• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 pequenos hábitos dos nossos ancestrais que ainda devemos seguir

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      08/02/19 às 16h15

Nossos ancestrais viviam vidas muito diferentes daquilo que estamos acostumados a viver hoje em dia. Longe da vida urbana e dos estresses ocasionados por ela, da corrida pelo sucesso e dos inúmeros compromissos, eles podiam passar mais tempo com os familiares e em meio à natureza.

Com tantas mudanças ao longo do tempo, muitos de seus hábitos e costumes foram se perdendo ou enfraquecendo. Pensando nisso, hoje listamos alguns desses pequenos feitos que lhes proporcionava diversos benefícios, os quais todos nós deveríamos dar continuidade. Confira!

1 - Priorize sua família

Muitos dados a respeito do comportamento social humano mostram a importância da família. Nós humanos, assim como outras espécies, demonstramos o altruísmo de parentesco - tendência de comportamento pró-social tendencioso em relação a seus parentes, como pais, filhos, irmãos, avós. Dê atenção a seus pais, ame seus filhos. Nossos laços consanguíneos são muito poderosos. Sua rede familiar é única e profundamente importante para sua vida.

2 - Dê valor a seus amigos

Fazer amigos é parte de nossa herança evolutiva e parte essencial de nossas vidas. Vivemos em grupos sociais e reconhecemos e nos lembramos dos indivíduos. Evoluímos para ajudar, mesmo os não parentes, nos baseando na expectativa de termos essa ajuda de volta. Evoluímos para fazer com que nossos relacionamentos durem por um longo tempo.

3 - Não se esqueça de amar

O amor pode ter várias formas e pode ser moldado por questões como cultura e os tipos de relacionamentos que vivenciamos. A experiência universal do amor nos fornece exatamente o que precisamos para nos manter próximos daqueles que amamos. Além de nos permitir trabalhar como agentes diretos na criação de nosso filhos. O amor é parte essencial de nossa herança evolutiva.

4 - Espere por uma longa vida social

Diferente dos castores que, quando adultos, podem passar meses sem ver outros indivíduos de sua espécie, os corvos veem seus mesmos semelhantes todos os dias, ao longo das estações e anos. E os humanos são muito parecidos com eles. Os corvos formam relacionamentos, dependem uns dos outros para tarefas comuns, como encontrar comida. O que é bom para um, é bom para todos do grupo.

5 - Espere uma vida física longa

Em espécies como a nossa, onde não precisamos nos reproduzir frequentemente para preservar a espécie, cujo desenvolvimento ocorre lentamente, temos mais tempo para formar relacionamentos saudáveis e confiáveis a longo prazo, e isso é essencial para a evolução.

6 - Viva como se existisse apenas 150 pessoas no mundo

No passado, nossos ancestrais raramente interagiam com outros indivíduos fora de seu próprio clã. Tais clãs tinham formações estáveis que incluíam parentes e indivíduos com relações longas com membros do clãs. Todo o grupo totalizava cerca de 150 pessoas. Agora se imagine vivendo num "mundo" com as mesmas 150 pessoas. Basicamente só elas. Como seria seu tratamento para com elas? Provavelmente o melhor, certo?

7 - Entre em contato com a natureza

Mais de 90% do período de nossa história evolutiva, prédios, carros, casas e computadores não faziam parte de nossas vidas. Nossos antepassados viviam em meio a natureza. Eles se expunham regularmente aos raios solares, vegetação, animais e as mais diversas paisagens naturais. Hoje em dia, passamos grande parte de nosso tempo em ambientes fechados e temos pouco convívio com a natureza.

Faça uma caminhada, corra em algum lugar - mesmo que seja no parque da sua cidade. Vá à praia, mergulhe em um rio, banhe-se em uma cachoeira. É pouco provável que você se arrependa de fazer algumas dessas coisas.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+