Fatos Nerd

9 novas incríveis versões dos Pokémon iniciais da segunda geração

0

Se tem uma fanbase mais participativa que a de Pokémon, eu desconheço. Ao redor de todo o mundo, treinadores desenvolvem projetos incríveis mostrando novas criaturas, suas evoluções e até mesmo megaevoluções. Inclusive, já mostramos por aqui o trabalho de dois brasileiros: Diego Guilherme, que criou os Pokémon da região brasileira e da região européia. E também temos Felipe Gouvêa com seu projeto ousado de um Pokémon Fire Red em 3D com várias mudanças de jogabilidade.

Outro ilustrador que vira e mexe aparece por aqui é Villiam Boom. Já ficou imaginando como seriam as evoluções do Eevee nos tipos que ainda não existem? Ele já fez, e as megaevoluções também! Mas, recentemente ele tem trabalhado em formas Alola para os Pokémon iniciais de cada geração. Já viu as novas formas de Charmander, Squirtle e Bulbasaur?

Caso você seja um fã das antigas e não acompanhe os jogos mais recentes da franquia, Alola é uma das regiões de Pokémon. Por conta de seu clima diferenciado e ecossistema único, várias espécies que já conhecemos evoluem de uma forma diferente. E aí não estamos falando só de aparência! Outros fatores que podem variar são o tipo, movimentos, habilidades e até mesmo estatísticas básicas. Legal, né? Como será que os iniciais de Johto ficariam por lá?

#1 – Chikorita

#2 – Cyndaquil

#3 – Totodile

#4 – Bayleef

#5 – Quilava

 

#6 – Croconaw

#7 – Meganium

#8 – Typhlosion

 

#9 – Feraligart

 

Vocês gostaram das versões Alola desenhadas pelo artista? Concorda com o segundo tipo utilizado para cada Pokémon ou acha que outra opção seria melhor? Qual seria a sua escolha para começar a sua jornada Pokémon? Deixe sua opinião nos comentários! Aliás, sem querer tomar partido, mas já mostramos aqui que o de fogo é sempre uma boa opção. E esse Cyndaquil ficou maneiro! E claro, não deixe de acompanhar o trabalho desse ilustrador nas suas redes sociais Instagram e Facebook.

Teoria de Pokémon desvenda um dos maiores mistérios da franquia

Matéria anterior

Isso é o que aconteceria se você tivesse nascido no espaço

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos