Curiosidades

Beber moderadamente é seguro? Mitos sobre o consumo de álcool

0

Beber depois de um dia cansativo de trabalho, ou com os amigos no final de semana, é uma coisa que muitas pessoas fazem. Mas sempre tem aquelas vezes que todos passam do ponto. É claro que não é aconselhável e nem seguro, porém, às vezes acontece.

Nesse sentido, sabe-se que beber demais é ruim, mas e beber somente alguns copos por semana? Até porque, alguns estudos dizem que o vinho tem antioxidantes, então, alguns copos por semana aparentemente fazem bem. Além disso, outros estudos sugerem que as pessoas que bebem pouco ou moderadamente são menos propensas a ter um ataque cardíaco, do que as pessoas que evitam beber de forma geral.

Uma campanha britânica está propondo para as pessoas que elas fiquem 31 dias sem consumir álcool. A campanha defende que essa prática trará benefícios para a saúde além da perda de peso e um sono melhor.

O nome da campanha é “Dry January”, “Janeiro seco”. As pessoas que aderirem à campanha podem comprovar por si próprias a diferença que não beber por esse período de tempo faz.

Mas ao longo do tempo vários mitos a respeito do álcool se espalharam. Dentre eles, alguns até com relação a benefícios para a saúde. Especialistas foram ouvidos para falar sobre quatro mitos.

1 – Beber moderadamente não faz mal

BBC


De acordo com Michael Mosley, médico e apresentador da BBC, isso não é verdade já que qualquer quantidade de álcool que a pessoa ingerir irá provocar um aumento nos riscos de desenvolver algumas formas de câncer, principalmente o de mama.

Claro que os riscos são menores quando se bebe moderadamente. Contudo, esses riscos crescem à medida que a ingestão de álcool aumenta.

De acordo com o professor Tim Stockwell, diretor do Centro de Pesquisas sobre Dependência Química da Universidade de Victoria, no Canadá, não existe nenhuma vantagem bioquímica no hábito de beber.

“Há ao menos 60 formas diferentes de o álcool te fazer mal ou matar. E não apenas por meio de doenças óbvias, como as de fígado”, pontuou.

2 – Beber vinho tinto faz bem à saúde

BBC

Quase todas as pessoas já ouviram que beber vinho tinto faz o coração funcionar melhor. Tanto que não é incomum ver idosos, no mundo todo, dizerem que sua longevidade é por conta desse hábito.

No entanto, a realidade é que as uvas, e por isso também o vinho, têm uma substância chamada resveratrol, que, segundo estudos, diminui os níveis de um tipo de colesterol que pode se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos.

3 – Misturar bebida deixa a pessoa mais bêbada

BBC

Segundo Mosley, na realidade não importa muito o tipo de álcool que tem nos drinques que a pessoa está bebendo. Isso porque o resultado será o mesmo. Contudo, uma das exceções é se o drink for feito com bebidas com bolhas, como por exemplo, champanhe.

Isso acontece porque elas relaxam os músculos que controlam a passagem de álcool e comida entre o estômago e o intestino delgado, que é o lugar onde as substâncias passam a ser absorvidas pelo organismo.

Por isso que se uma pessoa tomar champanhe e depois tomar cerveja, a segunda bebida chegará ao intestino delgado e a deixará bêbada mais rápido.

4 – Cafeína ajuda a melhorar bebedeira

BBC

Esse é mais um mito que a grande maioria das pessoas acredita. Mas, de acordo com Mosley, o álcool que a pessoa bebeu irá continuar no corpo dela até ele ser totalmente metabolizado. Isso, mesmo se a pessoa tomar uma jarra inteira de café no outro dia.

O máximo que a cafeína pode fazer é deixar a pessoa mais desperta durante o dia.

Fonte: BBC

Imagens: BBC

Conheça o primeiro gay do Catar assumido publicamente

Matéria anterior

‘Astronauta’ invade supermercado com comparsas e furta mais de R$ 70 mil

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos