• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


As suas calças, um dia, poderão dar carga ao seu celular

POR Bruno Dias    EM Ciência e Tecnologia      14/08/19 às 18h42

Hoje em dia, é quase impossível não andarmos sempre com nossos celulares. Você consegue lembrar qual foi a última vez que você ficou longe do seu celular? É bastante difícil passar um tempo longe de um dispositivo, que tem praticamente toda a nossa vida dentro.

As pessoas do passado não imaginariam que os celulares, um dia, seriam capazes de fazer as várias funções que fazem. O futuro pode ser exatamente esse momento, em que vivemos. Quem imaginaria que existiria um dispositivo, que conseguiria conectar as pessoas e desempenhar tantas funções como os celulares? Hoje, quase todos os celulares são smartphones e os botões estão cada vez mais deixando de ser uma realidade.

Mas, parece que conforme as funcionalidades dos celulares aumentam. Por outro lado, a duração da bateria diminui. Quase todas as pessoas têm uma bateria extra para caso seus smartphones fiquem sem bateria. A notícia boa é que, talvez, os dias de carregar uma bateria extra com você, para os lugares, estejam contados.

Segundo os cientistas da Universidade Chongqing e Jinan, da China, as roupas poderão carregar os nossos celulares. Os pesquisadores estão trabalhando de maneira bem intensa, nos últimos anos, para criar uma energia wearable, que é uma energia que se pode ter nas roupas que vestimos.

Pesquisa

O ponto de partida desse estudo é simples: as pessoas dependem bastante de seus dispositivos, sejam smartphones ou tablets, e sempre estão procurando maneiras de carregá-los. Então, se fosse possível criar tecidos para as roupas que conseguissem aproveitar a energia solar, que é uma das formas de energia renovável mais amplas, as pessoas conseguiriam carregar os seus vários dispositivos com maior facilidade.

No passado, cientistas já foram bem sucedidos na criação de fibras que coletavam energia. Mas o problema aparecia quando eles tentavam moldar os fios, em roupas inteligentes e autopropulsadas. Essas fibras acabavam divididas no processo de confecção de roupas, principalmente, na hora de dobrar e curvá-las.

De acordo com os cientistas da Universidade de Chongqing e Jinan, esse problema foi resolvido. Isso porque os fios de coleta de energia e armazenamento, que eles criaram, são altamente flexíveis. E cada fio é individualmente e facilmente dobrável, e não simplesmente o tecido como um todo.

Tecido

A fibra, criada pelos pesquisadores, contém titânio ou um polímero revestido de manganês, óxido de zinco, um corante e um eletrólito entrelaçados com fios de polímero revestidos de cobre. E isso, faz parte de uma célula solar do tecido.

Para que a energia seja armazenada, eles desenvolveram uma segunda fibra, que continha titânio, nitreto de titânio, uma casca fina para evitar o oxidação, e um eletrólito. Então, essas duas fibras foram tecidas com fios de algodão.

A amostra que a equipe conseguiu pode ser carregada totalmente a 1,2 volts, em 17 segundos, quando exposta à luz solar. Essa é uma tensão suficiente para que uma futura roupa smart consiga carregar pequenos dispositivos eletrônicos.

Esse tecido também é resistente. A pesquisa mostrou que não teve degradação do tecido, mesmo depois de 60 dias. Os cientistas viram que o tecido criado por eles consegue ser moldado em diferentes padrões. Além disso, podem ser adaptados a qualquer formato projetado. E isso não afeta o seu desempenho.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+