• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 teorias pouco conhecidas sobre o MK-Ultra

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      15/05/19 às 15h32

O projeto chamado Projeto MK-Ultra consistia em vários experimentos que eram  realizados em humanos pela Agência Central de Inteligência entre os anos de 1953 a 1973, quando ele, supostamente, foi interrompido. O objetivo dele era criar e usar formas de controle mental, muitas vezes, sem que as pessoas soubessem que estavam sendo controladas. As pessoas que participaram desse projeto foram colocadas em privação sensorial, tomaram drogas alucinógenas e, supostamente, foram torturadas e abusadas sexual e mentalmente.

Os agentes da CIA queriam que, ao final desse projeto, eles tivessem uma maneira de fazer com que os prisioneiros de guerra e criminosos confessassem seus crimes. Vários experimentos da MK-Ultra foram realizados em pessoas sem seus consentimentos e muitas mortes e ações judiciais também foram notadas. Durante o escândalo de Watergate, a maioria dos registros do projeto foi destruída, o que não deixa possível uma investigação completa do MK-Ultra. Mas várias teorias da conspiração surgiram. Falamos de algumas delas aqui.

1 - Álcool usado regulamente

Várias pessoas dizem que os participantes do MK-Ultra usaram LSD e outros alucinógenos. Mas eles também eram coagidos a beber álcool em vários períodos de tempo. Isso porque o álcool pode fazer as vezes de um soro da verdade de baixo grau. Ele também afeta um neurotransmissor chamado glutamato no cérebro. E o álcool retarda os sinais que vão para o glutamato e deixam os assuntos mais abertos.

2 - Indústria farmacêutica

Algumas pessoas acreditam que a prescrição de medicamentos psicotrópicos pode ser na verdade um passo em direção ao controle mental em massa. Alguns remédios como Prozac, Ritalina e Zoloft restringem os processos de pensamentos indisciplinados e facilitam o sucesso da propaganda. As mesmas críticas foram feitas também com relação as drogas que estabilizam o humor e vacinas que são necessárias para as pessoas.

3 - Abdução

Você já deve ter visto ou ouvido alguém falar que foi abduzido. Segundo uma das teorias da conspiração sobre o MK-Ultra, essas pessoas foram, na verdade, cobaias do projeto. Mas com drogas, hipnose e outros métodos, os programadores do projeto colocaram memórias de abdução nas pessoas. Isso para que elas fossem desacreditadas quando contassem o que tinha acontecido com elas. Os conspiradores dizem que a CIA conseguiu a tecnologia de implantar memórias com a raça reptiliana que vive em lugares secretos da Terra.

4 - Conexão com limpeza de ouvido

A limpeza com vela é uma prática da medicina alternativa usada para tirar o excesso de cera canal auditivo. Segundo alguns teóricos da conspiração, isso está ligado a uma programação remota do MK-Ultra com implantes colocados nas velas. Esses implantes escorregam nos canais auditivos quando as velas derretem. As pessoas dizem ter ruídos estranhos que ninguém mais ouve, dores de cabeça e desconforto físico.

5 - Controle da mente

No livro A Fórmula Illuminati para Criar um Escravo Total de Controle da Mente Indetectável, os autores, Fritz Springmeier e Cisco Wheeler, dizem em detalhes como se tornar um manipulador MK-Ultra. Entre as instruções estão como selecionar e torturar a vítima, como administrar drogas específicas e como usar hipnose e modificações de comportamento. Segundo os autores, esse passo a passo para criar um escravo controlado pela mente destruirá a programação do MK-Ultra.

6 - Origem dos métodos

Alguns teóricos acreditam que o notório doutor Josef Mengele desenvolveu os passos para o MK-Ultra durante suas experiências humanas tortuosas em campos de concentração nazistas, na Segunda Guerra Mundial. Ele trouxe os seus conhecimentos para os EUA e os compartilhou com a CIA na Operation Paperclip. Outros acreditam que foram os reptilianos que ensinaram os métodos para os funcionários da CIA, que depois se envolveram com o projeto.

7 - Segredo subterrâneo

Segundo a youtuber Katy Groves, a CIA e as forças armadas dos EUA têm feito um treinamento do MK-Ultra e abusado de inúmeras crianças em uma instalação subterrânea. Ela fica no centro do Texas. Ela fala que, em sua vida passada, ela foi uma escrava do MK-Ultra e que sofreu terríveis abusos. Além de ser forçada a fazer o mesmo com outras crianças. A base subterrânea de Fort Hood não é a única. Supostamente, as instalações do programa estão por trás do desaparecimento de crianças anualmente.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Via   Listverse  
Imagens Listverse
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+