icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


7 piores casos de pessoas que viram tragédias e não fizeram nada pra evitar

POR Erik Ely EM Curiosidades 16/02/20 às 22h55

capa do post 7 piores casos de pessoas que viram tragédias e não fizeram nada pra evitar

Muito das vezes, andamos tão rápido da rua, que nem paramos para prestar atenção no que está acontecendo a nossa volta. Dessa forma, podemos até deixar passar situações em que poderíamos ter ajudado alguém e não o fizemos. Pensando nisso, separamos os 7 piores casos de pessoas que viram tragédias e não fizeram nada pra evitar.

Esse tipo de situação pode servir como um reflexo da parábola do bom samaritano. Em suma, no caso do samaritano, os homens, ditos "bons", passam e não fazem nada para ajudar um judeu. No entanto, o samaritano, aquele de quem menos esperavam compaixão, é quem ajuda o judeu. Nos exemplos a seguir, vemos gente que fez ao contrário do samaritano, e que viram tragédias e não fizeram nada.

1 - O assassinato de Shanda Sharer

Entre os dias 10 e 11 de janeiro de 1992, Shanda Sharer, de 12 anos, foi sequestrada e torturada por quatro adolescentes. Tudo porque, de acordo com os sequestradores, ela teria "roubado" a namorada de um dos adolescentes. No cativeiro, Shanda conseguiu ligar para um amigo, mas ele não acreditou e ignorou o pedido. No dia seguinte, Shanda foi estrangulada e teve seu corpo queimado. Depois disso, o corpo da jovem foi encontrado por dois caçadores.

2 - Sequestrado por bárbaros marroquinos

Em 21 de janeiro de 2006, Ilan Hamili foi sequestrado em Paris, por "bárbaros" marroquinos. Depois disso, ele foi torturado por 24 dias, até que finalmente morresse em 13 de fevereiro. Durante essas três semanas, os vizinhos do prédio ouviram os gritos e nunca fizeram nada. De fato, ninguém chamou a polícia.

3 - Uma elefanta foi eletrocutada em praça pública

Em 4 de janeiro de 1903, Topsy, uma elefanta, foi condenada por ser rebelde demais. Nascida livre, ela não admitia ser domada e chegou a matar três de seus domadores. Na época, ela se tornou uma figura popular e um espetáculo foi montado para que 1.500 pessoas pudessem assistir a sua morte. Inicialmente, ela foi envenenada, depois eletrocutada e estrangulada. Além disso, tudo foi registrado em vídeo e pode ser facilmente encontrado na internet.

4 - A história por trás da famosa foto de Kevin Carter

Em 1993, Kevin Carter fotografou um momento terrível de sofrimento na África. Dessa forma, de acordo com o fotógrafo, ele esperou cerca de 20 minutos até que um urubu abrisse as asas. Isso porque uma criança estava prestes a morrer de fome. Durante esse tempo, Carter não fez nada, e mesmo depois da foto, não se sabe o que aconteceu com a criança. Em uma entrevista, Carter afirmou que "não queria se envolver".

5 - Mississipi em Chamas

Em 1694, James Chaney, Michael Schwener e Andrew Goodman, respectivamente, um negro e dois judeus, foram brutalmente assassinados por membros da Ku Klux Klan, no sul dos Estados Unidos. Na época, eles estavam trabalhando na campanha Freedom Summer (Verão da Liberdade), que lutava pelo direito de negros poderem votar no Mississippi. No entanto, ao notar movimentações suspeitas, os três seguiram de carro para deixar a cidade. Contudo, foram parados e mortos por policiais e outros membros da organização.

Depois disso, não houve protestos ou questionamentos sobre o crime. Durante o julgamento dos assassinos, 17 homens foram julgados. Mas somente 7 deles foram condenados e não por assassinato, e sim por "violação dos direitos civis". Por fim, todos conheciam os culpados das mortes, mas os que foram condenados não cumpriram mais do que seis anos de prisão.

6 - O terrível assassinato de Catherine Genovese

Em 13 de março de 1964, Catherine Genovese estava voltando para casa, no Queens, em Nova York. Entretanto, às 3:15 da manhã, ela foi esfaqueada duas vezes nas costas por Winston Moseley, um operador de máquina. Antes de matá-la, o homem também abusou de Catherine e roubou U$ 50 que ela carregava na carteira. Tudo durou cerca de 30 minutos e ela não estava sozinha, algumas pessoas passaram pela rua e outras observaram tudo da janela dos prédios.

No dia seguinte, um jornal divulgou que "trinta e oito pessoas viram o assassinato e não chamaram a polícia". Mas esse número ainda é bastante impreciso. Contudo, é possível afirmar que pelo menos 12 pessoas viram o começo do ataque. Entretanto, muitos afirmaram que "simplesmente não queriam se envolver" e imaginaram que outra pessoa chamaria a polícia.

7 - A pior noite da vida dessa jovem

Em 27 de outubro de 2009, uma garota de 15 anos foi até o baile de formatura do ensino médio, em Richmond, nos Estados Unidos. No entanto, enquanto o baile acontecia, cerca de 10 homens abusaram da garota. Enquanto isso, outros 10 homens apenas ficaram olhando, rindo e tirando fotos. Ao final, da noite, havia mais de 20 homens no local. Um diretor assistente da escola chegou a ver a cena de longe, mas não chamou a polícia ou alertou outros funcionários. Mesmo sabendo que os homens não se pareciam com alunos ou funcionários. Depois da noite de formatura, a garota foi encontrada por um outro estudante. Em seguida, chegou ao hospital em estado crítico.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest