Natureza

Fóssil gigante de dragão do mar foi descoberto

Monstro marinho
0

Você acredita em monstros marinhos? Considerando que conhecemos pouquíssimo dos oceanos, não é raro encontrar lendas incríveis sobre as criaturas que vivem e caçam por lá. Então, quando Joe Davis, um líder da equipe de conservação na Reserva de Água Rutland, na Inglaterra, fez uma descoberta em fevereiro de 2021, muitas pessoas ficaram animadas.

Inicialmente, ele achava que eram uma série de pedras ou tubos. No entanto, o homem logo percebeu que ele tinha descoberto um fóssil com os restos de um réptil marinho de 200 milhões de anos. Esse réptil marinho nadou nos oceanos durante o período Jurássico!

Por conta da sua aparência, o animal ganhou o título de Dragão do Mar. Sendo assim, em breve, cientistas irão explorar o assunto em um programa da BBC. Segundo paleontólogos que ajudaram na remoção do fóssil, é o maior dragão do mar já descoberto na Grã Bretanha. Isso não é pouca coisa, já que pesquisadores vêm coletando fósseis na região há 200 anos.

O doutor Mark Evans, da Pesquisa Inglesa da Antártida, contou que esteve estudando os fósseis de répteis do Jurássico em Rutland e Leicestershire há mais de 20 anos. Assim, quando ele viu o fóssil de Joe Davis, ele imediatamente soube que era o maior exemplar já visto na região.

Dragão do Mar

Monstro marinho

Rutland Wildlife Trust

Com aproximadamente 9,7 metros de comprimento, o Dragão do Mar é realmente impressionante. Só o crânio do réptil marinho tem dois metros de comprimento e pesa mais de 900 kg! Já os fósseis que compõem o corpo da criatura pesam mais de  1360 kg.

Paleontólogos acreditam que o Dragão do Mar ficava em águas mais rasas. Assim, os répteis, que se parecem um pouco com tubarões ou golfinhos, apareceram no período Triássico, há cerca de 250 milhões de anos. Sua dieta era composta de peixes, lulas e coisas do tipo. Além disso, poderiam comer vertebrados maiores também. O que mais será que tem nas profundezas dos oceanos?

A bateria que pode fornecer energia por 28 mil anos

Matéria anterior

Pirarucu: o maior peixe de água doce do mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos