As 8 lendas mais bizarras e assustadoras da DeepWeb

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      18/03/15 às 15h48

AVISO: Não se sabe exatamente onde acaba a verdade e começa o mito em todas essas histórias, é impossível afirmar com certeza se isso existe ou é apenas invenção. Conheça também o lado bom da DeepWeb.

Como já noticiamos aqui, a DeepWeb nada mais é do que a parte da Web que não aparece nos mecanismos de busca (como o Google, por exemplo). A busca de informações na Internet pode ser comparada com o arrastar de uma rede na superfície do oceano: pode-se pescar um peixe grande, mas há uma grande quantidade de informação que está no fundo, e, portanto, faltando. A maior parte da informação da Web está enterrada profundamente em sites gerados dinamicamente, a qual não é encontrada pelos mecanismos de busca padrão.

O risco de entrar na Deep Web depende basicamente da intenção com que o usuário vai acessa-la. Por conter páginas com conteúdo ilegal, as mesmas podem conter vírus, prejudicando a segurança do computador. Vale lembrar que ela também, por ser criptografada e anônima, é muito usada por criminosos.

Nós reunimos a seguir as lendas mais bizarras e assustadoras que são amplamente divulgadas e relacionadas com a DeepWeb. Conheça:

Assassinos de Aluguel

31

São grupos de matadores de aluguel que atuam na DeepWeb. Fóruns na Web privada ofereceriam os serviços de assassinato pelos mais variados preços.

Terroristas

32

Também existem boatos sobre fóruns que reúnem terroristas para organização de ataques localizados a elementos ou instalações de governos de modo a espalhar medo e o terror.

Filmagens de assassinatos e atos de crueldade

33

Apesar de dizerem que isso é comum na DeepWeb, esse tipo de conteúdo chocante é facilmente encontrado na "nossa" Web; principalmente em redes sociais. Casos que envolvem filmagens de assassinatos e atos de crueldade podem ser exemplificados pelas execuções realizadas pelos membros do Estado Islâmico, que divulgam diariamente vídeos de assassinatos de seus opositores.

Também estão presentes filmes que mostram mortes ou assassinatos reais de uma ou mais pessoas, sem a ajuda de efeitos especiais. Embora existam muitos filmes que de fato mostram mortes reais, a existência de uma indústria financeira em torno deste tipo de filme geralmente é vista como uma lenda urbana.

Pornografia

34

A pornografia na DeepWeb geralmente é associada a atos como: necrofilia, abuso infantil e canibalismo.

Canibalismo

35

Os povos que praticavam a antropofagia a faziam pensando que, assim, iriam adquirir as habilidades e força das pessoas que comiam. Na DeepWeb, existem diversos relatos de pessoas que participaram de atos de canibalismo. Outros relatos afirmam inclusive que pessoas se ofereciam para serem devoradas por canibais que procuram vítimas na Web.

Bonecas sexuais humanas

36

Especula-se que seriam jovens entre 8 e 10 anos de idade que foram molestadas, mortas e transformadas em espécies de "bonecas humanas" para satisfazer os desejos de seus assassinos. Uma variante da bizarra lenda urbana afirma que as crianças não são mortas mas são amputadas e tem diversos órgãos retirados para se transformarem em bonecas vivas. Nada foi comprovado sobre essa lenda.

Tortura por encomenda

37

Outra lenda bastante difundida é a de criminosos que agem sequestrando pessoas para vende-las para pessoas ricas às torturarem. A lenda, sem nenhum embasamento, afirma que em país com alto índice de violência, muitas pessoas simplesmente desaparecem e são entregues para pessoas poderosas as usarem das maneiras mais cruéis possíveis.

Tráfico

38

Muitos boatos afirmam que na DeepWeb se encontra um vasto mercado negro. Drogas, armas, órgãos humanos e pessoas seriam negociadas pelos mais variados preços em um mercado que abrange principalmente a Europa. Nenhuma dessas informações foi comprovada. Os casos registrados e relacionados a essas temáticas foram encontrados na Web Comum.

Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+