A ira de um anjo

POR A redação    EM Curiosidades      08/08/14 às 20h24

O documentário, mostra os efeitos do abuso sexual na mente de uma criança. A mãe dela morreu e a deixou com o pai e o irmão mais novo quando ela tinha apenas 1 ano. Esse pai abusou dela, na entrevista ela diz que ele tocou seu órgão sexual até sangrar, depois desse episódio ela foi levada para adoção por assistentes sociais.

Acontece que ela começou a molestar e furar o seu próprio irmão e seus animais de estimação com agulhas, matou pássaros e os pais adotivos têm que tranca-la no quarto. O vídeo mostra também como essas crianças podem ser ajudadas.

Veja o vídeo:

A criança apresentava um desejo de matar a família inteira. Ela já chegou a pegar algumas facas na cozinha com a intenção de esfaquear os seus pais adotivos. Beth podia lidar com toda situação de forma fria e calma, onde era ausente os sentimentos de remorso ou culpa, embora ela soubesse claramente o significado e o resultado de suas ações.

No ano de 1989, Beth foi encaminhada para uma casa de apoio a crianças com desordem emocional, sendo diagnosticada com Transtorno do Apego Reativo. Um grave distúrbio psicológico que afeta crianças e bebês. A característica essencial desse distúrbio é uma ligação social acentuadamente perturbada e inadequada ao nível de desenvolvimento na maioria dos contextos, com o início até os 5 anos de e associada ao recebimento de cuidados patológicos.

A condição de Beth envolve a completa incapacidade de se relacionar com qualquer ser humano e/ou criar laços de afeto, incapacidade de sentir ou receber amor, além de uma completa falta de empatia, uma vez que ela era capaz de ferir ou matar outros seres vivos sem ressentimentos.

Hoje em dia

1
Hoje em dia Elizabeth Thomas é uma mulher perfeitamente normal e mentalmente saudável. Se formou em enfermagem e atua na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal dando suporte as mães e cuidando de recém-nascidos.

É autora do livro, "More than a Thread of Hope (Mais que um fio de esperança)" e, junto com sua mãe adotiva, Nancy Thomas, criou uma clínica para crianças com distúrbios graves de comportamento. Sua vida de sobrevivência e vitória traz esperança e compreensão para pais e profissionais, trabalhando para curar a criança afetada e, acima de tudo, capacitar os pais com uma visão positiva para o futuro do seu filho.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+