7 tradições pós-morte mais curiosas de todos os tempos

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      12/04/18 às 14h13

Há muito o que falar sobre a morte. Esse assunto é um tabu para algumas pessoas, mas é um tema que interessa diversas culturas. Todos nós sabemos o nosso destino e que um dia a vida chegará ao fim para todos. Essa inclusive é uma das poucas certezas que temos. Sendo assim, muitas sociedades, há séculos, preparam-se melhor para o momento da morte. Eles preparam vários rituais para questões profundas e existenciais. A fascinação pela morte em alguns povos os leva a preparar grandes funerais e rituais para lidarem com isso. Esses rituais envolvem diversas coisas, desde danças até concertos musicais durante um funeral.

Pensando um pouco melhor sobre isso, nós da redação Fatos Desconhecidos resolvemos trazer alguns exemplos para você, caro leitor. Pesquisamos e listamos 7 tradições pós-morte mais curiosas de todos os tempos. O resultado dessa matéria nos fez refletir muito sobre como as pessoas de diferentes lugares lidam com esse acontecimento. Se você tiver algum amigo que gosta desse assunto, compartilhe com ele desde já.

1 - Enterros pré-históricos

Antes de conhecermos os caixões, os cemitérios e os rituais de enterro que conhecemos hoje, os pré-históricos já realizavam a prática de enterrar os mortos. Os primeiros enterros que conhecemos ocorreram a 100.000 anos atrás. A caverna de Qafzeh, em Israel, é um dos lugares para enterro mais antigos da humanidade.

2 - Túmulos dos mutilados

Esses desenhos rudimentares e arcaicos de sepulturas representam o que se tornaria os caixões que temos hoje em dia. O Paleolítico foi um período difícil e bastante violento. Conchas foram encontradas com um conjunto de chifres de veado para decorar uma vala comum. Isso provavelmente foi o início dos túmulos. Esse ato deu origem as tumbas individuais e protegidas. Uma das tumbas mais antigas que se tem conhecimento vem do período neolítico, há cerca de 6 mil anos. Ela foi descoberta na Espanha. Alguns testes de DNA provam que os corpos encontrados eram de uma mesma família que havia sido enterrada junta.

3 - Set Ablaze

Os vikings também agiam de forma diferente quando perdiam seus entes queridos. Os membros de alto status da sociedade viking colocavam os mortos no topo de um navio e os colocavam no mar, onde navegariam pela eternidade. Geralmente eles colocavam fogo no navio antes de mandarem para o mar, para que assim pudessem queimar o corpo e distribuí-lo no ar. Isso, no entanto, era apenas para os mais ricos, visto que levava tempo e trabalho para construir um navio.

4 - Le Danse Macabre

A frase francesa foi popularizada na literatura ocidental e sua tradução é "A Dança da Morte". Muita arte, cultura e música refletiam a morte na Europa medieval. Eles usavam ainda a o conceito de que não importa a pessoa, uma hora todos morrem. Le Danse Macabre foi uma das tradições mais incríveis. Ela ajudava no processo de luto para aqueles que perderam alguém importante. Através de peças bem elaboradas, pinturas elegantes e músicas doces e comoventes, as pessoas se expressavam sobre esse momento.

5 - Flagellants

Outra tradição estranha envolvendo a morte foi a da peste auto-flageladora. As pessoas andavam pelas cidades europeias se cortando e se torturando. Essas seitas ainda negavam água e comida, fazendo com que as pessoas passassem fome. Os envolvidos viviam uma vida extremamente ascética e privada de qualquer prazer. Esses masoquistas entravam em uma cidade que sofria com alguma onda de mortes e dirigiam-se até uma igreja, onde faziam suas orações. Após isso, se encontravam no centro da cidade, onde formavam um grupo circular. Eles começaram suas práticas de auto-flagelação, batendo em si mesmos com chicotes, na esperança de agradar a Deus e afastar a morte que estava presente na cidade.

6 - O Jazz em Nova Orleans

Assim como em funerais comuns, as pessoas carregavam um caixão para ser enterrado, mas a cerimônia ia além disso. As tradições no local são festas em bloco, onde os vivos celebram o falecido com desfiles e muita música alta. O jazz é algo marcante em Nova Orleans e isso é o que mais agrega valor ao ritual. As festas costumam ser longas e durar até uma semana.

7 - Entes mortos

Em Sulawesi, Indonésia, existe um costume estranho a respeito da morte. As pessoas exumam os corpos enterrados das pessoas que amam, tratando-as como pessoas vivas. A cada três anos eles desenterram esses corpos, dão banho, vestem eles e os levam para todos os lugares para onde vão. Os cadáveres mumificados são feitos para parecerem-se com as pessoas vivas.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Via   Artek12     Listverse  
Imagens Dailymail
Diogo Quiareli
Diogo Quiareli, 23 anos, Gay, Publicitário, Goiano, Geminiano e Infinito. Uma pessoa extremamente apaixonada pelo universo musical e amante do e-sport. Fiel a memória de RBD e Glee, além de alimentar diariamente a paixão por Katy Perry, Florence and The Machine e 30 Seconds to Mars.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+