• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 remédios antigos com efeitos colaterais terríveis

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      26/11/18 às 15h39

A medicina percorreu um longo caminho até se tornar o que é hoje. Imaginem quantas pessoas morreram devido a experimentos de medicamentos ou mesmo de tratamentos. Muitas drogas foram usadas e só para vocês terem uma ideia, a cocaína e a heroína chegaram a ser usadas como medicamentos. Claramente, muitos remédios usados nos tempos passados tinham efeitos colaterais estranhos e isso nos inspirou a fazer essa matéria.

Tudo bem que no passado os remédios que vamos citar nessa matéria eram os melhores que existiam, apesar das formas bizarras de poderem matar facilmente uma pessoa. Bom, confiram então a nossa matéria com os 7 remédios antigos com efeitos colaterais terríveis:

1 - Pentilenotetrazol

No ano de 1926, F. Hildebrandt testou uma nova droga em animais e detectou dois efeitos colaterais clinicamente significativos. O Pentilenotetrazol, também conhecido como metrazol, causava convulsões epilépticas em altas doses. Em doses mais razoáveis, apenas estimulava o coração e aumentava a respiração.

Em 1934, o cientista Ladislas J. Meduna começou a usar o remédio em humanos para induzir convulsões e tentar tratar doenças mentais. O principal alvo era a esquizofrenia, para o qual o metrazol foi o primeiro tratamento oficialmente reconhecido. O uso dessa terapia fez com que surgissem outros transtornos psiquiátricos e logo o uso desse medicamento saiu de moda.

2 - Tribromoetanol

O tribromoetanol tem propriedades semelhantes ao álcool, mas é mais forte e tem uma gama de efeitos colaterais mais ampla. Esse medicamento foi sintetizado em 1923, e usado como anestésico em 1926. Com uma ingestão retal, metade da dose é absorvida em 10 minutos e 95% em 25 minutos. O efeito é previsível: um sono profundo, normalmente durando cerca de duas horas e meia.

Mas havia apenas um pequeno problema: era quase impossível alterar o estado hipnótico. Depois que uma pessoa estivesse sob o efeito, nenhuma droga conhecida poderia acordá-la. Hoje em dia, não há usos clinicamente significativos para o medicamento. Por isso, é usado para sedar ratos de laboratórios.

3 - Bulbocapnina

Essa droga foi usada no infame programa MK Ultra. A bulbocapnia tem efeito diferente em diferentes animais. Em espécies de sangue frio, por exemplo, o efeito é semelhante à morfina, reduzindo a sensibilidade à dor e deixando o animal sedado. Já em animais de sangue quente, a bulbocapnina induz a catalepsia, que é um endurecimento dos músculos em uma determinada posição. Os usuários ficam como se estivessem "congelados".

Felizmente, doses baixas de cerca de 0,1 mg podem ser toleradas sem efeito negativo, mas a bulbocapnina quase não tem uso clínico positivo. Em vez disso, o medicamento é usado em laboratórios e programas de tortura. Atualmente, está sendo investigado por seu potencial uso no tratamento da doença de Alzheimer.

4 - Picrotoxina

A picrotoxina é encontrada na planta Anamirta cocculus. Os sintomas de seu uso eram bem conhecidos, mas atrasados. Os primeiros sinais de envenenamento incluíam vômitos, aumento da salivação, respiração ofegante e diminuição da frequência cardíaca com palpitações. Depois, vinha a inconsciência e convulsões com períodos de paralisia respiratória, que paravam apenas alguns instantes depois.

Mas esse medicamento tem seu uso reconhecido. Tradicionalmente, é usado para tratar o envenenamento por barbitúricos. Esse remédio tem um efeito estimulante em pacientes anestesiados. Pacientes em coma, por exemplo, eles podem tolerar uma dose considerada letal sem efeito negativo.

5 - Timol

O timol é uma substância cristalina incolor com um odor característico que está presente na natureza nos óleos essenciais do tomilho ou do orégano. Tradicionalmente, no entanto, foi usado para tratar infecções por tinea, micose e ancilostomídeos em humanos.

Mas os efeitos colaterais para tratar a micose têm efeitos colaterais assustadores. Náuseas, vômitos e dores de cabeça são os efeitos que essa substância pode causar. Outros efeitos colaterais mais desagradáveis como depressão profunda, vertigem paradoxal e possivelmente a morte. A chave para usar essa substância é a dosagem: 1 e 2 gramas a cada duas horas.

O timol era aplicado diretamente na pele e acabava livrando o paciente de micoses.

6 - Ergot

Ergot é um fungo infame que cresce em gramíneas, como o trigo. Este fungo é conhecido por causar a notória condição gangrenosa do ergotismo. Esse fungo inclusive foi responsável pela morte de pessoas consideradas "bruxas" na Idade Média, pois os sintomas podem incluir psicose e delírio. Apesar disso, o fungo ainda tem seus usos terapêuticos. Ergot é famoso por induzir contrações do útero, induzir o parto ou até causar abortos.

No entanto, é preferível que seja usado somente após o segundo estágio do trabalho de parto, para garantir que a criança não fique sufocada. Na verdade, acreditava-se ser útil em todos os casos de hemorragia interna, uma vez que contrai as paredes dos vasos sanguíneos e reduz o sangramento. Mas o tratamento prolongado pode levar ao desenvolvimento da gangrena.

7 - Santonin

A santonin é uma droga desenvolvida no início do século XIX, que costumava ser o tratamento primário para vermes antes de ser substituída por compostos mais seguros. No entanto, a droga foi completamente ineficaz contra a tênia.

Os efeitos colaterais eram desagradáveis, mas bizarros e um tanto engraçados. Por exemplo, os pacientes relataram que sua visão estava alterada. Não de forma particularmente ruim, mas tudo assumiu um tom azul. Objetos brilhantes pareciam ter auras amarelas ilustres e o azul ficava cada vez mais escuro, até os tons ficarem indistinguíveis do preto.

Quanto mais santonin era ingerido, mais intensas essas percepções ficavam. Além disso, os pacientes apresentaram náuseas, vômitos e confusão mental. Em doses mais altas, ocorreram convulsões com potencial para asfixia. A droga também é excretada em quase todos os sentidos possíveis: nas fezes com vermes, na urina, que fica amarela néon, e até no suor, que adquire um tom amarelado.

E você, conhecia todos esses remédios com efeitos colaterais bizarros? Comente!

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+