Entretenimento

8 maneiras nada convencionais que corpos humanos já foram usados

0

Os humanos modernos já andam sobre a Terra por 200 mil anos e ao longo desse tempo já foi provado que podemos fazer coisas impressionantes com os nossos corpos. A habilidade de correr, pular, se contorcer e dobrar o corpo de diversas formas permite resultados impressionantes.

Unindo as habilidades físicas com o diferencial que os seres humanos têm na mente, quando comparados com outras espécies permite nos ir ainda mais além. A nossa inteligência nos permitiu desenvolver a comunicação, construir civilizações e desenvolver tecnologias e artes das formas mais variadas.

Com a combinação de tanto potencial, muita gente utilizou essa inteligente para explorar o poder do corpo humano na hora de realizar feitos bem incomuns. Sendo assim, vamos conferir algumas formas estranhas que o corpo humano já se fez presente em algumas situações.

1 – Placenta como alimento

A placenta serve para cuidar do desenvolvimento do feto dentro da barriga da mãe, oferecendo nutrientes e oxigênio por meio do cordão umbilical. Assim que o bebê nasce, ela se descola do útero e é removida durante o parto. Existe uma tendência de pessoas que escolhem levar a placenta para casa para comer ou utilizar como ingrediente em outros pratos. A internet e a literatura estão cheias de receitas especializadas na utilização do ingrediente, como bebidas, sobremesas e até mesmo lasanhas.

2 – Ossos humanos como instrumentos musicais

Os ossos são a parte mais durável de todo o corpo humano. Talvez por causa disso, ao longo da história eles foram muito utilizados como instrumentos musicais. Entre os mais populares está uma espécie de lira desenvolvida por tribos da África Central. O instrumento foi fabricado a partir de um crânio humano.

3 – Cabelo morto para estilo de penteados

Para a maioria das pessoas, cabelo morto é inútil ou até mesmo nojento, mas na verdade eles já foram bem úteis. Na Era Vitoriana – e até mesmo hoje em dia, em alguns casos – as mulheres utilizavam cabelos mortos para dar volume e estilo a seus penteados. Sem tantas opções de pentes, escovas, sprays, cosméticos e perucas, a opção era a mais viável para a época. A prática se estendeu até meados do século 20 e até hoje é copiada por entusiastas do estilo faça-você-mesmo.

4 – Sêmen como ingrediente culinário

A maioria das pessoas se contentaria em utilizar o sêmen para a sua função primordial: fecundar os óvulos das mulheres e gerar novos seres humanos. Outros, porém, preferem usar o ingrediente na cozinha. Goste você ou não, existe uma ampla diversidade de livros de receitas que ensinam e recomendam a usar o sêmen na cozinha. Segundo alguns especialistas, assim como vinhos e queijos refinados, o sabor do sêmen é complexo e dinâmico. E aí, será que você encarava?

5 – Urina para fabricação de cerveja

A cerveja está entre os seres humanos há seculos, mas a cerveja de urina chegou recentemente em nossa vida. Em 2017, uma cervejaria dinamarquesa revelou que sua nova cerveja, Pisner, utiliza urina humana no processo de produção. Porém, a cerveja não está exatamente dentro da bebida. Ela é utilizada no processo de fermentação da cevada que acaba no produto final.

6 – Velas de cera de ouvido

A cera de ouvido é produzida para evitar que sujeira e bactérias entrem por nosso canal auditivo. Quando ela se acumula, porém, algumas pessoas acham que é interessante removê-la para fazer velas. Os criadores por trás do produto se inspiraram no filme Shrek, quando o personagem principal utiliza a cera do próprio ouvido para fazer uma vela. Apesar do desenvolvimento do produto na vida real, a cera não queima da mesma forma que velas comuns feias de parafina.

7 – Unhas como obra de arte

O que você faz com os pedaços de suas unhas depois de cortá-las? A resposta mais comum seria jogar no lixo, mas não é a primeira opção para a artista Rachel Betty Case. A mulher utiliza os restos de unha que seriam rejeitados pela maioria das pessoas para criar pequenos animais ou insetos. Além dela, vários outros artistas investem nas unhas como matéria-prima, como é o caso de Mike Drake, que cria pesos de papel a partir dos pedaços.

8 – Sangue de menstruação como fertilizante de plantas

De acordo com as regras natureza, mensalmente as mulheres passam pelo ciclo menstrual. Quando o corpo se prepara para a gravidez e ela não acontece, todo o material produzido é eliminado junto de muito sangue. Na maioria das vezes, o conteúdo é apenas jogado fora, mas muita gente opta por coletar os dejetos e utilizar na fertilização de plantas. Por mais que possa soar estranho para muita gente, esse sangue contém altas doses de nitrogênio, elemento vital para a fotossíntese e crescimento das plantas.

Gostou dos usos alternativos para o que o nosso corpo produz? Alguns podem soar estranhos, mas quem pratica defende vários de seus benefícios. Se você tiver coragem, talvez também pode descobrir esses novos mundos e ampliar horizontes. Qual deles você achou mais incomum?

5 personagens que você não sabia que Stan Lee ajudou a criar

Matéria anterior

6 comemorações de formatura ao redor do mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications