Cientistas descobriram como gerar energia através de pingos de chuva

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      03/04/18 às 15h24

Cientistas dedicam parte de sua vida em busca de novas descobertas que possam ajudar a humanidade como um todo. Dessa vez, uma equipe de estudiosos de duas universidades chinesas desenvolveu algo jamais visto. Eles criaram painéis solares que são capazes de gerar energia nos dias chuvosos e com baixa insolação. A invenção é capaz de gerar energia até mesmo durante a chuva, nevoeiro ou durante a noite. Isso foi divulgado recentemente e vem ganhando cada vez mais repercussão mundial, visto que pode ser a solução para a falta de energia em alguns lugares.

"O objetivo é elevar a eficiência de conversão da luz direta até que volte a ter mais, gerando energia suficiente em condições de pouca luminosidade tais como chuva, nevoeiro, bruma ou na noite". Essa foi uma declaração dada para o jornal "Diário do Povo" pelo professor Tang Qunwei, da Universidade Oceânica da China. Ele é um dos responsáveis pelo projeto. Outra equipe da Universidade Pedagógica de Yunnan, comandada pelo professor Yang Peizhi também participa do da criação. Eles atuam ativamente no desenvolvimento destas placas solares que, de acordo com a impressa chinesa, podem representar a "revolução fotovoltaica".

Outra coisa que chamou a atenção na inovação desses painéis foi o uso de material LPP (singla em inflês de "fósforo de longa persistência"). Esse pode armazenar a energia solar durante o dia para que possa ser colhida durante a noite. "Só a luz parcialmente visível pode ser absorvida e transformada em eletricidade, mas o LPP pode armazenar energia solar a partir de luz não absorvia e perto da infravermelha", explicou melhor Tang. "Permitindo assim a geração de energia contínua de dia e de noite". Isso se dá por conta da tecnologia TENG, que converte movimentos como um todo em energia.

Esses avanços ganharam também destaque em revistas científicas dos Estados Unidos e Europa. Estas destacaram a queda de custos que a energia solar poderia ter utilizando esses painéis. O avanço torna-se maior pelo fato de que grande parte da energia consumida na China procede de combustíveis fósseis (carvão e petróleo). Em contrapartida, a segunda economia mundial é o país que mais possui centrais solares instaladas.

E aí, o que você achou disso? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Via   Ifl Science     Ciclo Vivo     Epoca Negocios  
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+