• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

8 coisas perturbadoras que aconteciam nas escolas do passado

POR Natália Pereira    EM Curiosidades      11/04/18 às 16h40

As escolas fizeram parte da vida de grande parte da população, mesmo que elas não tenham chegado a concluir a sua escolaridade e, talvez por esse motivo, essas instituições sempre atraiam tanta atenção. O problema é que, ainda que o ambiente devesse ser um lugar de aprendizado e segurança, vez ou outra eles acabam se mostrando completamente contrários a isso. Fazendo com que as pessoas se questionem sobre os métodos de ensino vigentes.

As 'normas' impostas pela coordenação, assim como o corpo docente -composto pelos professores que ministram as aulas, acabam deixando a desejar em alguns aspectos, principalmente se levarmos em consideração as escolas do passado. As punições aplicadas por eles já se mostraram, muitas vezes, abusivas e prejudiciais. Fatores que chocam grande parte das pessoas até hoje. Mas, felizmente, esse molde antigo e ultrapassado tem deixado de existir. Ainda sim, para se ter uma ideia de como as coisas eram diferentes no passado, selecionamos algumas coisas perturbadoras das escolas daquele tempo.

1 - Entrada separada entre os sexos

Você provavelmente já ouviu falar em escolas separadas por sexo. Muitas instituições do passado eram separadas dessa forma e esse fato aparece frequentemente em filmes que retratam a época. Mas, quando esse não era o caso, algumas escolas acabavam separando as entradas. Dessa forma, as meninas deviam usar uma porta específica e os meninos outra. Em alguns casos, mesmo que fosse na mesma escola, eles acabavam estudando em salas separadas. Isso quando as garotas recebiam a permissão para irem a escola, o que muitas vezes era negado a elas.

2 - Escolas divididas por raça e religião

Como podemos ver, as escolas eram extremamente segregadas no passado. No tópico anterior mostramos as formas que eles encontravam para dividir cada área escolar entre os meninos e as meninas, quando a escola não era completamente dividida entre eles. Mas, a divisão entre os sexos não era a única feita no período. Muitas escolas não permitiam a entrada de pessoas de outras raças ou religiões. Eles dificilmente podiam frequentar os mesmos lugares, e isso incluía o ambiente escolar.

3 - Chapéu de burro

Esse método utilizado para castigar os alunos era muito utilizado no passado. Ele consistia em envergonhar aqueles que fizessem algo de 'reprovável' obrigando-os a usar um chapéu de burro no canto da sala. O chapéu tinha um formato cônico e continha, na maioria das vezes, a palavra "Dunce" ou mesmo a letra "D". A punição, em inglês, era chamada de "Dunce Cap" por isso a inserção da palavra e letra no chapéu.

4 - Palmatória

Essa punição escolar foi muito usado nas escolas brasileiras do passado. A palmatória era um instrumento utilizado para aplicar uma punição físicas aos alunos quando estes faziam algo de errado e desrespeitavam as normas escolares. O formato da palmatória, assim como o seu material, podia variar dependendo do lugar mas, em geral, eram grandes "colheres" com alguns buracos na parte arredondada. Elas eram utilizadas para bater na mão das crianças.

5 - Ajoelhar no milho

Esse castigo era usado tanto por pais quanto por professores. O método ficou muito popular durante certo período do passado e consistia em fazer com que a criança ficasse ajoelhada em grãos de milho durante algum tempo. Isso causava uma dor e desconforto no joelho dos castigados e podia até mesmo deixar marcas na região.

6 - Carregando pesos

Em alguns momentos, os professores acabavam usando os próprios livros para aplicar uma punição aos alunos. Para isso, eles faziam a criança ficar em uma posição desconfortável e a obrigava a segurar uma quantidade de livros nos braços. O peso, assim como o desconforto da posição, acabava fazendo com que eles ficassem cansados rapidamente. A punição podia durar até 1 hora.

7 - Círculo no quadro-negro

Outro método utilizado pelos professores para punir os alunos desobedientes consistia em desenhar um circulo no quadro-negro e fazer com que a criança fique com o nariz na região por um tempo. Aquele que estivesse passando pela punição deveria ficar com o nariz encostado no quadro. O castigo podia durar de 30 minutos até 1 hora.

8 - Escrever frases repetidas vezes

Você provavelmente já viu essa punição na abertura do famoso desenho 'The Simpsons' mas se imaginou que aquilo não acontecia, se enganou. Essa punição já foi aplicada no passado e consistia em fazer com que o aluno desobediente escrevesse "Eu não vou..." seguido daquilo que ele havia feito de errado anteriormente. Na maioria das vezes, o castigado acabava tendo que escrever a frase repetidas vezes até preencher o quadro completamente.

As escolas do passado podiam ser realmente perturbadoras, concordam? O que acharam dos métodos utilizados por eles? Sabiam que as coisas eram assim antigamente?

Próxima Matéria
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+