as máquinas.

Parece que cada vez menos a privacidade faz parte da rotina das pessoas. Resta saber se realmente será pelo bem e pela segurança, ou se as intenções de grandes corporações serão maiores que isso. Independente da razão, é necessário que as leis passem a pensar no digital e no modelo de vida cercado de tecnologia que temos hoje.

17 coisas nojentas que todas as mulheres já fizeram secretamente

Matéria anterior

Será que você tem as qualidades para ser um milionário? [Quiz]

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos